Connacht derruba Glasgow e garante inédita semifinal em casa no PRO12

ARTIGO COM VÍDEOS – Chegou a fim a temporada regular do PRO12, a Liga Ítalo-Celta, que congrega equipes de Irlanda, Gales, Escócia e Itália. As semifinais e seus mandos de jogo foram conhecidos nesse sábado, assim como seus classificados à próxima Champions Cup, a Copa Europeia.

 

A festa ficou do lado irlandês, com três dos quatro times do país garantindo vagas nas semifinais – e com os quatro assegurando lugar na Champions Cup. Leinster e Connacht falaram mais alto na rodada final e garantiram os dois primeiros lugares da liga, assegurando o mando de jogo nos duelos de semifinais. O Leinster fez sua parte e atropelou os italianos do Treviso para garantir o primeiro lugar na classificação, ao passo que o Connacht derrotou o Glasgow em jogo apertado em casa e tirou do oponente escocês o mando de jogo da semifinal, sendo que o adversário do Connacht será justamente o Glasgow, em partida a ser jogada no próximo dia 21.

 

Já o Leinster receberá o Ulster em superclássico irlandês no dia 20, após o Ulster carimbar sua vaga batendo o Ospreys e privando a potência galesa de sequer conseguir classificação à Champions Cup e deixando as semifinais do PRO12 sem nenhum time de Gales. A grande final do PRO12 ocorrerá no dia 28 de maio, no estádio de Murrayfeld, em Edimburgo, capital da Escócia.

 

Além de Leinster, Connacht, Glasgow e Ulster (três irlandeses e um escocês), conquistaram vagas na próxima Champions Cup os irlandeses do Munster, os galeses do Scarlets e os italianos do Zebre – que garantiram a vaga vencendo na rodada final o Dragons. O PRO12 tem direito a 7 vagas na Champions Cup, mas possui a regra de que deve haver ao menos um classificado de cada país ao torneio máximo da Europa, o que significa que o Zebre, apesar de scabar com o 11º lugar no PRO12, ganhou sua vaga como o melhor italiano no certame. Edinburgh, Ospreys, Cardiff Blues, Dragons e Treviso terão que jogar a Challenge Cup na próxima temporada.

 

Leinster e Connacht no topo

Leinster e Connacht garantiram a vantagem do mando de jogo nas semifinais com vitórias em situações bem distintas: enquanto o Leinster passeou contra o fraco Treviso, Connacht travou uma batalha épica contra o atual campeão Glasgow Warriors. No fim, o bônus ofensivo assegurou o primeiro lugar para Leinster, apesar de ter encerrado a temporada regular com a mesma pontuação do Connacht.

 

O Benetton Treviso ainda sonhava com um lugar na Champions Cup, mas não teve forças para encarar o Leinster em Dublin. O primeiro tempo não teve um placar ultrajante, com os azuis fazendo apenas 17 x 0. Mas, na segunda etapa Leinster deslanchou e fechou o marcador em 50 x 19, com um total de 8 tries sobre o time do Vêneto, que ainda foi capaz de fazer 3 tries no segundo tempo, mas em vão. A vitória provou a força do Leinster em casa, mantendo o 100% de vitórias em jogos na RDS Arena na temporada do PRO12.

 

Já em Galway, o Sportsground lotou para vibrar pelo Connacht, tradicionalmente o mais fraco dos times irlandeses, mas que em 2015-16 vive um conto de fadas. O Connacht foi à rodada final já classificadio – pela primeira vez na história – às semifinais e buscava a vantagem de jogar em casa nas semifinais. Ironicamente, seu oponente na rodada final, tudo levava a crer, que seria também seu oponente nas semifinais e ambos jogavam de olho no mando da próxima partida. O embate foi tenso e físico e os únicos pontos do primeiro tempo foram marcados pelo centro neozelandês Bundee Aki, que se infiltrou após a troca rápida de passes entre Marmion e MacGinty, 9 e 10 dos verdes. 7 x 0.

 

Os Warriors começaram a segunda etapa com tudo e empataram aos 46′, na base do trabalho dos forwards, com o pilar Gordon Reid rompendo a defesa da casa. Mas, a situação do escoceses se complicou dois minuto mais tarde, quando Sila Puafisi recebeu um cartão vermelho por uma cabeçada em Marmion, dando uma ducha de água fria em Glasgow para o restante do jogo. Os escoceses se defenderam bravamente por longos minutos, mas o Connacht aproveitou os espaços e no fim O’Leary desferiu um chute cruzado para o fullback O’Halloram cravar o try da vitória. 14 x 7 e festa verde no Oeste da Irlanda.

Alívio e festa para Ulster e Munster

Ulster tambén festejou sua classificação às semifinais com uma majestosa vitória fora de casa por 46 x 26 sobre o Ospreys, em Gales, em partida que valia também a classificação da potência galesa à Champions Cup.

 

O jogão de Swansea teve Dan Biggar abrindo o placar com try para os galeses e Paddy Jackson respondendo com try para os norte-irlandeses na sequência. Logo depois, Rory Best virou com o segundo try do Ulster, mas Matavesi deu o troco com try para os anfitriões. Antes do intervalo, Andrew Trimble fez uma grande jogada individual, chutando e apanhando a bola para disparar para o try que colocou o Ulster em vantagem de 21 x 14. E o segundo tempo começou perfeito para os visitantes, com Chris Henry se esticando para aproveitar o descuido galês no ruck e fazer o quarto try do time de Belfast. Com 34 x 14 no placar e apenas 15 minutos para o fim, os donos da casa partiram para a reação e Tom Grabham fez belo try em jogada de mãos dos galeses. Mas, quatro minutos mais tarde, Stuart Olding quebrou o tackle galês e praticamente sedimentou a vitória do Ulster. Grabham ainda faria mais um try para os Ospreys, mas Franco van der Merwe deu números finais para Ulster, fazendo o try derradeiro. 46 x 26 e semifinal assegurada para Ulster. Com a derrota, pela primeira vez na história os Ospreys não obtiveram uma vaga na competição de elite da Europa.

 

Munster, por sua vez, também conquistou uma vitória crucial em casa sobre os galeses do Scarlets, negando ao time de Llanelli a vaga nas semifinais e ainda assegurando sua vaga na próxima Champions Cup. Ao contrário do embate entre Ulster e Ospreys, o jogo de Limerick foi de um time só, com o Munster mostrando sua superioridade do início ao fim, apesar do número elevado de penais cedidos aos galeses. O Scarlets pontuou apenas com penalidade, 5 chutados por Shingler, enquanto o Munster cruzou o in-goal 5 vezes, com o centro Rory Scannell fazedo 2 tries, ao passo que Ronan O’Mahony, CJ Stander e  fizeram um try cada. 31 x 15.


Festa em Parma, lamento em Edimburgo

Outra decisão aconteceu em Parma, com o Zebre garantindo sua classificação à Champions Cup. Os alvinegros já sabiam que dificilmente o Treviso venceria o Leinster e foram com tudo para cima do Dragons em busca de uma vitória expressiva. E conseguiram. 47 x 22 para o Zebre, liderado pelo abertura Carlo Canna. Foi talvez o melhor jogo das zebras na competição, cruzando o in-goal 5 vezes e dominando a partida contra os galeses do começo ao fim.

 

Por fim, o Edinburgh encerrou sua campanha com derrota em casa para o Cardiff Blues. Os escoceses nutriam esperanças de se classificarem à Champions Cup, mas sequer conseguiram fazer sua parte. 21 x 17 para os Blues, em jogo de 3 tries para cada lado.

 

Eccellenza conhece seus confrontos das semifinais Por Giorgio Vuerich

O Campeonato Italiano já conhecia seus quatro semifinalistas, mas na última rodada, nesse sábado, definiu quem enfrentará quem no mata-mata. Rovigo acabou no primeiro lugar a temporada regular e irá encarar Mogliano, em dérbi vêneto, ao passo que Calvisano vai encarar o Petrarca Padova, em jogos de ida e volta, nos dias 14 e 21. A final será no dia 28.

 

Faltava apenas o nome da equipe que seria rebaixada à Serie A. L’Aquila tinha tarefa difícil, pois precisava bater o San Donà no Vêneto, mas não foi bem sucedido. 33 x 7 para San Donà e os “abruzzesi” voltarão a jogar na Serie A, a segunda divisão, depois de dois anos.

 

Vitórias fáceis também para o líder Rovigo – em Piacenza ,sobre o Lyons, 65 x 14 – e para o Viadana – em Roma, derrotando por 41 x 10 a Lazio. Calvisano sofreu mais, mas venceu fatigado contra os policiais do Fiamme Oro, 21 x 12. Por fim, no clássico vêneto entre o terceiro e o quarto colocados da tabela, uma boa vitória em Padova para o Mogliano, 33 x 7.

 

Enquanto isso, a segundona italiano, a Seria A, conheceu seus finalistas, que serão duas equipes da Emilia Romagna, Reggio e Colorno. O Reggio venceu em Roma a Unione Capitolina por 27 x 23, enquanto o Colorno bateu o Recco, da Ligúria, por 15 x 5.

 
guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Connacht 14 x 7 Glasgow Warriors

Leinster 50 x 19 Treviso

Munster 31 x 15 Scarlets

Edinburgh 17 x 21 Cardiff Blues

Ospreys 26 x 46 Ulster

Zebre 47 x 22 Dragons

 

ClubePaísCidadeJogosPontos
LeinsterIrlandaDublin2273
ConnachtIrlandaGalway2273
Glasgow WarriorsEscóciaGlasgow2272
UlsterIrlandaBelfast2269
ScarletsGalesLlanelli2263
MunsterIrlandaLimerick/Cork2263
Cardiff BluesGalesCardiff2256
OspreysGalesSwansea2255
EdinburghEscóciaEdimburgo2254
DragonsGalesNewport2226
ZebreItáliaParma2224
Benetton TrevisoItáliaTreviso2220

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

Semifinais

Dia 20/05: Leinster x Ulster, em Dublin

Dia 21/05: Connacht x Glasgow Warriors, em Galway

 

eccellenza

Campionato di Eccellenza – Campeonato Italiano

Lyons Piacenza 14 x 65 Rovigo

Petrarca Padova 05 x 33 Mogliano

San Donà 33 x 07 L’Aquila

Calvisano 21 x 12 Fiamme Oro

Lazio 10 x 41 Viadana

 

ClubeCidadeJogosPontos
RovigoRovigo1875
CalvisanoCalvisano1872
PetrarcaPadova1858
MoglianoMogliano1856
ViadanaViadana1843
San DonàSan Donà1843
Fiamme OroRoma1840
LazioRoma1825
LyonsPiacenza1814
L’AquilaL’Aquila1809

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais;
– 10º lugar – Rebaixamento

 

Semifinais – ida e volta, dias 14 e 22 de maio

Rovigo x Mogliano

Calvisano x Petrarca Padova

 

Foto: Connacht x Glasgow ©INPHO/Ryan Byrne

Comentários