A estreia do Templários em um campeonato nacional não poderia ter sido melhor. Diante do tradicional Rio Branco, a equipe de São Bernardo do Campo mostrou que a liderança isolada na Série B e a invencibilidade no ano não são à toa, e jogaram com maturidade para superar os Pelicanos em seu primeiro confronto em competições oficiais.

Veja as fotos da partida por Daniel Venturole

As equipes começaram em equilíbrio, mas não tardou para o Templários assumir o controle da partida, da forma que caracterizou o estilo de jogo do clube por muitos anos, com o pilar Colosso irrompendo pela defesa adversária para abrir o placar. David tentou reduzir por meio de penal para o Rio Branco, sem sucesso. O domínio de posse de bola e territorial do Templários aumentava, e a defesa adversária se desdobrava para neutralizar o ataque, mas a resistência durou pouco e Mauazinho ampliou embaixo dos paus.

Os Pelicanos conseguiram aos poucos retomar suas ações e voltaram ao campo de ataque e devolveram na mesma media com Luiz “Basta” mergulhando no ingoal pela esquerda. O momento era bom e Vieira e Allan levaram o Rio Branco ao ataque novamente, mas dessa vez sem pontuar. O Templários arriscava na defesa com tackles altos e poderia ter seu plano de jogo comprometido, além de sofrer no jogo de chutes com seu trio de fundo, mas em mais dois ataques fortes irrompendo pelo centro, deu números finais ao primeiro tempo, com Bispo e Mauá ampliando e já garantindo o ponto de bonificação para o time de São Bernardo do Campo.

- Continua depois da publicidade -

O segundo tempo começou novamente com domínio do Templários, que ampliou com Baldassim. Sem um padrão de jogo definido, o Rio Branco subia desorganizado e com algumas iniciativas individuais sobretudo de Kevin, mostrando muita raça para superar três marcadores pelo centro e apoiar para uma fácil conversão de Kaká, mantendo a equipe ainda viva na partida, com dois tries de distância e vinte minutos por jogar. Os Pelicanos cresceram na partida e pareciam ensaiar uma virada, mas Matheus esfriou a reação com um penal certeiro, o que iria requerer ao menos três posses de bola para o clube da capital. O time não desistiu e se manteve no ataque, mas sem efetividade e ainda viu Colosso anotar seu segundo try e dar números finais à partida, um momento histórico para o Templários.

O triunfo ainda deixa a equipe na liderança provisória do grupo A, com maior saldo de pontos que o Band Saracens, que venceu o Pé Vermelho em um jogo equilibrado no Paraná. As equipes voltam à campo no dia 12 de agosto, o Templários enfrenta o Pé Vermelho fora de casa, enquanto o Rio Branco faz o “Clássico das Ideias” contra o Band Saracens.

 

35versus copiar14

Templários (22) 35 X 14 (07) Rio Branco

Templários
Tries: Colosso (2), Mauazinho, Bispo, Mauá
Conversões: Matheus
Penais: Matheus

Rio Branco
Tries: Luiz “Basta”, Kevin
Conversões: David, Kaká

ClubeCidade (Estado)PtsJVED4+7-PPPCSP
Grupo A
Band SaracensSão Paulo (SP)3066006042972357
Pé VermelhoLondrina (PR)1563033021518431
TempláriosSão Bernardo do Campo (SP)14621340141299-158
Rio BrancoSão Paulo (SP)460152092322-230
Grupo B
GuanabaraRio de Janeiro (RJ)2164023219995104
BH RugbyBelo Horizonte (MG)1964023014010634
NiteróiNiterói (RJ)1463032012410915
Rio RugbyRio de Janeiro (RJ)561050162211-149
Grupo C
CharruaPorto Alegre (RS)246501311327458
San DiegoPorto Alegre (RS)196402121098128
ChapecóChapecó (SC)962040187122-35
JoacaFlorianópolis (SC)661050263114-51