Jacareí, BH e San Diego seguem com tudo na Taça Tupi; Joaca sobrevive

A Taça Tupi chegou à sua segunda rodada na fase de grupos e muitos clubes já disseram adeus à competição. De tiro curto com apenas três rodadas (ao contrário do formato de ida e volta de 2015), o espaço para erros é mínimo, e quem venceu na segunda rodada comemorou demais. Poli e Rio Branco levaram a melhor no Grupo B e estão no topo da tabela e da competição pelas vagas. E nos demais grupos?

 

Jacareí segue 100% – Por Pedro Corat

Pelo Grupo A, o Jacareí foi ao Rio de Janeiro e, apesar das dificuldades impostas pelo Guanabara, os Jacarés souberam aproveitar as chances ofensivas para vencer por 27 X 20.

 

Os pontos foram anotados em quatro tries, duas conversões e um penal. Os tries foram de Felipe Conceição “Locão”, Vinicius Querido e Matheus Daniel “Mathias” (duas vezes). Já para o Guanabara fizeram os tries Paixão, Ravi e Pancho.

 

O jogo contra o Guanabara teve um sabor especial para o Jacareí, pois foi a primeira vez que enfrentou seu ex-técnico Ubaldo Rivero, atual treinador da equipe carioca. Seu filho Pedro Nicolas Rivero “Nico”, atleta do Jacareí, comentou sobre o duelo e da experiência de estar em lados opostos com o pai:

 

“Foi um jogo muito duro, eles tinham uns forwards muito pesados que se destacavam no jogo aberto. Mas conseguimos diminuir as formações fixas, recuperando várias bolas nestas ações. Para mim foi o melhor jogo dos nossos forwards até agora. O Guanabara fez dois tries em erros nossos, mas conseguimos consertar e garantir a vitória”.

 

“Ver meu pai no banco contrário foi uma sensação estranha, porque estou acostumado a receber dicas dele nos jogos. Mas a rivalidade fica dentro de campo, na minha substituição fui direto dar um abraço nele com direito a lágrimas. Também foi a primeira vez que minha sobrinha foi ao campo ver um jogo meu”.

 

O resultado eliminou o time carioca das chances de título. Já o Jacareí pôs um pé na próxima fase e buscará em casa confirmar a classificação diante do vice BH Rugby.

 

Placar final: Guanabara 20 X 27 Jacareí
Árbitra: Mariana Wyse
Local: Campo da Prefeitura Universitária – Fundão – Rio de Janeiro, RJ

 

Jacareí

Tries: Matheus Daniel “Mathias” (2), Felipe Conceição “Locão” e Vinicius Querido

Conversões: Vinicius Querido (1) e Bruno Garcia “Bruninho” (1)

Penais: Bruno Garcia “Bruninho” (1)

 

Guanabara

Tries: Marcos Paixão, Ravi Araujo e Francisco “Pancho” Sanchis

Conversões: Francisco “Pancho” Sanchis (1)

Penais: Francisco “Pancho” Sanchis (1)

 

Minas é do BH

No outro duelo do Grupo A, o BH Rugby recebeu o Nova Lima no dérbi da região metropolitana de Belo Horizonte e levou a melhor, mantendo-se vivo na competição e eliminando seu conterrâneo caçula da disputa. 54 x 08 no placar, que deixou o BH como o segundo melhor segundo colocado até o momento na Taça Tupi.

 

Para se classificação, o BH terá uma dura missão: irá encarar o Jacareí no Vale. A vitória daria aos mineiros a classificação. Em caso de derrota, seria essencial para o BH arrancar um bônus e torcer para o Charrua não somar bônus diante do Joaca e para o perdedor de Poli contra Rio Branco também não somar bônus, ainda descontando no saldo sua diferença para os concorrentes dos demais grupos. O Nova Lima está eliminado.

 

Placar final: BH Rugby 54 X 08 Nova Lima
Árbitro: Vinícius Aleixo
Local: Centro Universitário UniBH – Belo Horizonte, MG

 

BH Rugby

Tries: Francisco Vianna (2), Jorge “Jorgito” Imparato, Bernardo Faria, Vitor Andrade, José Augusto “Soldado” Junior e Ciro Lobato

Conversões: Bernardo Faria (4)

Penais: Bernardo Faria (2)

 

Nova Lima

Try: Thiago Araujo

Penal: Rodrigo Costa (1)

 

San Diego venceu mais uma vez o clássico de Porto Alegre – por Nathália Ely

A rivalidade gaúcha esteve presente no confronto da segunda da rodada Taça Tupi entre dois times da Capital, Charrua e San Diego. Os índios jogavam em casa e contavam com o apoio da torcida. Como as duas equipes haviam vencido na primeira rodada, a vitória daria a liderança do grupo C. Foi o que aconteceu com o San Diego. Após um primeiro tempo muito equilibrado, terminando com o Charrua na frente por 19 x 12, o San Diego dominou as ações da segunda etapa, virou o jogo e venceu pelo placar de 25×19. Assumindo, assim, a primeira posição com 10 pontos. O Charrua fica em segundo, com seis.

 

Para se classificar, o San Diego necessita apenas de uma simples vitória contra o Serra. Já o Charrua precisa vencer o Joaca, de preferência com ponto bônus, e torcer para o Jacareí bater o BH e para que quem perder o duelo entre Poli e Rio Branco não some bônus.

 

Placar final: Charrua 19 X 25 San Diego
Árbitro: Giancarlo Bistrot
Local: Sociedade Hípica Porto Alegrense – Porto Alegre, RS

 

Charrua

Tries: Lucas Ruas, Gabriel Bolzan e Luiz Filipe Ribas

Conversões: Pedro Guimarães (2)

 

San Diego

Tries: Juliano Bernartti (2) e Michael Begino

Conversões: Erick Dysiuta (2)

Penais: Erick Dysiuta (2)

 

Serra sucumbe em casa diante do Joaca, que segue sonhando – por Nathália Ely

Já em Caxias do Sul, o Serra buscava a recuperação diante do Joaca. Os catarinenses vieram à Serra Gaúcha também dispostos a buscar seus pontos na competição e conseguiram. Depois de perder na primeira rodada para outros gaúchos, do San Diego, o Joaca superou o Serra por 32×13. Dessa forma, a equipe caxiense fica na lanterna, sem pontuar, e já eliminado.

 

O Joaca, por sua vez, ainda nutre remotas chances de classificação. Os azuis de Florianópolis visitarão na próxima rodada o Charrua, somando 1 ponto a menos que os porto-alegrenses. Para avançar, o Joaca precisa vencer com bônus e por um placar elástico, além de torcer para que o duelo entre Poli e Rio Branco acabe com uma derrota pesada para um dos lados. No total, o Joaca precisaria descontar 86 pontos com relação ao Rio Branco ou 92 sobre a Poli, na soma dos placares dos dois jogos.

 

Placar final: Serra 13 X 32 Joaca
Árbitro: Marcelo Poletto
Local: Estádio Municipal Antonio Barroso Filho – Caxias do Sul, RS

 

Serra

Try: Carlos Rosano

Conversão: Jonathan Strebe (1)

Penais: Jonathan Strebe (2)

 

Joaca

Tries: Matheus Wolf (2), Johnathan Furtado, Fábio Karasiak e Useche Inchauspe

Conversões: José Zortea (2)

Penais: José Zortea (1)

 

Clube Cidade (Estado) Pts J V E D 4+ 7- PP PC SP
Grupo A
Jacareí Jacareí (SP) 15 3 3 0 0 3 0 188 27 161
BH Rugby Belo Horizonte (MG) 9 3 2 0 1 1 0 83 87 -4
Guanabara Rio de Janeiro (RJ) 6 3 1 0 2 1 1 110 59 51
Nova Lima Nova Lima (MG) 0 3 0 0 3 0 0 18 226 -208
Grupo B
Poli São Paulo (SP) 14 3 3 0 0 2 0 119 31 88
Rio Branco São Paulo (SP) 10 3 2 0 1 2 0 117 61 56
União Rugby Alphaville Barueri (SP) 4 3 1 0 2 0 0 32 110 -78
Pé Vermelho Londrina (PR) 1 3 0 0 3 0 1 48 114 -66
Grupo C
San Diego Porto Alegre (RS) 14 3 3 0 0 2 0 83 29 54
Charrua Porto Alegre (RS) 10 3 2 0 1 1 1 65 36 29
Joaca Florianópolis (SC) 5 3 1 0 2 1 0 40 68 -28
Serra Caxias do Sul (RS) 0 3 0 0 3 0 0 26 81 -55

 

Fotos: Jacareí Rugby X Guanabara (Adriano Matos / Jacareí Rugby)

Comentários