Que venham os tests de novembro! Nesse sábado, será dado o pontapé inicial para os amistosos internacionais de fim de ano e três jogos agitarão o dia 4 de novembro, em um aquecimento para a maratona de confrontos que começa no dia 11 deste mês!

 

Reencontros de gala

Dois duelos que há muito tempo não acontecem terão lugar nesse sábado: Japão x Austrália e Barbarians x Nova Zelândia.

- Continua depois da publicidade -

Em Yokohama, o Japão receberá a Austrália, em encontro que não acontece desde a Copa do Mundo de 2007. Mais que isso, os Wallabies jamais enfrentaram os Brave Blossoms em solo japonês valendo pontos no Ranking mundial. Para o duelo, os Wallabies terão como grande novidades Reece Hodge jogando de abertura no lugar de Bernard Foley, que está doente. O scrum-half Will Genia também não jogará por lesão, dando lugar a Nic Phipps, em uma dupla criativa totalmente nova. Michael Hooper seguirá como capitão, jogando ao lado de Sean McMahon e Ned Hanigan na terceira linha, enquanto o ídolo Stephen Moore viajará com o grupo e começará no banco. O Japão, por sua vez, entrará com time completo, com o técnico Jamie Joseph mantendo Goromaru de fora do elenco. O asa Michael Leitch segue de capitão formando uma terceira linha forte com Mafi, enquanto Tanaka, com a 9, e Matsushima, com a 15, são destaques atrás.

Já em Londres, no Twickenham Stadium, Barbarians e All Blacks voltarão a se encontrar pela primeira vez desde 2009. Naquela oportunidade, os Barbarians conquistaram apenas sua segunda vitória sobre a Nova Zelândia na história – a primeira desde a famosa vitória de 1973, quando o galês Gareth Edwards fizera o “try do século”, em jogada coletiva de um time recheado de galeses. Depois da derrota para os Barbarians de 2009, os All Blacks celebraram nada menos que 2 títulos mundiais.

Os Barbarians são um clube de convite, isto é, um combinado internacional que por vezes forma verdadeiras seleções mundiais. Para o jogo desse sábado, os “Baa-baas”, como são conhecidos, serão comandados pelo técnico neozelandês Robbie Deans, que contará basicamente com um combinado de ex All Blacks, como Julian Savea e Andy Ellis, e Springboks, como Adriaan Strauss.

Para o início da gira pela Europa, Steve Hansen escalou a Nova Zelândia com Beauden Barrett confirmado com a 10 e como capitão da equipe, jogando ao lado do scrum-half TJ Perenara. Kieran Read ganhou uma folga e a terceira linha terá Jerome Kaino, Ardie Savea e Vaea Fifita. Novidade ainda com David Havili de fullback e com 3 novatos no banco: Asafo Aumua, Tim Perry e Matt Duffie.

 

Canadá quer voltar a sorrir

O Canadá completa a lista dos times que irão a campo recebendo os Maori All Blacks, a seleção “B” da Nova Zelândia, em evento que promete bom público no BC Plac,e em Vancouver. Os Canucks viajarão logo na sequência para a Europa e querem aproveitar esse jogo contra os neozelandeses, que não vale pontos no Ranking, para ganharem confiança, depois de uma temporada muito ruim. Por conta da derrota para o Brasil em março, o Canadá despencou no Ranking mundial e saiu do Top 20, onde sempre esteve. Para o encontro com os maoris, o Canadá estreará seu novo técnico, o galês Kingsley Jones, que comandou a Rússia na Copa do Mundo de 2011 e dirigiu os Dragons, do PRO12, até maio. Jones não contará com força máxima para esse sábado, não tendo alguns nomes importantes que atuam no exterior.

 

versus copiar

01h00 – Canadá x Maori All Blacks, em Vancouver

Árbitro: Kurt Weaver (Estados Undos)

Canadá: em breve

Suplentes: em breve

Maori All Blacks: 15 Charlie Ngatai, 14 Sean Wainui, 13 Tim Bateman, 12 Rob Thompson, 11 Ambrose Curtis, 10 Ihaia West, 9 Brad Weber, 8 Akira Ioane, 7 Dan Pryor, 6 Tom Franklin, 5 Jarrad Hoeata, 4 Jackson Hemopo, 3 Marcel Renata, 2 Ash Dixon (c), 1 Chris Eves ;

Suplentes: 16 Liam Polwart, 17 Ross Wright, 18 Tyrel Lomax, 19 Jordan Manihere, 20 Sam Henwood, 21 Te Toiroa Tahuriorangi, 22 Jackson Garden-Bachop, 23v Shaun Stevenson;

 

versus copiar

03h40 – Japão x Austrália, em Yokohama

Árbitro: Nick Briant (Nova Zelândia)

Japão: 15 Kotaro Matsushima, 14 Lomano Lemeki , 13 Timothy Lafaele, 12 Harumichi Tatekawa, 11 Ryuji Noguchi, 10 Rikiya Matsuda, 9 Fumiaki Tanaka, 8 Amanaki Lelei Mafi, 7 Shunsuke Nunomaki, 6 Michael Leitch (c), 5 Uwe Helu, 4 Kazuki Himeno, 3 Takuma Asahara, 2 Shota Horie, 1 Keita Inagaki;

Suplentes: 16 Atsushi Sakate, 17 Koki Yamamoto, 18 Asaeli Valu, 19 Wimpie van der Walt, 20 Fetuani Lautaimi, 21 Yutaka Nagare, 22 Yu Tamura, 23 Sione Teaupa;

Austrália: 15 Kurtley Beale, 14 Henry Speight, 13 Tevita Kuridrani, 12 Samu Kerevi, 11 Marika Koroibete, 10 Reece Hodge, 9 Nic Phipps, 8 Sean McMahon, 7 Michael Hooper (c), 6 Ned Hanigan, 5 Adam Coleman, 4 Rob Simmons, 3 Sekope Kepu, 2 Tatafu Polota-Nau, 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 Stephen Moore, 17 Tom Robertson, 18 Allan Alaalatoa, 19 Matt Philip, 20 Ben McCalman, 21 Lopeti Timani, 22 Joe Powell, 23 Curtis Rona;

Histórico: 4 jogos e 4 vitórias da Austrália. Último jogo: Austrália 91 x 03 Japão, em 2007 (Copa do Mundo);

 

versus copiar

13h00 – Barbarians x Nova Zelândia, em Londres (Inglaterra)

Árbitro: Nigel Owens (Gales)

Barbarians: 15 George Bridge, 14 Julian Savea, 13 Richard Buckman, 12 Harold Vorster, 11 Vince Aso, 10 Richie Mo’unga, 9 Andy Ellis (c), 8 Luke Whitelock, 7 Kwagga Smith, 6 Stephen Luatua, 5 Dominic Bird, 4 Sam Carter, 3 Atu Moli, 2 Adriaan Strauss, 1 Jacques van Rooyen;

Suplentes: 16 Akker van der Merwe, 17 Ben Franks, 18 Ruan Smith, 19 Willie Britz, 20 Ruan Ackermann, 21 Mitchell Drummond, 22 Robert Du Preez, 23 Dillon Hunt;

Nova Zelândia: 15 David Havili, 14 Waisake Naholo, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Ngani Laumape, 11 Seta Tamanivalu, 10 Beauden Barrett (c), 9 TJ Perenara, 8 Jerome Kaino, 7 Ardie Savea, 6 Vaea Fifita, 5 Scott Barrett, 4 Luke Romano, 3 Nepo Laulala, 2 Nathan Harris, 1 Kane Hames;

Suplentes: 16 Asafo Aumua, 17 Tim Perry, 18 Jeffery Toomaga-Allen, 19 Patrick Tuipulotu, 20 Sam Cane, 21 Tawera Kerr-Barlow, 22 Lima Sopoaga, 23 Matt Duffie;

Histórico: 10 jogos, 7 vitórias da Nova Zelândia, 2 vitórias dos Barbarians e 1 empate. Último jogo: Barbarians 25 x 18 Nova Zelândia, em 2009 (amistoso);