Vitória acachapante do San Diego em dérbi gaúcho contra o Serra

Neste último sábado, dia 22 de agosto, no Mundo Nativo, em Gravataí, San Diego e Serra se enfrentaram pela primeira rodada do returno da fase de grupos da Taça Tupi e o clássico gaúcho se encerrou com uma avalanche de tries do San Diego, que aproveitou o melhor momento e triunfou por 52 x 12, praticamente eliminando o time de Caxias do Sul. Liderança isolada e com louvor para os verdes da capital.

 

Com um belo dia, temperatura agradável e uma leve brisa, as duas equipes entraram com propostas diferentes. O San Diego precisava da vitória para se manter na primeira colocação do grupo enquanto o Serra precisava da vitória para continuar vivo na competição.

 

No início do jogo, as duas equipes se perfilaram no meio de campo e fizeram um minuto de oração em pensamentos positivos para o amigo e colega Lucas Mariuzza, atleta do Farrapos, que levou um tiro durante um assalto na semana anterior e ainda está no hospital em estado grave.

 

O jogo começou bastante disputado, mas com uma pressão muito grande por parte da equipe da casa. O San Diego abriu o placar logo aos 3′ do primeiro tempo com Cássio Coiro, após uma jogada de mãos que foi até a ponta.

 

Após o try, o time da casa adquiriu confiança e manteve a pressão, bem contida pela equipe do Serra com bons tackles. Ambos os times revezavam a posse de bola nas pescadas dos rucks e penais. Aos 11′, Milão aumentou o placar, com conversão de Bombinha.

 

O jogo ficou bastante corrido, com as duas equipes abrindo o jogo e disputando homem à homem cada tackle. Aos 21′ Angelo, asa do Serra, toma o primeiro cartão amarelo do jogo. Com um jogador a mais o San Diego vai para cima, a fim de construir vantagem no placar e consegue um try com Ryan um minuto depois, aos 22′ e mais um com Michael aos 30′, ambos convertidos por Bombinha.

 

Logo após ter o time completo, o Serra retoma a posse de bola e começa a minar a equipe do San Diego com avanços fortes homem a homem, fazendo que o time da casa cometa penais até ter seu pilar Ike amarelado pelo excesso de penais. O Serra cresceu e ofereceu perigo ao San Diego com diversas cobranças rápidas de penais a partir de seus asas, Angelo e Hian e seu half, Juca. Porém, a defesa do San Diego se porta bem e termina o primeiro tempo com um jogador a menos e o placar de 26 x 00.

 

Na volta do segundo tempo, o treinador da agremiação visitante colocou dois jogadores experientes da equipe do Serra, Lucão e Santiago, que deram mais confiança e entrosamento ao time, fazendo o time ter um pouco mais de posse que o primeiro tempo. Ao 5′ da segunda etapa, Dysiuta leva amarelo, mais uma vez por excesso de penais, deixando a equipe da casa mais uma vez com um jogador a menos, e dando confiança a equipe do Serra que foi para cima e em jogada sem muito perigo, inicialmente, o asa Angelo, passa pela defesa do San Diego e apoia a bola no in-goal, com a interpretação do árbitro de linha de jogo antidesportivo de Bombinha, que leva cartão amarelo e deixa o San Diego com 13 em campo. Try convertido por Mauro.

 

Mas o San Diego percebe o momento e evita deixar o time visitante embalar na partida e após bola aberta da linha do San Diego, Bajuan entra furando a linha adversária e apoia a bola no ingoal. Sem Bombinha e Dysiuta em campo, Bajuan vai para a conversão e acerta. O jogo se mantém bastante disputado e aos 19″ Vitão aumenta o placar e, logo após, Renatinho também, ambos chutes convertidos.

 

Aos 30″ o Serra chegou a seu segundo try após inteligente jogada e falha de comunicação da defesa do San Diego e Jumbão apoiou a bola na ponta após cobrança de penal.

 

Gui ainda toma mais um cartão amarelo para o time do San Diego por indisciplina, mas Derick após scrum recuperado pela equipe do San Diego, dá números finais à partida. Placar final: San Diego 52×12 Serra.

 

Ao Serra, resta fazer 2 jogos perfeitos contra Charrua e BC Rugby, e ainda contar com tropeços de Rio Branco e Poli, para tentar ser o melhor segundo colocado dos 3 grupos. Já o San Diego continua na primeira colocação de um grupo disputadíssimo, se colocando de vez entre os favoritos da competição.

 

Placar final: San Diego 52 X 12 Serra
Árbitro: Renato Scalércio
Local: Mundo nativo – Gravataí, RS

 

San Diego
Tries: Coiro, Milão, Ryan, Michael, Bajuan, Vitão, Renatinho e Derick
Conversões: Bombinha (6)

 

Serra
Tries: Angelo e Jumbão
Conversão: Mauro (1)

Escrito por: Marco Troian
Foto: Raphael Seabra/Fotojump

Clube Cidade (Estado) Pts J V E D 4+ 7- PP PC
Grupo A
Wallys Louveira (SP) 24 6 5 0 1 4 0 206 69
Rio Branco São Paulo (SP) 24 6 5 0 1 4 0 258 59
Maringá Hawks Maringá (PR) 11 6 2 0 4 3 0 159 251
Pé Vermelho Londrina (PR) 1 6 0 0 6 0 1 50 295
Grupo B
Niterói Niterói (RJ) 30 6 6 0 0 6 0 273 84
Poli São Paulo (SP) 21 6 4 0 2 4 1 194 118
BH Rugby Belo Horizonte (MG) 11 6 2 0 4 3 0 142 203
Guanabara Rio de Janeiro (RJ) 0 6 0 0 6 0 0 47 251
Grupo C
San Diego Porto Alegre (RS) 28 6 6 0 0 4 0 218 47
Serra Caxias do Sul (RS) 17 6 3 0 3 3 2 157 137
Charrua Porto Alegre (RS) 15 6 3 0 3 2 1 170 93
BC Rugby Balneário Camboriú (SC) 0 6 0 0 6 0 0 56 324

 

Comentários