SPAC vence Band no sufoco e segue na busca dos líderes pelo Super 8

Band Saracens e SPAC se enfrentaram pela última rodada do 1o turno do Super 8 buscando a reabilitação depois de cairem na rodada passada ante Curitiba e São José respectivamente, mas com objetivos distintos. Enquanto os britânicos buscavam manter a proximidade dos líderes, o Band busca fugir do perigo de rebaixamento. EM um jogo muito equilibrado e definido somente nos minutos finais, o SPAC se deu melhor e segue na quarta colocação, mas ainda seguido de perto por Pasteur e Farrapos.
 
 
banner padrim
 
 
As equipes começaram se estudando muito, trocando chutes no fundo e alternando na posse de bola na intermediária do campo. O Band deu o primeiro combate, desperdiçando um penal logo aos cinco minutos em sua primeira subida ao ataque, e depois, Luccas rompeu a linha de defesa pelo centro no meio de campo e só foi contido na linha de 5m. A pressão bandeirantina foi intensa, sempre apostando no jogo de forwards e no pick an go, mas não deu resultados. No entanto o try sairia logo depois com nova subida do primeiro centro vermelho após o chute de alívio do SPAC, e desta vez, Chabal conseguiu atravessar a barreira adversária e cair no ingoal.
 
 
Veja as fotos da partida, por Daniel Venturole
 
 
O try acordou o SPAC que não tardou a retribuir. Depois de um belo contra ataque comandado por Raj, acionando Nick que abriu rapidamente para a direita, mas a demora em definir mesmo com homens a mais, facilitou o trabalho defensivo do Band, que não conseguiu conter o avanço de Iago no lance seguinte, que desta vez se livrou da marcação e abriu a contagem para o SPAC. O bom momento ainda resultou na virada dos alvi-celestes com Nick, após lineout dentro dos 22m adversário e uma sequência ofensiva em que novamente o Band não conseguiu se reagrupar para defender.
 
A virada repentina deixou os bandeirantinos sem reação, com falhas defensivas que não costuma apresentar, e pagou caro por isso. Em uma arrancada pelo centro, Artur Bergo ganhou novamente a linha de defesa, e contido por dois adversários, conseguiu acionar Boy com um belo offload na esquerda, correndo sem marcação e apoiando no meio do ingoal. O estrago maior causado pelo apagão do Band não foi maior pois Gabriel Saraiva conseguiu descontar no último lance da etapa inicial, que Tomás converteu e deixou a vantagem em apenas três pontos a favor do SPAC no intervalo.
 
A apatia mostrada pelos mandantes no fim do primeiro tempo ficou do lado de fora, os jogadores do Band Saracens vibrando muito a cada erro forçado do adversário e a cada boa defesa ou ataque. Logo em seu primeiro atauqe, levou perigo, mas um knockon a dois metros do ingoal frustrou a ofensiva. No entanto, o time recuperou a posse de bola no scrum e o ótimo momento do time foi ratificado com mais um try de Gabriel, mostrando a força da 1a linha, responsável por todos os seus tries na partida. Depois de scrum nos 5m e uma primeira fase bem sucedida, o pilar surpreendeu a defesa do SPAC e atravessou sem oposição até o ingoal, colocando o Band novamente na liderança.
 
A pressão continuou, após falha defensiva do SPAC no jogo de fundo, acuando novamente os britânicos. Paganini teve boa chance para ampliar pela direita, mas acabou cometendo mais um knockon ao tentar se desvencilhar da marcação. Ainda perigosamente dentro de seus 5m, parecia mais uma boa oportunidade para o Band ampliar, mas, Alemão teve boa visão de jogo para colocar um chute forte no fundo do campo e afastar o perigo. Ele mesmo quase conseguiu concluir a jogada com um try, mas não chegou à tempo.
 
Mas o jogo mudou novamente de mãos, com um cartão amarelo para Chabal, deixando os visitantes em superioridade numérica e levando muito perigo, mas que não se converteu em pontos com sucessivos erros de finalização. Mal havia retornado à formação completa, Laurent também foi excluído após tentar interceptar um passe no contra ataque do SPAC, e dessa vez, eles aproveitaram, após tentarem superar os forwards adversários em pelo menos quatro fases, mas com espaço na linha, a bola encontrou Raj na ponta que mergulhou rente à lateral para recolocar o time na liderança.
 
A partida ganhava contornos dramáticos com a frágil vantagem de apenas um ponto e a partida nos minutos finais. Após boa penetração de Lotufo pelo centro, Nick acabou dando um tackle alto e punido com amarelo, que Tomás aproveitou para recolocar o Band na frente com um penal. Com pouco mais de dois minutos para o fim, o SPAC administrou com cuidado a posse de bola e aproveitando uma desatenção adversária na cobrança rápida de um penal na ponta, Boy ligou o nitro e voou até o ingoal sem conseguir ser alcançado, dando a vantagem novamente para os visitantes.
 
Raj converteu o chute difícil e obrigou o Band a buscar o try. E foi exatamente isso o que o clube fez, conseguindo reverter dois scrums nos segundos finais e levando o jogo para os 22m do SPAC, enquanto a torcida do SPAC já pedia o fim da partida. No entanto, o esforço final não foi recompensado, com um penal cometido a pouco mais de 5m do ingoal adversário, que chutou para fora a bola, encerrando a partida de forma dramática a favor do SPAC.
 
As equipes voltam à campo no próximo sábado. O SPAC recebe o líder Desterro, enquanto o Band encara o Pasteur, ambos jogos cruciais para suas pretensões no restante da competição.
 
 
O Portal do Rugby elegeu Nick Smith como melhor jogador da partida.
 
 
Placar final: Band Saracens (14) 24 X 29 (17) SPAC
 
Band Saracens
Tries: Jonatas “Chabal”, Gabriel Saraiva (2)
Conversões: Tomás (3)
Penais: Tomás
 
Cartões amarelos: Jonatas “Chabal” e Laurent
 
 
SPAC
Tries: Iago, Nick Smith, Boy (2), Raj
Conversões: Raj (2)
 
Cartão amarelo: Nick Smith
 
 
Classificação

ClubeCidade (UF)PJVED4+-7PPPCSP
DesterroFlorianópolis (SC)62141301100437198239
CuritibaCuritiba (PR)4914100472374246128
São JoséSão José dos Campos (SP)4814100471412288124
FarraposBento Gonçalves (RS)33146084532928742
PasteurSão Paulo (SP)291450927210227-17
SPACSão Paulo (SP)231450921230437-207
NiteróiNiterói (RJ)2214401033279451-172
Band SaracensSão Paulo (SP)2114301136300437-137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final


 
 
Foto: HP

Comentários