Campeonato Mundial Junior larga com resultados esperados

ARTIGO COM VÍDEOS – Foi dada a largada! Começou na Itália a oitava edição do Campeonato Mundial Junior, com todas as grandes seleções M20 do mundo em campo. Na abertura da competição, a atual campeã Inglaterra largou com uma grande vitória sobre o recém-promovido Japão, ao passo que as também favoritas Nova Zelândia e África do Sul emergiram vitoriosas diante de Escócia e Itália. A Austrália, por sua vez, passou por Samoa, enquanto, nos jogos mais parelhos, a França superou Gales, negando o bônus defensivo ao rival, e a Irlanda venceu sem fazer tries a Argentina, graças a um penal depois dos 80 minutos de jogo.

 

O Mundial Junior retorna com a segunda rodada no próximo sábado, dia 6, com o condicionamento físico das equipes já sendo mais exigido, pelo pouco tempo de intervalo entre as partidas.

 

França mostra sua força contra Gales

França e Gales abriram o Campeonato Mundial Junior com uma partida que prometia muito e foi fechada com o placar relativamente parelho de 19 x 10 para os franceses. Porém, o resultado enganou, com os Bleuets mostrando grande superioridade com relação aos galeses, sobretudo no pack, que já se expõe como um dos melhores do mundo. Foram quatro tries para a França, com o ponta Bonneval e do fullback Ramos, no primeiro tempo, e do outro ponta, Blanc, na segunda etapa.

 

No outro jogo do grupo, a Inglaterra não teve trabalho para vencer o Japão por 59 x 7, com direito a 9 tries, com destaque para os dois tries do hooker Jack Walker e para o belo try de Tom Howe.



 

Baby Boks e Young Wallabies largam com bônus

Duas vitórias bonificadas também foram obtidas por África do Sul e Austrália na abertura do Grupo B. Os sul-africanos não tiveram tanta moleza contra os donos da casa, os italianos, que chegaram a ter notável domínio de posse de bola e território, mas apresentaram os velhos problemas italianos de converter domínio em pontos. Ao final, a África do Sul, mesmo sem jogar bem, se aproveitou da fragilidade defensiva da Itália e assegurou vitória de cinco tries, 33 x 5, com tentos de Jan van der Merwe, Hanro Liebenberg, Rikus Bothma e Frans Wyk, além de um penal try, garantindo a vitória.

 

A Austrália, por sua vez, também teve trabalho para bater Samoa por 34 x 22. Os Young Wallabies chegaram a abrir 15 x 3 no placar, mas os samoanos exerceram grande pressão física e reagiram com try antes do intervalo, quandoos australianos tinham um homem a menos. Samoa, no entanto, também foi reduzida a 14 atletas na segunda etapa e os aussies ampliaram o marcador para 20 x 8. Com igualdade numérica novamente, Samoa voltou a reduzir com mais um try e a Austrália respirou apenas aos 68′, quando o excelente fullback Jonah Placid cravou seu segundo try na partida, dando vantagem mais confortável aos australianos, 27 x 15. Mas, Samoa ainda estava viva e arrancou seu terceiro try para voltar a se colocar a um try da vitória, até a Austrália encerrar os sonhos dos polinésios do ponta e capitão Kellaway, fechando o marcador em 34 x 22.


 

Irlanda derrota Argentina no apagar das luzes

Pelo Grupo C, a Nova Zelândia estreou como esperado, com uma grande vitória sobre a Escócia por 68 x 10. Foram 9 tries para os Baby Blacks, com destaques para as atuações dos asas Mitchell Karpik e Akira Ioane e do abertura Mitchell Hunt.

 

Contudo, o jogo mais aguardado do grupo se deu entre Irlanda e Argentina, que certamente valia para os dois lados um passo a mais rumo a, pelo menos, o segundo lugar do grupo. E foi um jogão, muito disputado, metro a metro, e com apenas um try anotado, para os Pumitas, do terceira linha Santiago Portillo, abrindo o segundo tempo. A primeira etapa se encerrou em 9 x 6 a favor dos irlandeses, com três penais batido com precisão por Joey Carberry, enquanto um penal e um drop goal de Domingo Miotti mantivera a Argentina na cola, até a virada no placar. Os argentinos, no entanto, tiveram dificuldades em trabalhar a posse de bola e falharas nas definições. A Irlanda, por sua vez, seguiu impondo um jogo veloz e, apesar da falta de tries, garantiu mais dois penais para Carberry virar o marcador. Nos instantes finais, a Argentina arrancou um precioso penal para o ótimo fullback Bofelli devolver a vantagem aos Pumitas, com somente três minutos para o apito final. Entretanto, a Irlanda logrou manter a posse de bola nos instantes derradeiros e, já com o tempo regulamentar esgotado, conquistou o penal da vitória, que Quinlan arrematou sem titubear para dar o triunfo aos verdes, 18 x 16.


 

world rugby copy

World Rugby U20s Championship – Campeonato Mundial Junior 2015 – na Itália

1ª rodada

França 19 x 10 Gales, Calvisano

Irlanda 18 x 16 Argentina, em Parma

Inglaterra 59 x 7 Japão, em Calvisano

Austrália 34 x 22 Samoa, em Parma

Nova Zelândia 68 x 10 Escócia, em Parma

África do Sul 33 x 5 Itália, em Calvisano

 

Grupo A: 1 Inglaterra, 5 pontos; 2 França, 4 pts; 3 Gales, 0 pts; 4 Japão, 0 pts.

Grupo B: 1 África do Sul, 5 pts; 2 Austrália, 5 pts; 3 Samoa, 0 pts; 4 Itália, 0 pts.

Grupo C: 1 Nova Zelândia, 5 pts; 2 Irlanda, 4 pts; 3 Argentina, 1 pt; 4 Escócia, 0 pts.

 

2ª rodada – Sábado, dia 06 de junho

11h30 – França x Japão, em Parma

11h30 – Irlanda x Escócia, em Calvisano

13h30 – África do Sul x Samoa, em Parma

13h30 – Nova Zelândia x Argentina, em Calvisano

15h30 – Inglaterra x Gales, em Calvisano

15h30 – Austrália x Itália, em Parma

Comentários