Porto Alegre e Belo Horizonte estão muito próximas de celebrarem a promoção de suas equipes à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Nesse sábado, a Taça Tupi, a segunda divisão nacional, viveu sua quarta rodada, com apenas mais 2 restando para a definição dos 4 semifinalistas (o campeão de cada grupo e o melhor segundo colocado) e os 8 times promovidos à primeira divisão de 2018 (os campeões e vices de cada grupo e os 2 melhores terceiros colocados).

BH Rugby, no Grupo B, e Charrua e San Diego, no Grupo C, deram passos importantes vencendo Rio Rugby, Chapecó e Joaca, respectivamente, e estão a apenas uma vitória da promoção. Enquanto isso, do Grupo A saiu o primeiro time já promovido e classificado, o Band Saracens, após triunfo sobre o Pé Vermelho.

 

BH Rugby invicto!

- Continua depois da publicidade -

O BH Rugby recebeu o Rio Rugby e abriu ótima frente na liderança do Grupo B da Taça Tupi. O jogo teve dois tempos bem distintos. O primeiro foi parelho, com o BH fazendo 13 x 07 com tries de Soldado e Brina, enquanto Nimai fez o try carioca. Porem, a segunda etapa foi toda mineira, com o BH dominando por completo mesmo jogando boa parte do tempo com 14 homens, por uma série de 3 amarelos recebidos, o que reforça a superioridade dos donos da casa, mostrando um poderoso jogo de forwards. Bere, Soldado, Bernardo, Chico e Natan cruzaram o in-goal para manterem o BH invicto ainda em 2017. 46 x 14 contundentes.

Os mineiros receberão no próximo sábado o Niterói e poderão comemorar a promoção à elite. Já o Rio Rugby joga o jogo da vida contra o Guanabara.

 

46versus copiar14

BH Rugby 46 X 14 Rio Rugby
Árbitro: Guilherme Zaparoli
Local: UniBH – Belo Horizonte, MG

BH Rugby
Tries: José Augusto “Soldado” (2), Gabriel “Brina” Corgosinho, Fillipe “Bere” Gibran, Bernardo Faria, Chico Vianna e Natan Caldas
Conversões: André Lopes (4)
Penais: André Lopes (1)

Rio Rugby
Tries: Nimai Videla e André Baptista
Conversões: Gabriel Rangel (2)

 

Guanabara renasce com primeira vitória

No Campo Olímpico da UFRJ, Niterói e Guanabara se encontraram pela terceira vez no ano e, nesse tira teima, após uma vitória para cada lado, quem prevaleceu foi o Guanabara, com expressivos 22 x 08 que reacenderam as chances dos cariocas de chegarem à elite nacional.

Quem largou em vantagem foi o Nikity, com David Grael marcando o primeiro try logo aos 5′. Porém, o Guanabara virou com pé de Zpe Vitor e try do abertura Caio. David ainda reduziu antes do intervalo com penal para os rubronegros, deixando o placar em 10 x 08 para o Guanabara apenas. No segundo tempo, no entanto, o Guanabara se impôs, guardando dois tries em sequência, com o centro Johnson e Caio novamente. O jogo esquentou, um amarelo para cada lado foi mostrado, mas o marcador não foi mexido, com os cariocas levando a melhor sobre os fluminenses.

Com a derrota, o Niterói se manteve no segundo lugar, mas em posição delicada, e terá que defender a vice liderança fora de casa contra o invicto BH, enquanto o Guanabara buscará tomar a segunda colocação no clássico carioca com o Rio.

 

08versus copiar22

Niterói 08 X 22 Guanabara
Árbitro: Braz Magaldi
Local: Campo Olímpico de Rugby UFRJ – Rio de Janeiro, RJ

Niterói
Tries: David Grael
Penais: David Grael (1)

Guanabara
Tries: Caio Ferreira (2) e Johnson Gomes
Conversões: Zé Vitor Tavares (2)
Penais: Zé Vitor Tavares (1)

 

Charrua segue líder do Grupo C

Jogando em casa, o Charrua não teve vida fácil diante do aguerrido Chapecó. Os gaúchos dominaram a primeira e etapa e pareciam prontos para terem uma fácil vitória, com os centros Cabeção e Arthur e o hooker Ícaro cruzando o in-goal para colocarem 17 x 00. Porém, o Chapecó não se renderia fácil, reduziu com seu oitavo destaque Duan com try antes do intervalo e, logo no comecinho da segunda etapa, outro destaque do time catarinense, Daian, correu para o segundo try, que deixou o marcador em apenas 17 x 12 para o Charrua. O jogo foi pegado até o fim, com o marcador em aberto, mas os visitantes não conseguiram o try da virada. Vitória sem bônus para o Charrua, 17 x 12, e bônus merecido para o caçula notável do Oeste.

No próximo sábado tem clássico “SanCha” em Porto Alegre, com Charrua e San Diego medindo forças na Hípica. Se o Charrua vencer estará garantido nas semifinais e promovido pela primeira vez à elite nacional. Já o Chapecó jogará a vida recebendo o Joaca e se perder poderá dar adeus ao sonho da promoção.

 

charrua novo17versus copiar12

Charrua 17 X 12 Chapecó
Árbitro: Marcelo Poletto
Local: Sociedade Hípica Portoalegrense – Porto Alegre, RS

Charrua
Tries: Pedro “Cabeção” Guimarães, Arthur Dalpizzolo e Ícaro Madalena
Conversões: Arthur Dalpizzolo (1)

Chapecó
Tries: Duan Barp e Daian Muller
Conversões: Andrisson Berlato (1)

 

San Diego próximo do Super 16

Semifinalista do ano passado, o San Diego não teve vida fácil para vencer o Joaca. Os catarinenses já tinha derrotado os gaúchos na abertura da fase de grupos e quase produziram novo golpe nos porto-alegrenses. Em um primeiro tempo pegado e sem espaços, apenas o Joaca somou pontos, com um try do scrum-half Johnattan John John.

Com 7 x 0 de desvantagem, os verdes foram para cima e conseguiram a virada em menos de 15 minutos de segundo tempo, com tries do abertura Gregory e do scrum-half Diogo. Mas, as Corujas ainda estavam vivas e Peruch chutou penal aos 68′ que manteve o jogo em suspense, com apenas 14 x 10 de frente para o San Diego. Os anfitriões seguraram o placar e comemoraram o difícil triunfo.

O San Diego se prepara agora para o clássico gaúcho com o Charrua. Caso vença o rival, o San Diego assumirá a liderança do grupo e garantirá sua promoção à primeira divisão. Já o Joaca visitará o Chapecó na defesa de seu terceiro lugar geral e de suas chances de promoção.

 

14versus copiar10

San Diego 14 X 10 Joaca
Árbitro: Giancarlo Bristot
Local: Parque Capão do Corvo – Canoas, RS

San Diego
Tries: Gregory Dornelles e Diogo Farezin
Conversões: Erick Dysiuta (2)

Joaca
Try: Johnattan Furtado
Conversão: Luiz Guilherme Peruch (1)
Penal: Luiz Guilherme Peruch (1)

 

Band Saracens promovido!

No Grupo A, o Band Saracens não teve problemas para seguir 100% e venceu o Pé Vermelho, garantindo antecipadamente sua promoção à elite do Campeonato Brasileiro, apenas um ano depois de seus descenso.

O Pé Vermelho, por sua vez, seguiu como o vice líder da chave e ainda sonho em ser o melhor segundo colocado geral e em conseguir o inédito acesso. A missão do Pé Vermelho na próxima semana será novamente em São Paulo, contra o concorrente direto Templários, valendo o segundo lugar e potencialmente a promoção à primeira divisão.

Clique aqui para conferir tudo sobre a partida.

 

59versus copiar17

Band Saracens 59 X 17 Pé Vermelho
Árbitro: Mariano de Goycochea
Local: Arena Paulista de Rugby – São Paulo, SP

Band Saracens
Tries: Devon Muller (2), Leandro Caetano (2), Erick Iglesias (2), Gabriel Paganini, Diogo Raucci e Eduardo Alves
Conversões: Erick Iglesias (7)

Pé Vermelho
Tries: Lucas Branco e Baiano
Conversões: Lucas Bagé (2)
Penais: Lucas Bagé (1)

 

Rio Branco e Templários empatam e lamentam

Rio Branco e Templários duelaram em dérbi da Grande São Paulo e lamentaram um empate em 29 x 29 que manteve ambos abaixo do Pé Vermelho. O resultado praticamente tirou as chances do Rio Branco chegar às semifinais, enquanto o Templários terá que correr atrás do prejuízo. Na próxima rodada, o Rio Branco precisará vencer o Band Saracens, ao passo que o Templários fará o jogo da vida recebendo o Pé Vermelho.

Clique aqui para saber tudo sobre o jogo.

 

29versus copiar29

Rio Branco 29 X 29 Templários
Árbitro: Vinícius Aleixo
Local: Arena Paulista de Rugby – São Paulo, SP

Rio Branco
Tries: Daniel “Maranhão” (2), André Vinícius, David Griffiths e Diego Telles
Conversões: Daniel “Maranhão” (2)

Templários
Tries: Penal Try (2), Colosso, Mauazinho e Paulo Bof
Conversões: Rômulo (2)

 

ClubeCidade (Estado)PtsJVED4+7-PPPCSP
Grupo A
Band SaracensSão Paulo (SP)3066006042972357
Pé VermelhoLondrina (PR)1563033021518431
TempláriosSão Bernardo do Campo (SP)14621340141299-158
Rio BrancoSão Paulo (SP)460152092322-230
Grupo B
GuanabaraRio de Janeiro (RJ)2164023219995104
BH RugbyBelo Horizonte (MG)1964023014010634
NiteróiNiterói (RJ)1463032012410915
Rio RugbyRio de Janeiro (RJ)561050162211-149
Grupo C
CharruaPorto Alegre (RS)246501311327458
San DiegoPorto Alegre (RS)196402121098128
ChapecóChapecó (SC)962040187122-35
JoacaFlorianópolis (SC)661050263114-51

Foto: Juba Pereira Photography