Vencer o SPAC em casa está se mostrando uma tarefa cada vez mais difícil. Depois da vitória no sufoco sobre o Band Saracens na estreia, os britânicos encararam outro clássico da capital em seus domínios, contra o Rio Branco. Dessa vez, mesmo em um jogo muito pegado, a vitória veio por boa margem, colocando a equipe na vice-liderança do Paulista A, empatado com o Jacareí, que leva vantagem nos critérios de desempate.
 
Os donos da casa começaram quentes, com try de Raj Spago logo aos seis minutos em rápida infiltração após passe de Tranquez pelo centro. O SPAC tinha amplo domínio da posse de bola e territorial, relegando os Pelicanos ao seu campo defensivo, e depois de em mais uma boa subida, ampliou, com Tato.
 
O Rio Branco entrou na partida depois de novo revés, levando perigo com a boa dupla de 9 e 10, Daniel “Maranhão” e o sul-africano Jaco e com jogadas pelo centro. Em uma rápida subida pela esquerda, veio o primeiro try dos visitantes, com Jaco, depois de cobrança rápida de penal perto dos 5m, mas o golpe final da etapa inicial seria dado pelo SPAC, que anotou após torca rápida de passes até a ponta, com Lucas Passoni.
 
Os donos da casa começaram a etapa final com a mesma intensidade do primeiro, e ampliaram com Greg depois de bola roubada no scrum logo nos primeiros minutos, garantindo um ponto de bonificação. Mesmo com um pack mais leve, o SPAC mostrava superioridade nos mauls com os avançados, e por mais de uma vez conseguiu ganhar terreno através das formações. O veterano Fernando Hontalvilla aproveitou uma dessas oportunidades para anotar o quinto try alvi-celeste, ampliando a vantagem para 28 pontos. A vantagem aumentaria minutos depois, depois de mais uma jogada de pressão do SPAC, mal aliviada pelo Rio Branco, que propiciou o trio de fundo cobrar rapidamente e inverter o jogo até Boy, que ampliou.
 
Em um dos bons momentos do Rio Branco na etapa final surgiu mais um try do SPAC, depois de bom avanço dos Pelicanos, trabalhando a bola na linha de 5m, um knockon de Kevin foi recuperado dentro do ingoal por Tato Bergo que correu toda extensão do campo para anotar seu segundo try do dia. Mesmo sofrendo mais um try, os visitantes tinham um bom momento e aproveitaram um certo relaxamento do SPAC pela vitória consolidada, para anotar dois tries em sequência, com o veterano Pedro Folly e Allan. Antes do final da partida, Tranquez anotou o seu, dando números finais à partida.
 
O triunfo deixa o SPAC na segunda colocação, com os mesmos 9 pontos do líder Jacareí, enquanto o Rio Branco segue como única equipe a não pontuar após duas rodadas, ao lado do São Carlos. Na próxima rodada, o SPAC encara o São José fora de casa, enquanto o Rio Branco a embalada Poli em seus domínios.
 
O Portal do Rugby elegeu Tato Bergo como melhor jogador da partida.
 
 
Placar final: SPAC (21) 54 X 19 (07) Rio Branco
 
SPAC
Tries: Raj Spago, Tato (2), Lucas Passoni, Greg, Fernando Hontalvilla, André Luiz “Boy”, Lucas Tranquez
Conversões: Lucas Tranquez “Zé” (7)
 
 
Rio Branco
Tries: Jaco, Pedro Folly e Allan
Conversões: Allan (2)
 
Classificação