Cinco jogaços são aguardados no encerramento do mês das decisões no rugby europeu de clubes nesse fim de semana. A Premiership inglesa e o PRO12 celta conhecerão seus grandes campeões, enquanto o Top 14 francês viverá suas semifinais. Quem leva? Prepare-se para uma jornada de gala.

 

De quem será a última vaga na Champions Cup?

Antes das finais nacionais, o fim de semana de decisões terá na sexta-feira o jogo final da Pré Champions Cup, o mata-mata de classificação para a última vaga na edição 2017-18 da máxima competição de clubes da Europa. Na Inglaterra, o Northampton Saints, 7º colocado da Premiership, receberá o Stade Français, 7º colocado do Top 14, no jogo único da decisão.

- Continua depois da publicidade -

 

Os momentos dos dois clubes são bem distintos. Os Saints encerraram o Campeonato Inglês em baixa, com 4 derrotas nos seus últimos 5 jogos. Entretanto, todas as derrotas foram contra as equipes que acabaram no G4 do torneio, sendo que os Saints venceram o jogo da última rodada contra o Harlequins, garantindo ao menos o 7º lugar, em um 22 x 20 no dia 6 de maio. A vitória deu embalo ao Northampton, que venceu depois os irlandeses do Connacht na semifinal da Pré Champions Cup. Do outro lado, o Stade Français está nas nuvens, tendo abocanhado seu primeiro título internacional com a vitória na final da Challenge Cup sobre o Gloucester. Capitaneado pelo grande Sergio Parisse, o time de Paris chega ao duelo mais confiante que os Saints, porém tendo que jogar fora de casa. No saldo dos prós e contras, empate técnico que será resolvido amanhã.

 

Wasps ou Chiefs?

No sábado, o estádio de Twickenham, em Londres, receberá a grande final da Premiership, com um confronto inédito na decisão entre Wasps e Exeter Chiefs.

 

O Wasps é o segundo maior campeão da liga inglesa, ao lado do Bath, com 6 títulos, mas não vence a Premiership desde 2008. O grande detalhe do jejum é que o Wasps era um clube de Londres e, após viver verdadeira crise de resultados, o clube optou por se mudar de cidade, transferindo-se para Coventry, distante cerca de 150 km de Londres, no fim de 2014. Desde então, o clube teve um rápido crescimento, consolidado com a campanha de gala dos comandados do técnico Dai Young neste ano, com os Wasps acabando a temporada regular no primeiro lugar.

 

O Exeter Chiefs, por outro lado, jamais foi campeão inglês, mas é o atual vice, tendo alcançado sua primeira final em 2016. Os Chiefs são uma história bela de construção paciente de um clube de elite, tendo sido promovido pela primeira vez à Premiership em 2010. Desde então, o clube só cresceu e se tornou protagonista em uma das mais ricas ligas do mundo, liderado pelo brilhante treinador Rob Baxter e sem grandes super astros internacionais em seu elenco.

 

Em campo, duas formas distintas de se armar uma equipe. De um lado, estará o sempre veloz e ofensivo Wasps, talvez o clube que pratique o rugby mais aberto da Inglaterra. Do outro, a precisão clínica dos Chiefs, fortes nas formações e na defesa, mas com a eficiência do segundo melhor ataque da liga. Neste ano, um vitória para o Wasps, 25 x 20, e um louco empate em 35 x 35. E agora, quem leva?

 

Munster ou Scarlets?

No mesmo sábado, logo na sequência, será a vez de Irlanda e Gales pararem para a finalíssima do Guinness PRO12, a Liga Celta, que acontece no Aviva Stadium, em Dublin, com os irlandeses do Munster duelando com os galeses do Scarlets, em uma final de vermelhos.

 

O Munster foi o dono da melhor campanha da temporada e, apesar de não jogar exatamente em casa, terá a maior parte da torcida a seu favor, com seus fanáticos torcedores prontos para lotar a Lansdowne Road mais uma vez. O time de Limerick sofreu um duro baque no início da temporada com o falecimento de seu treinador Anthony Foley por morte súbita. O clube se recompôs e passou a jogar pela memória de seu antigo ídolo, voltando a uma final, para buscar seu primeiro título desde 2011. Caso seja campeão, o Munster se juntará a Leinster e Ospreys como os maiores vencedores da história da liga, com 4 conquistas.

 

Já o Scarlets, de Llanelli, cidade apaixonada pela bola oval, já foram campeões celtas, uma vez, em 2004, e desde então não chegaram a nenhuma final. O clube, desde então, viu seu arquirrival Ospreys comemoraram quatro títulos regionais, mas agora a chance voltou a ser de Llanelli de subir no lugar mais alto do PRO12, após despachar fora de casa ninguém menos que o poderoso Leinster na semifinal.

 

Nesta temporada, o Munster venceu o duelo em Llanelli, 23 x 13, e o Scarlets triunfou em Limerick, 30 x 21. E desta vez, qual dos times renascidos levará a melhor?

 

Quem fará a final na França?

A sexta e o sábado na França serão de semifinais do Top 14, única das ligas europeias que destina sedes neutras para os jogos das semifinais. Neste ano, Marselha terá a honra de receber as duas semifinais.

 

As emoções começarão na sexta com o melhor time da temporada regular, o La Rochelle, que jamais foi campeão da liga, recebendo o atual vice campeão francês Toulon, campeão nacional pela última vez em 2014. O jogo opõe duas formas de se pensar rugby profissional. Do lado do La Rochelle, está o trabalho na base, com valores locais e investimento na comunidade. Do outro, está o luxo e os gastos do Toulon, um time de galáticos que fez seu nome no rugby mundial “abrindo a carteira”. Na atual temporada, o “bom e barato” levou a melhor sobre o “caro e problemático”, com um empate e uma vitória fora de casa para o La Rochelle sobre o Toulon.

 

Depois, no sábado, dois gigantes irão medir forças, com o Clermont, segundo melhor time da temporada regular, encara o atual campeão Racing, que fez campanha de recuperação ao longo da temporada. O Clermont não vence o Top 14 desde 2010, quando quebrou o jejum histórico e venceu seu único título francês até hoje. Desde então, os Vulcões decepcionaram várias vezes caindo nas semifinais e em 2011, 2012, 2013 e 2016 (contra justamente o Racing, na prorrogação) e amargando o vice em 2015. Somam-se a essas quedas os vice campeonatos europeus de 2013, 2015 e 2017 e a sina do Clermont, que sempre chega e nunca é campeão se completa dramaticamente. O Racing, por outro lado, veio numa crescente que se completou no ano passado com o título francês. Porém, o clube de Paris sofreu neste ano com a crise da polêmica de sua frustrada fusão com o Stade Français e muita pressão está agora sobre a equipe liderada pelo All Black Dan Carter. Duas equipes feridas, mas de formas bem diferentes, irão a campo pelo orgulho.

 

O Top 14 francês será o último a se encerrar, com sua final marcada para o dia 3 de junho, em Paris.

 

Sexta-feira, dia 26 de maio

Northampton Saints copy copyversus copiarstade français logo novo copy copy copy

15h45 – Northampton Saints x Stade Français, em Northampton – Pré Champions CupFINAL

 

la rochelleversus copiarToulon copy

16h00 – La Rochelle x Toulon, em Marselha – Top 14SemifinalTV5 Monde AO VIVO

 

Sábado, dia 27 de maio

versus copiar Exeter logo

10h30 – Wasps x Exeter Chiefs, em Londres – Aviva PremiershipFINALESPN+ AO VIVO

 

clermont copy copyversus copiar

12h00 – Clermont x Racing, em Marselha – Top 14SemifinalTV5 Monde AO VIVO

 

Munster copy

14h15 – Munster x Scarlets, em Dublin – PRO12 – FINAL

 

*Horários de Brasília