Mike Lee - KLC fotos for World Rugby

ARTIGO COM VÍDEO – Langford, subúrbio de Victoria, no Canadá, foi neste fim de semana o palco da quarta – penúltima – etapa da Série Mundial de Sevens Feminina 2017-18, com a briga pelo título pegando fogo entre Nova Zelândia e Austrália. As duas seleções levaram a disputa até a grande final e as Black Ferns neozelandesas conseguiram uma maiúscula vitória na decisão – 46 x 00! – para reduzirem a distância na classificação geral a 4 pontos.

O primeiro dia de jogos não produziu maiores surpresas, mas o destaque negativo ficou por conta da Rússia que, com um elenco bastante renovado, acabou o Grupo B em último lugar, perdendo para o Japão. A França reinou na chave, provando seu grande momento, enquanto o segundo posto foi dos Estados Unidos.

No Grupo A, o grupo do Brasil, a Nova Zelândia foi soberana, com Fiji acabando em segundo lugar. A decisão do primeiro posto foi particularmente acirrada, com as fijianas mostrando grande evolução em derrota de apenas 12 x 07 para as Black Ferns. Já a Inglaterra não vem se acertando na temporada e foi derrotada pelas duas oponentes, avançando às quartas de final no limite.

Já o Grupo C teve a Austrália brilhando em primeiro lugar, sem maiores problemas, e o Canadá mostrando que vai se reconstruindo depois de tantos reveses, dando alegria ao torcedor com vitórias sobre Irlanda (apenas 19 x 17) e Espanha. As espanholas não conseguiram outra grande campanha, caindo diante das irlandesas.

- Continua depois da publicidade -

No domingo, as quartas de final começaram com França e Austrália despachando Irlanda e Fiji, como previsto, e com o Canadá caindo contra os Estados Unidos, no clássico regional, sofrendo o try da derrota no finzinho, de Tapper, para a tristeza da torcida. Por fim, a Nova Zelândia se impôs sobre a Inglaterra.

As canadenses ainda dariam uma festa à torcida ficando com o quinto lugar, mas os olhos estavam sobre a briga pelo título. A Austrália confirmou passagem à decisão em um jogo de arrepiar com a França, com vitória aussie por 17 x 12, com Pelite fazendo o try já com tempo esgotado. Já a Nova Zelândia mostrou sua superioridade sobre os EUA em 33 x 10 menos discutíveis, com Blyde marcando 2 tries.

A grande final, por sua vez, provou que o momento é todo das Black Ferns. A Austrália fez um torneio de alto nível, mas ainda não está rendendo o seu máximo. A Nova Zelândia provou isso com uma dominação absoluta na final. 46 x 00, com Niall Williams, Portia Woodman e Michaela Blyde marcando 2 tries cada, além de Ruby Tui e Sarah Goss deixarem os seus também. Título impactante e que venha a etapa final do circuito!

O último torneio será em Paris, nos dias 8 a 10 de junho. Para ser campeã geral da temporada, a Austrália precisará somente de um vice campeonato na França, ao passo que a Nova Zelândia precisará ser campeão e torcer para que as australianas falhem em alcançarem a final.

Já na luta contra o rebaixamento, só um milagre salvará o Japão, que precisará de no mínimo um terceiro lugar, além de torcer para Fiji acabar em último.

 

Canada Sevens – em Langford/Victoria, Canadá – 4ª etapa da Série Mundial de Sevens Feminina

Clique aqui para conferir as listas de atletas de todos os países

*Horários de Brasília

Sábado, dia 12 de maio

14h30 – Rússia 14 x 35 Estados Unidos

14h52 – França 33 x 07 Japão

15h14 – Espanha 00 x 07 Irlanda

15h36 – Austrália 22 x 07 Canadá

15h58 – Fiji 24 x 14 Inglaterra

16h20 – Nova Zelândia 51 x 00 Brasil

 

17h24 – Rússia 07 x 24 Japão

17h46 – França 22 x 19 Estados Unidos

18h08 – Espanha 10 x 24 Canadá

18h30 – Austrália 31 x 19 Irlanda

18h52 – Fiji 47 x 14 Brasil

19h14 – Nova Zelândia 22 x 00 Inglaterra

 

20h16 – Estados Unidos 28 x 07 Japão

20h38 – França 45 x 00 Rússia

21h00 – Irlanda 17 x 19 Canadá

21h22 – Austrália 43 x 10 Espanha

21h44 – Inglaterra 31 x 17 Brasil

22h06 – Nova Zelândia 12 x 07 Fiji

Grupo A: 1 Nova Zelândia, 2 Fiji, 3 Inglaterra, 4 Brasil;

Grupo B: 1 França, 2 Estados Unidos, 3 Japão, 4 Rússia;

Grupo C: 1 Austrália, 2 Canadá, 3 Irlanda, 4 Espanha;

 

Sábado, dia 12 de maio

Quartas de final

13h20 – França 27 x 00 Irlanda

13h42 – Austrália 21 x 05 Fiji

14h04 – Estados Unidos 28 x 26 Canadá

14h26 – Nova Zelândia 17 x 12 Inglaterra

 

Semifinais pelo Challenge Trophy (9º lugar)

14h48 – Japão 31 x 21 Brasil

15h10 – Espanha 14 x 07 Rússia

 

Semifinais pelo 5º lugar

16h26 – Irlanda 19 x 07 Fiji

16h48 – Canadá 35 x 12 Inglaterra

 

Semifinais pelo Ouro

17h10 – França 12 x 17 Austrália

17h32 – Estados Unidos 10 x 33 Nova Zelândia

 

Finais

17h54 – Brasil 24 x 19 Rússia (prorrogação) – Decisão de 11º lugar

18h16 – Japão 26 x 21 Espanha – Final do Challenge Trophy (9º lugar)

19h10 – Fiji 24 x 29 Inglaterra – Disputa de 7º lugar

19h32 – Irlanda 12 x 29 Canadá – Disputa de 5º lugar

19h54 – França 05 x 21 Estados Unidos – Disputa de Bronze (3º lugar)

20h16 – Austrália 00 x 46 Nova Zelândia – FINAL – Disputa de Ouro

 

SeleçãoPontuação totalEtapa 1Etapa 2Etapa 3Etapa 4Etapa 5
Austrália7420201618
Nova Zelândia7012182020
França5410121814
Canadá441416212
Estados Unidos44186416
Rússia431614121
Espanha35810143
Inglaterra266488
Irlanda2548310
Fiji2123106
Japão71114
*tabela com somente as equipes fixas
- Pontuação: 1º lugar, 20 pontos / 2º, 18 pts / 3º, 16 pts / 4º, 14 pts / 5º, 12 pts / 6º, 10 pts / 7º, 8 pts / 8º, 6 pts / 9º, 4 pts / 10º, 3 pts / 11º, 2 pts / 12º, 1 pt;

11º lugar =Rebaixamento