Todo o Top 20 do mundo estará em campo neste final de semana! A ação começa na sexta-feira, com os All Blacks entrando em campo pela primeira vez no mês, contra Samoa, para se prepararem para os jogos contra os British and Irish Lions. Os Leões britânicos, por sua vez, jogarão no sábado, contra a seleção Maori da Nova Zelândia, ao passo que seguirão os confrontos entre África do Sul e França, Argentina e Inglaterra, além de muitos outros duelos.

 

Lions e All Blacks em preparação para rota de colisão

O primeiro jogo entre All Blacks e Lions será no dia 24. Por isso, tanto neozelandeses como britânicos estão em ritmo acelerado de preparação. Nessa sexta, os All Blacks farão seu primeiro jogo no ano, recebendo Samoa. Steve Hansen não contará com o capitão Kieran Reed, mas terá praticamente força máxima. A capitania será pela primeira vez do fullback Ben Smith. Destaque para a presença entre os 23 pela primeira vez dos três irmãos Barrett, além dos dois irmãos Savea, com Ardie no lugar de Read.

- Continua depois da publicidade -

Já os Lions irão encarar no sábado os Maori All Blacks, a seleção maori da Nova Zelândia, que não terá seus All Blacks, mas será forte. Os maoris terão a liderança de Ash Dixon e uma linha poderosa, com McKenzie, Lowe, Milner-Skudder e Rieko Ioane, além de Liam Messam, Akira Ioane, Eliott Dixon, entre outros, no pack.

Para evitar uma complicada terceira derrota antes dos jogos contra os All Blacks, Warren Gatland colocará um time próximo do ideal, com Sexton de abertura jogando ao lado de seu parceiro Conor Murray. A terceira linha também será meio verde, com os irlandeses O’Brien e O’Mahony (eleito capitão para a partida) jogando ao lado do galês Faletau, para muitos o melhor até aqui dos Lions. O restante do pack terá muitos ingleses, com Maro Itoje virando titular e formando a terceira linha com Kruis. O grande desfalque inglês será a ausência de Owen Farrell, por lesão.

 

Boks, Bleus, Wallabies, Pumas, Rosas e mais

Outros grandes jogos envolvendo seleções do primeiro escalão mundial abrihantarão o fim de semana. Em Durban, África do Sul e França irão se enfrentar de novo, após um primeiro jogo de domínio e maior brio dos Springboks. O técnico Alister Coetzee parece ter aprovado a equipe sul-africana e fez apenas uma troca no XV titular, com a entrada de Lionel Mapoe, seguindo com a ênfase em um jogo mais solto e mais ao estilo dos Golden Lions. Já a França terá 8 trocas no time titular, com Guy Novès agora podendo contar com seus jogadores de Toulon e Clermont. Com isso, Guirado voltou a ser o capitão do time, enquanto na linha a novidade maior é a dupla de 9 e 10 com Baptiste Serin e François Trinh-Duc, mostrando que segue o dilema francês sobre sua formação ideal, ainda mais após uma fraca apresentação dos Bleus em Pretória.

Já a Austrália, após um desempenho satisfatório no sábado contra Fiji, pegará a Escócia, que quase não foi afetada pelos Lions. Michael Cheika fez apenas uma troca nos Wallabies, com a entrada do ponta ex Rugby League Eto Nabuli. Já Gregor Townsend, que acaba de assumir o comando da Escócia, segue testando seu plantel e trocou 8 titulares. Na linha, a principal novidade é o fullback Greig Tonks, ao lado do ótimo ponta Lee Jones, enquanto Ryan Wilson, Hamish Watson e o capitão John Barclay formam um trio interessante na terceira linha.

Argentina e Inglaterra também irão se encarar em Santa Fe, com mais promessa de jogo de alto nível. Chris Robshaw será um retorno importante para os ingleses, enquanto os argentino esperam pelo retorno de Herrera e Lezana. Mesmo sem seus Lions, os ingleses seguem com um time poderoso, enquanto os Pumas vão pressionados pelo momento ruim.

O sábado terá ainda a Irlanda visitando o Japão, em jogo bastante aguardado, uma vez que, mesmo sem seus Lions (15 jogadores), o time irlandês se mostrou já forte, enquanto o Japão vem numa crescente internacional. Os asiáticos, no entanto, perderam nomes importantes para o jogo por lesão, com as saídas de Tatekawa, Yamada e Hitoshi Ono. Enquanto isso, a Itália, sem Parisse, buscará sair da crise encarando Fiji, em jogo crucial para os dois lados pensando no Ranking Mundial. Jogo dificílimo para os Azzurri, que tiveram apenas duas mudanças com relação ao time que perdeu para a Escócia no sábado passado: as entradas do jovem e promissor scrum-half Marcello Violi e do oitavo Abraham Steyn. Fiji seguirá com um time de grandes nomes na linha, que terá agora o desafio de encarar o bom pack italiano.

Na sexta-feira, ainda terá o confronto entre Tonga e Gales (sem seus Lions), que ainda não jogaram neste mês. O jogo será em Auckland, na Nova Zelândia, como preliminar para All Blacks e Samoa. Tonga terá um time forte, com Siale Piutau de capitão.

Por fim, Estados Unidos e Geórgia, Canadá e Romênia fecharão o sábado. Os estadunidense perderam por placar elástico para a Irlanda e precisam mostrar mais para vencerem a embalada Geórgia, que venceu os canadenses no Canadá. Curiosamente, o jogo será no estado americano da Geórgia. Já o Canadá precisa desesperadamente de um triunfo para tentar voltar ao Top 20 do mundo e recuperar a confiança perdida, mas a Romênia e seu pack forte já deram trabalho neste mês ao Japão.

 

Superclássico feminino

O sábado também será de amistoso femininos de XV de gala na Nova Zelândia, com as seleções em preparação para a Copa do Mundo de agosto. Primeiro, o Canadá encara a Austrália, fraca no XV. Depois, o maior clássico do mundo terá seu espaço, com a Nova Zelândia, maior campeã, pegando a Inglaterra, atual campeã, em uma prévia do que poderá ser a final do Mundial.

Apesar da Inglaterra ter ganho o título mundial em 2014, ela não encarou as Black Ferns na última Copa. Os últimos 5 jogos entre inglesas e neozelandesas acabaram com vitória do Nova Zelândia, que perdeu em casa para a rival apenas em 2001.

 

Domingo de Nations Cup

No domingo, o dia será de decisão. A Copa das Nações chegará ao fim em Montevidéu, com o Uruguai encarando a Espanha em duelo equilibrado que vale o título para os Teros. Nos últimos confrontos, uma vitória para cada lado em 2016 e vantagem uruguaia agora com o mando de jogo e a liderança do torneio.

Correndo por fora, a Rússia encara a embalada Namíbia em partida que promete na busca pelo Top 20 do Ranking, ao passo que Argentina e Itália duelam com seus times de desenvolvimento.

O domingo ainda será de final do Mundial M20. Clique aqui para saber mais.

 

Sexta-feira, dia 16 de junho

versus copiar

02h30 – Tonga x Gales, em Auckland

Árbitro: Nick Briant (Nova Zelândia)

Histórico: 7 jogos e 7 vitórias de Gales. Último jogo: Gales 17 x 07, em 2013;

Tonga: 15 David Halaifonua, 14 Nafi Tu’itavake, 13 Siale Piutau (c), 12 Vili Tahitu’a, 11 Cooper Vuna, 10 Latiume Fosita, 9 Sonatane Takulua, 8 Valentino Mapapalangi, 7 Nili Latu, 6 Dan Faleafa, 5 Sitiveni Mafi, 4 Leva Fifita, 3 Ben Tameifuna, 2 Paula Ngauamo, 1 Latu Talakai;

Suplentes: 16 Suliasi Taufalele, 17 Sila Puafisi, 18 Phil Kite, 19 Sione Tau, 20 Mike Faleafa, 21 Leon Fukofuka, 22 Kali Hala, 23 Kiti Taimani;

Gales: 15 Gareth Anscombe, 14 Alex Cuthbert, 13 Scott Williams, 12 Jamie Roberts (c), 11 Steffan Evans, 10 Sam Davies, 9 Gareth Davies, 8 Josh Navidi, 7 Thomas Young, 6 Aaron Shingler, 5 Cory Hill, 4 Seb Davies, 3 Tomas Francis, 2 Kristian Dacey, 1 Nicky Smith;

Suplentes: 16 Ryan Elias, 17 Wyn Jones, 18 Dillon Lewis, 19 Ellis Jenkins, 20 Ollie Griffiths, 21 Aled Davies, 22 Owen Williams, 23 Cory Allen;

 

versus copiarsamoa copy

05h00 – Nova Zelândia x Samoa, em Auckland – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Mathieu Raynal (França)

Histórico: 6 jogos e 6 vitórias da Nova Zelândia. Último jogo: Samoa 16 x 25 Nova Zelândia, em 2015;

Nova Zelândia: 15 Ben Smith (c), 14 Israel Dagg, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Sonny Bill Williams, 11 Julian Savea, 10 Beauden Barrett, 9 Aaron Smith, 8 Ardie Savea, 7 Sam Cane, 6 Jerome Kaino, 5 Samuel Whitelock, 4 Brodie Retallick, 3 Owen Franks, 2 Codie Taylor, 1 Joe Moody;

Suplentes: 16 Nathan Harris, 17 Wyatt Crockett, 18 Charlie Faumuina, 19 Scott Barrett, 20 Vaea Fifita, 21 TJ Perenara, 22 Lima Sopoaga, 23 Jordie Barrett;

Samoa: 15 Ah See Tuala, 14 Albert Nikoro, 13 Kieron Fonotia, 12 Alapati Leiua, 11 Tim Nanai-Williams, 10 Tusiata Pisi, 9 Kahn Fotuali’i, 8 Faifili Levave, 7 Jack Lam, 6 Piula Faasalele, 5 Faatiga Lemalu, 4 Chris Vui, 3 Census Johnston, 2 Maatulimanu Leiataua, 1 Viliamu Afatia;

Suplentes: 16 Seilala Lam, 17 Nephi Leatigaga, 18 Paul Alo-Emile, 19 Taiasina Tuifua, 20 Alafoti Faosiliva, 21 Auvasa Falealii, 22 D’Angelo Leuila, 23 Ken Pisi;

 

versus copiarBarbarians RC copy

11h45 – South Africa A x Barbarians Franceses, em Durban

Árbitro: Quinton Immelman (África do Sul)

South Africa ‘A’: 15 Lwazi Mvovo, 14 Ruan Combrinck, 13 Juan de Jongh (c), 12 Harold Vorster, 11 Makazole Mapimpi, 10 Lionel Cronje, 9 Jano Vermaak, 8 Sikhumbuzo Notshe, 7 Ruan Ackermann, 6 Uzair Cassiem, 5 Ruan Botha, 4 Andries Ferreira, 3 Wilco Louw, 2 Franco Marais, 1 Thomas du Toit;

Suplentes: 16 Ramone Samuels, 17 Ox Nche, 18 Trevor Nyakane, 19 Jason Jenkins, 20 Andisa Ntsila, 21 Dewaldt Duvenage, 22 Fred Zeilinga, 23 Francois Venter;

Barbarians Franceses: 15 Louis Dupichot, 14 Gabriel Lacroix, 13 Jonathan Danty, 12 Jean-Baptiste Dubie, 11 Arthur Bonneval, 10 Frédéric Michalak 9 Yann Lesgourgues, 8 Marco Tauleigne, 7 Judicaël Cancoriet, 6 Anthony Jelonch, 5 Arnaud Mela, 4 Alexandre Flanquart, 3 Malik Hamadache, 2 Rémi Bonfils, 1 Khatchik Vartanov;

Suplentes: 16 Anthony Etrillard, 17 Clément Ric, 18 Tommy Raynaud, 19 Felix Lambey, 20 Romain Sazy, 21 Jean-Baptiste Pejoine, 22 Anthony Belleau, 23 Clément Poitrenaud;

 

wallaroosversus copiar

21h30 – Austrália x Canadá, em Rotorua – Feminino

Histórico: 1 jogo e 1 vitória do Canadá, 22 x 00, em 2014;

 

versus copiaritalia copy copy

23h30 – Fiji x Itália, em Suva

Árbitro: Paul Williams (Nova Zelândia)

Histórico: 10 jogos, 5 vitórias de Fiji e 5 vitórias da Itália. Último jogo: Fiji 25 x 14 Itália, em 2014;

Fiji: 15 Kini Murimurivalu, 14 Timoci Nagusa, 13 Jale Vatubua, 12 Eroni Vasiteri, 11 Vereniki Goneva, 10 Ben Volavola, 9 Serupepeli Vularika, 8 Nemani Nagusa, 7 Akapusi Qera (c), 6 Dominiko Waqaniburotu, 5 Leone Nakarawa, 4 Apisalome Ratuniyarawa, 3 Kalivati Tawake, 2 Tuapati Talemaitoga, 1 Peni Ravai;

Suplentes: 16 Jale Sassen, 17 Joeli Veitayaki, 18 Manasa Saulo, 19 Tevita Cavubati, 20 Viliame Mata, 21 Mosese Voka, 22 Nikola Matawalu, 23 Benito Masilevu;

Itália: 15 Edoardo Padovani, 14 Angelo Esposito, 13 Michele Campagnaro, 12 Tommaso Boni, 11 Leonardo Sarto, 10 Tommaso Allan, 9 Marcello Violi, 8 Abraham Steyn, 7 Maxime Mbanda’, 6 Francesco Minto (c) , 5 Dean Budd, 4 Marco Fuser, 3 Simone Ferrari, 2 Luca Bigi, 1 Andrea Lovotti;

Suplentes: 16 Ornel Gega, 17 Federico Zani, 18 Tiziano Pasquali, 19 Andries Van Schalkwyk, 20 Federico Ruzza, 21 Tito Tebaldi, 22 Carlo Canna, 23 Tommaso Benvenuti;

 

Sábado, dia 17 de junho

versus copiar

02h00 – Austrália x Escócia, em Sydney – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Wayne Barnes (Inglaterra)

Histórico: 30 jogos, 21 vitórias da Austrália e 9 vitórias da Escócia. Último jogo: Escócia 22 x 23 Austrália, em 2016;

Austrália: 15 Israel Folau, 14 Dane Haylett-Petty, 13 Tevita Kuridrani, 12 Karmichael Hunt, 11 Eto Nabuli, 10 Bernard Foley, 9 Will Genia, 8 Scott Higginbotham, 7 Michael Hooper (c), 6 Ned Hanigan, 5 Adam Coleman, 4 Sam Carter, 3 Allan Alaalatoa, 2 Tatafu Polota-Nau, 1 Tom Robertson;

Suplentes: 16 Stephen Moore, 17 Scott Sio, 18 Sekope Kepu, 19 Rory Arnold, 20 Richard Hardwick, 21 Joe Powell, 22 Quade Cooper, 23 Reece Hodge;

Escócia: 15 Greig Tonks, 14 Lee Jones, 13 Alex Dunbar, 12 Duncan Taylor, 11 Rory Hughes, 10 Finn Russell, 9 Ali Price, 8 Ryan Wilson, 7 Hamish Watson, 6 John Barclay (c), 5 Jonny Gray, 4 Ben Toolis, 3 Zander Fagerson, 2 Fraser Brown, 1 Gordon Reid;

Suplentes: 16 Ross Ford, 17 Allan Dell, 18 Willem Nel, 19 Tim Swinson, 20 Josh Strauss, 21 Henry Pyrgos, 22 Ruaridh Jackson, 23 Matt Scott;

 

versus copiar

02h00 – Japão x Irlanda, em Shizuoka

Árbitro: Marius van der Westhuizen (África do Sul)

Histórico: 5 jogos e 5 vitórias da Irlanda. Último jogo: Japão 18 x 47 Irlanda, em 2005;

Japão: 15 Ryuji Noguchi, 14 Kotaro Matshima, 13 William Tupou, 12 Timothy Lafaele, 11 Kenki Fukuoka, 10 Yu Tamura, 9 Fumiaki Tanaka, 8 Amanaki Mafi, 7 Yoshitaka Tokunaga, 6 Michael Leitch, 5 Uwe Helu, 4 Kotaro Yatabe, 3 Heiichiro Ito, 2 Shota Horie (c), 1 Keita Inagaki;

Suplentes: 16 Yusuke Niwai, 17 Shintaro Ishihara, 18 Takuma Asahara, 19 Hendrik Tui, 20 Shuhei Matsuhashi, 21 Yutaka Nagare, 22 Derek Carpenter, 23 Rikiya Matsuda;

Irlanda: 15 Simon Zebo, 14 Andrew Conway, 13 Garry Ringrose, 12 Rory Scannell, 11 Keith Earls, 10 Paddy Jackson, 9 Luke McGrath, 8 Jack Conan, 7 Dan Leavy, 6 Rhys Ruddock (c), 5 Devin Toner, 4 Quinn Roux, 3 John Ryan, 2 Niall Scannell, 1 Cian Healy;

Suplentes: 16 James Tracy, 17 Dave Kilcoyne, 18 Finlay Bealham, 19 Kieran Treadwell, 20 Jack O’Donoghue, 21 Kieran Marmion, 22 Rory O’Loughlin, 23 Tiernan O’Halloran;

 

black fernsversus copiar

02h15 – Nova Zelândia x Inglaterra, em Rotorua – Feminino

Histórico:24 jogos, 16 vitórias da Nova Zelândia, 7 vitórias da Inglaterra e 1 empate. Último jogo: Inglaterra 20 x 25 Nova Zelândia, em 2016;

 

versus copiar

04h35 – Maori All Blacks x British and Irish Lions, em Rotorua – Watch ESPN AO VIVO

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul)

Histórico: 7 jogos, 6 vitórias dos Lions e 1 vitória dos Maoris. Último jogo: New Zealand Maori 19 x 13 British and Irish Lions, em 2005;

Maori All Blacks: 15 James Lowe, 14 Nehe Milner-Skudder, 13 Matt Proctor, 12 Charlie Ngatai, 11 Rieko Ioane, 10 Damian McKenzie, 9 Tawera Kerr-Barlow, 8 Liam Messam, 7 Elliot Dixon, 6 Akira Ioane, 5 Tom Franklin, 4 Joe Wheeler, 3 Ben May, 2 Ash Dixon (c), 1 Kane Hames;

Suplentes: 16 Hikawera Elliot, 17 Chris Eves, 18 Marcel Renata, 19 Leighton Price, 20 Kara Pryor, 21 Bryn Hall, 22 Ihaia West, 23 Rob Thompson;

British and Irish Lions: 15 Leigh Halfpenny, 14 Anthony Watson, 13 Jonathan Davies, 12 Ben Te’o, 11 George North, 10 Johnny Sexton, 9 Conor Murray, 8 Taulupe Faletau, 7 Sean O’Brien, 6 Peter O’Mahony (c), 5 George Kruis, 4 Maro Itoje, 3 Tadhg Furlong, 2 Jamie George, 1 Mako Vunipola;

Suplentes: 16 Ken Owens, 17 Jack McGrath, 18 Kyle Sinckler, 19 Iain Henderson, 20 Sam Warburton, 21 Greig Laidlaw, 22 Dan Biggar, 23 Elliot Daly;

 

versus copiar

12h00 – África do Sul x França, em Durban – ESPN AO VIVO

Árbitro: Ben O’Keefe (Nova Zelândia)

Histórico: 40 jogos, 23 vitórias da África do Sul, 11 vitórias da França e 6 empates. Último jogo: África do Sul 37 x 14 França, em 2017;

África do Sul: 15 Andries Coetzee, 14 Raymond Rhule, 13 Lionel Mapoe, 12 Jan Serfontein, 11 Courtnall Skosan, 10 Elton Jantjies, 9 Ross Cronjé, 8 Warren Whiteley (c), 7 Oupa Mohoje, 6 Siya Kolisi, 5 Franco Mostert, 4 Eben Etzebeth, 3 Frans Malherbe, 2 Malcolm Marx, 1 Tendai Mtawarira;

Suplentes: 16 Bongi Mbonambi, 17 Steven Kitshoff, 18 Coenie Oosthuizen, 19 Pieter-Steph du Toit, 20 Jean-Luc du Preez, 21 Francois Hougaard, 22 Frans Steyn, 23 Dillyn Leyds

França: 15 Scott Spedding, 14 Yoann Huget, 13 Damian Penaud, 12 Gaël Fickou, 11 Virimi Vakatawa, 10 François Trinh-Duc, 9 Baptiste Serin, 8 Louis Picamoles, 7 Kévin Gourdon, 6 Yacouba Camara, 5 Romain Taofifeuna, 4 Yoann Maestri, 3 Rabah Slimani, 2 Guilhem Guirado (c), 1 Jefferson Poirot;

Suplentes: 16 Clément Maynadier, 17 Eddy Ben Arous, 18 Uini Atonio, 19 Julien le Devedec, 20 Bernard le Roux, 21 Antoine Dupont, 22 Jean-Marc Doussain, 23 Nans Ducuing;

 

versus copiar

16h15 – Argentina x Inglaterra, em Santa Fe – ESPN+ AO VIVO

Árbitro: John Lacey (Irlanda)

Histórico: 22 jogos, 17 vitórias da Inglaterra, 4 vitórias da Argentina e 1 empate. Último jogo: Argentina 34 x 38 Inglaterra, em 2017;

Argentina: 15 Joaquín Tuculet, 14 Ramiro Moyano, 13 Matías Orlando, 12 Jerónimo de la Fuente, 11 Emiliano Boffelli, 10 Nicolás Sánchez, 9 Martín Landajo, 8 Juan Manuel Leguizamón, 7 Javier Ortega Desio, 6 Pablo Matera, 5 Tomás Lavanini, 4 Matías Alemanno, 3 Enrique Pieretto, 2 Agustín Creevy, 1 Lucas Noguera Paz;

Suplentes: 16 Julián Montoya, 17 Santiago García Botta, 18 Nahuel Tetaz Chaparro, 19 Guido Petti, 20 Leonardo Senatore, 21 Gonzalo Bertanou, 22 Juan Martín Hernández, 23 Matías Moroni;

Inglaterra: 15 Mike Brown, 14 Marland Yarde, 13 Henry Slade, 12 Piers Francis, 11 Jonny May, 10 George Ford, 9 Danny Care, 8 Nathan Hughes, 7 Tom Curry, 6 Chris Robshaw, 5 Charlie Ewels, 4 Joe Launchbury, 3 Harry Williams, 2 Dylan Hartley (c), 1 Ellis Genge;

Suplentes: 16 Jack Singleton, 17 Matt Mullan, 18 Will Collier, 19 Nick Isiekwe, 20 Mark Wilson, 21 Jack Maunder, 22 Alex Lozowski, 23 Denny Solomona;

 

versus copiarromênia

18h00 – Canadá x Romênia, em Edmonton

Árbitro: Shuhei Kubo (Japão)

Histórico: 7 jogos, 5 vitórias da Romênia e 2 vitórias do Canadá. Último jogo: Romênia 21 x 16 Canadá, em 2016;

 

versus copiar

20h00 – Estados Unidos x Geórgia, em Kennesaw/Atlanta

Árbitro: Federico Anselmi (Argentina)

Histórico: 4 jogos, 3 vitórias dos Estados Unidos e 1 vitória da Geórgia. Último jogo: Geórgia 23 x 25 Estados Unidos, em 2013;

 

Domingo, dia 18 de junho

namibia logo copy copy copyversus copiarrussia copy copy copy copy copy

11h00 – Namíbia x Rússia, em Montevidéu – Copa das Nações

Histórico: 2 jogos e 2 vitórias da Rússia. Último jogo: Namíbia 15 x 30 Rússia, em 2010;

 

versus copiar

13h15 – Uruguai x Espanha, em Montevidéu – Copa das Nações

Histórico: 9 jogos, 5 vitórias do Uruguai e 4 vitórias da Espanha. Último jogo: Espanha 33 x 16 Uruguai, em 2016;

 

versus copiaritalia copy copy

15h30 – Argentina XV x Italia Emergenti, em Montevidéu – Copa das Nações

 

*Horários de Brasília

 

Foto: Lions x Highlanders – Lions Rugby