Adeus Reino Unido: Fiji também terá nova bandeira

A moda pegou. Fiji também quer tirar a Union Jack, a bandeira do Reino Unido, de dentro de sua bandeira e deverá ainda neste ano ter uma nova bandeira, seguindo os passos da Nova Zelândia. Na verdade, a proposta veio em 2013, quando o presidente Frank Bainimarama anunciou no ano novo que o país teria uma nova bandeira, que reforçasse a identidade fijiana. Bainimarama se tornou presidente em 2006 após um golpe militar e se manteve como ditador do país no anos seguintes. Por pressão internacional e da oposição local, Fiji realizou eleições em 2014, e Bainimarama foi eleito democraticamente com 59% dos votos, adotando seu discurso nacionalista.

 

O envio de propostas de novas bandeiras se tornou público e aberto à população, que enviou mais de 2000 desenhos diferentes, com um comitê nacional escolhendo 23 finalistas no ano passado. Porém, o governo ampliou o prazo para envio de desenhos até o fim de fevereiro de 2016, quando as reais cinco finalistas serão escolhidas. A partir de março, a população terá três meses para votar na nova bandeira, que deverá ser oficializada no dia 1º de julho. Porém, o governo planeja apenas hastear a bandeira no dia 7 de setembro, Dia da Constituição em Fiji. Ao contrário da Nova Zelândia, que poderá manter sua atual bandeira, caso sua manutenção vença o referendo, Fiji já definiu que a mudança ocorrerá.

 

Com isso, Fiji deverá competir nos Jogos Olímpicos ainda com a velha, uma vez que os Jogos Olímpicos serão realizados em agosto. Fiji já está garantido nos torneios masculino e feminino do Rio 2016.

 

As 23 bandeiras que já foram aprovadas como candidatas a finalistas são:

 

fiji_finalistas-2015

Comentários