SPAC cai contra Curitiba e ocupa o último lugar do Super 8

SPAC e Curitiba se enfrentaram em São Paulo pelo Super 8 com as duas equipes em situações opostas, os paranaenses precisavam da vitória para se manter no encalço do São José e vivo o sonho de uma vaga nas finais, os paulistas, por outro lado, fugiam da ultima colocação e no final os visitantes levaram a melhor saindo de campo com o placar de 27 a 17. Com o resultado, e os quatro tries, os paranaenses terminam a rodada a dois pontos do São José enquanto o SPAC, com o ponto bônus defensivo do Niterói, passa a semana na lanterna da competição.

 

Os donos da casa começaram melhor colocando a bola no chão logo aos 9’, quando, depois de uma boa troca de passes o fullback Renato Bergo, o “Tato” entrou no in-goal, o abertura Rafael Spago converteria. O SPAC, porém continua a ter problemas no pack de forwards, principalmente com o scrum e o apoio, se aproveitando disso o Curitiba empataria o jogo com o hooker Luan Paduano, aos 26’, o abertura Alberto “Chicho” Nunez converteria. Os donos da continuariam a causar problemas para os visitantes, principalmente quando aumentavam a velocidade do jogo, entrando no in-goal com o centro Diego Nascimento, o “Susto”, aos 30’, Spago converteria novamente. A poucos minutos do final da primeira etapa,  porém o amarelo para o segunda linha do SPAC João Milleo desequilibraria a partida. Com um a menos o já frágil pack dos paulistas seria completamente dominado com o Curitiba se aproveitando da superioridade e anotando com o ponta Lucas “Mussum” Guimarães, aos 35’, e novamente com Paduano aos 39’, Nunez converteria apenas uma vez. Fim do primeiro tempo 19 a 14 para o Curitiba.

 

A segunda etapa foi menos movimentada. Com as duas equipes visivelmente cansadas, o jogo se desenvolveria principalmente no meio campo. O SPAC, atrás no placar, conseguiria manter a posse, mas ainda teria muitas dificuldades para entrar no in-goal, cometendo muitos erros, inclusive uma bola interceptada aos 20’ que terminaria com o asa Michael “Ilha” Moraes fazendo o try depois de correr quase oitenta metros, Nunez perderia a conversão. Os donos casa continuariam tentando e aos 35’ Spago diminuiria em um penal, porém Nunez acabaria com toda a esperança dos paulistas com um penal convertido aos 39’. Fim de jogo 27 a 17 para o Curitiba.

 

Na próxima rodada, o SPAC tem a dura missão de visitar o São José, antes de encerrar sua campanha em casa diante do Band Saracens. Já o Curitiba joga seus dois últimos jogos em casa, recebendo justamente Band Saracens e São José, em jogo que promete definir o último finalista do Campeonato Brasileiro.

 

Placar final: SPAC 17 x 27 Curitiba

 

SPAC

Tries: Renato “Tato” Bergo e Diego “Susto” Nascimento

Conversões: Rafael “Raj” Spago (2)

Penais: Rafael “Raj” Spago (1)

 

Curitiba

Tries: Luan Paduano (2), Lucas “Mussum” Guimarães e Michael “Ilha” Morais

Conversões: Alberto “Chicho” Nunez (2)

Penais: Alberto “Chicho” Nunez (1)

 

Clube Cidade (UF) P J V E D 4+ -7 PP PC SP
Desterro Florianópolis (SC) 62 14 13 0 1 10 0 437 198 239
Curitiba Curitiba (PR) 49 14 10 0 4 7 2 374 246 128
São José São José dos Campos (SP) 48 14 10 0 4 7 1 412 288 124
Farrapos Bento Gonçalves (RS) 33 14 6 0 8 4 5 329 287 42
Pasteur São Paulo (SP) 29 14 5 0 9 2 7 210 227 -17
SPAC São Paulo (SP) 23 14 5 0 9 2 1 230 437 -207
Niterói Niterói (RJ) 22 14 4 0 10 3 3 279 451 -172
Band Saracens São Paulo (SP) 21 14 3 0 11 3 6 300 437 -137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

 

Texto e foto: Diego Gutierrez

Comentários