É criada a Seleção USP de Rugby Feminino

Nesse final de semana ocorre em Barueri a etapa brasileira da Série Mundial de Sevens Feminino, com um evento que promete mais uma vez um grande espetáculo a todo o público presente e telespectador.

 

Mas essa não é a única boa notícia para o rugby feminino nacional. No intervalo dos jogos, tanto no sábado como no domingo, haverá um torneio de sevens entre Leoas do Mackenzie, a Cásper, a UNESP, uma Seleção USP (quatro times universitários) e as academias de Alto Rendimento da Unilever .

 

Além de dar visibilidade para o rugby universitário, esse evento parece retomar as ideias aqui ditas por nós em artigos anteriores sobre rugby praticados na instituições de ensino superior. A formação de uma seleção da USP propriamente demonstra o franco crescimento da modalidade dentro da Cidade Universitária (e fora dela também), já havendo a possibilidade da criação de um elenco forte e competitivo e com um plantel numeroso, tendo em vista que várias meninas fizeram parte do primeiro treino seletivo, que ocorreu ontem no CEPEUSP.

 

A Universidade de São Paulo (USP) possui 7 times universitários femininos fixos: EACH, Farma, FEAOdonto, FFLCH, Medicina, POLI, Rugby USP, Sanfran e Tsunami. O crescimento do número de times indica o interesse cada vez maior das Atléticas, da LAAUSP (Liga das Atléticas da USP) e das alunas, que veem no rugby uma oportunidade de integração universitária e de aprendizagem de um esporte novo.

 

A formação de uma seleção é estritamente necessária para criar um representante universitário (no caso da USP) que mostrará que está apto a competir em níveis de média e alta intensidade, pensando a longo prazo. Isso indicaria que o engajamento melhorou e a organização para essa seleção idem. Vemos com bons olhos esse time, que pode, um dia, retomar as glórias do “Gigante adormecido” que é o rugby universitário.

 

Acima, a foto da reunião de planejamento do ano envolvendo as equipes da USP.

 

Escrito por: Gustavo Gaiofato

 

Comentários