A surpresa ganha força: Connacht segue na liderança do PRO12

ARTIGO COM VÍDEOS – O Six Nations está pegando fogo e o PRO12 mesmo assim não para. Nesse fim de semana, a Liga Ítalo-Celta chegou à sua 16ªrodada com o humilde Connacht firme na liderança, depois de grande vitória sobre os Ospreys, em mais uma jornada na qual os grandes times não tiveram seus jogadores de seleção.

 

Connacht é o novo manda chuva na Irlanda?

A liderança do PRO12 é do menor time da Irlanda. O Connacht conquistou sua quinta vitória consecutiva na liga ao bater o Ospreys, de Gales, por 30 x 22. Bundee Aki e MacGinty fizeram os primeiros tries dos verdes, mas Ben John e Dan Baker responderam com dois tries para os galeses antes do intervalo. No segundo tempo, em outra jogada em velocidade, o ponta Matt Healy fez o terceiro try do Connacht, mas a resposta foi imediata, com Rhys Webb, voltando de lesão, fazendo o terceiro try dos Ospreys. Porém, a indisciplina dos visitantes custou caro e os penais de Craig Ronaldson garantiram o triunfo irlandês.

 

Leinster e Munster visitaram os italianos Zebre e Treviso e também venceram. O Leinster foi a Parma e garantiu o bônus ofensivo com uma vitória de 4 tries, 27 x 10. Já o Munster sofreu muito para bater o revitalizado Treviso no Vêneto. 16 x 13 para os irlandeses, em dia muito pouco inspirado dos vermelhos, com Francis Saili e Gerhard van den Heever fazendo os tries e Ian Keatley chutando o penal da vitória aos 68′.

 

O Ulster acabou sendo o único irlandês derrotado no fim de semana, caindo em Gales contra o Cardiff Blues, único galês vitorioso na jornada. 23 x 13 foi o resultado para os azuis. Gilroy fez o primeiro try do jogo para os norte irlandeses apenas no segundo tempo, mas o abertura Rhys Patchell cruzou o in-goal pouco depois e o centro Aled Summerhill deu números finais na virada de Cardiff, provando a categoria do handling galês.




Escoceses vencem

Por fim, os times escoceses viveram uma ótima rodada, mesmo pesadamente desfalcados. O Glasgow Warriors visitou os Dragons e conquistou uma preciosa vitória em Gales por 18 x 15. Os Dragons largaram na frente com Angus O’Brien calibrado nos penais abrindo 12 x 6. Alex Dunbar, recuperado de lesão, fez o primeiro try dos Warriors no começo do segundo tempo, mas a virada veio apenas nos minutos finais com o try de Duncan Weir.

 

Já o Edinburgh suou para vencer os Scarlets em Murrayfield. 24 x 23, com Phil Burleigh fazendo o primeiro try escocês no início do jogo. Mas, os galeses reagiram e cresceram, fazendo 23 x 16 antes do intervalo com 3 tries. Resolvendo seus problemas na defesa, Edinburgh foi capaz de virar o placar no segundo tempo, com Ben Toolis fazendo precioso try. E, no lance final, os visitantes tiveram a chance de ganhar o jogo com penal, mas Aled Thomas chutou penal para fora.


guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Dragons 15 x 19 Glasgow Warrors

Connacht 30 x 22 Ospreys

Edinburgh 24 x 23 Scarlets

Cardiff Blues 23 x 13 Ulster

Benetton Treviso 13 x 16 Munster

Zebre 10 x 27 Leinster

 

Clube País Cidade Jogos Pontos
Leinster Irlanda Dublin 22 73
Connacht Irlanda Galway 22 73
Glasgow Warriors Escócia Glasgow 22 72
Ulster Irlanda Belfast 22 69
Scarlets Gales Llanelli 22 63
Munster Irlanda Limerick/Cork 22 63
Cardiff Blues Gales Cardiff 22 56
Ospreys Gales Swansea 22 55
Edinburgh Escócia Edimburgo 22 54
Dragons Gales Newport 22 26
Zebre Itália Parma 22 24
Benetton Treviso Itália Treviso 22 20

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

Foto: Connacht x Ospreys ©INPHO/Ryan Byrne

Comentários