Em Atlanta, Série Mundial Feminina retorna, mas sem o Brasil

O Hong Kong Sevens não será a única atração do seven-a-side mundial nessa sexta e sábado, dias 8 e 9. Kennesaw, subúrbio de Atlanta, nos Estados Unidos, receberá a terceira etapa da Série Mundial de Sevens Feminina, com a temporada passando de sua metade e criando muita expectativa para a chegada de sua reta final. Entretanto, o torneio não terá a participação do Brasil, que jogou como convidado os dois primeiros torneios, em Dubai e São Paulo, mas ficou de fora da etapa estadunidense para dar lugar à Colômbia, que, enfim, ganhará a chance de jogar na elite mundial e melhor se preparar para os Jogos Olímpicos.

 

A Austrália lidera o circuito de forma isolada, tendo conquistado os títulos das duas primeiras etapas. Novo título das australianas em Atlanta significará praticamente a conquista do circuito e a Austrália irá quase completa para essa missão, com Caslick, Tonegato e Cherry no time, mas sem Ellia Green, artilheira da temporada. A novidade será o debut da zimbabuana naturalizada australiana Dominique du Toit.

 

As aussies são as favoritas do Grupo A e terão pela frente a Colômbia, a Inglaterra e Fiji. Inglesas e fijianas lutam para serem a segunda força, sendo que, com 12 equipes no torneio, irão às quartas de final as duas primeiras colocadas de cada grupo e as duas melhores terceiras colocadas. A Inglaterra começou forte a temporada, mas caiu de produção no Brasil, fazendo campanha fraca em Barueri, enquanto Fiji, pelo contrário, cresceu em São Paulo, e já é tida como uma das seleções mais perigosas do circuito, mostrando clara evolução física desde a temporada passada.

 

No Grupo B, o favoritismo cabe ao Canadá, vice líder ao lado da Nova Zelândia e vice campeão no último torneio. As estrelas Kish, Landry, Farella, Moleschi e Paquin seguem conduzindo as Canucks, que não tiveram sorte no sorteio e terão pela frente as duras seleções da França e da Rússia, além da Irlanda, que aparenta ser a quarta força, mas recebeu reforços de peso vindos da forte seleção irlandesa do Six Nations (Sene Naoupu, Alison Miller e Kim Flood). A França é, no papel, a segunda força, mas vai a Atlanta bastante modificada, com cinco mudanças no grupo, enquanto a Rússia irá aos EUA muito mais forte do que em Barueri, com os retornos de Khamidova e Kudinova.

 

Por fim, o Grupo C tem o favoritismo da Nova Zelândia, que decepcionou em São Paulo e em Dubai, fazendo sua pior campanha na história até aqui, apesar da vice liderança. Vencer em Atlanta é imperativo para as neozelandesas, mas as ausências das lesionadas Gayle Broughton, Kayla McAlister e Huriana Manuel já preocupam o técnico Sean Horan. Terina Te Tamaki (irmã de Isaac Te Temaki, que defenderá os All Blacks em Hong Kong) fará sua estreia com o time (podendo fazer com o irmão mais uma dupla olímpica).

 

A seleção da casa, os Estados Unidos, aparecem como a segunda força da chave, sobretudo após o excelente terceiro lugar na última etapa. A inspiradora Jillion Potter será a capitã das Águias. Japão e Espanha correm por fora e de olho em uma das oito vagas nas quartas de final.

 

E o Brasil? As Tupis estarão de volta ao circuito no torneio seguinte, em Langford, no Canadá, nos dias 16 e 17 de abril.

 

O torneio terá transmissão ao vivo online pelo site do World Rugby. Clique aqui.

 

SWS 2015-16 logo

Atlanta Sevens – 3ª etapa da Série Mundial de Sevens Feminina 2015-16 – em Atlanta, Estados Unidos

Grupo A: Austrália, Fiji, Inglaterra e Colômbia

Grupo B: Canadá, França, Rússia e Irlanda

Grupo C: Nova Zelândia, Estados Unidos, Espanha e Japão

 

Sexta-feira, dia 08 de abril

*das 13h30 às 21h10, hora de Brasília

Canadá x Rússia

França x Irlanda

Austrália x Inglaterra

Fiji x Colômbia

Nova Zelândia x Japão

Estados Unidos x Espanha

 

Canadá x Irlanda

França x Rússia

Austrália x Colômbia

Fiji x Inglaterra

Nova Zelândia x Espanha

Estados Unidos x Japão

 

Canadá x França

Rússia x Irlanda

Austrália x Fiji

Inglaterra x Colômbia

Nova Zelândia x Estados Unidos

Japão x Espanha

 

Sábado, dia 09 de abril

*das 13h30 às 21h30, hora de Brasília

Finais

 

SeleçãoPontuação geralEtapa 5 (França)Etapa 4 (Canadá)Etapa 3 (Estados Unidos)Etapa 2 (Brasil)Etapa 1 (Emirados Árabes)
Austrália941816202020
Nova Zelândia801618181612
Canadá742012141810
Inglaterra741420160816
França601214081214
Rússia420406100418
Estados Unidos461008121402
Fiji360804061008
Espanha260610020206
Brasil*120003000603
Japão120101030304
Irlanda110302040101
Quênia*020200000000
Colômbia*010000010000
* seleções convidadas
EtapaCampeão
Etapa 1 (Emirados Árabes)Austrália
Etapa 2 (Brasil)Austrália
Etapa 3 (Estados Unidos)Austrália
Etapa 4 (Canadá)Inglaterra
Etapa 5 (França)Canadá

– Pontuação: 1º lugar, 20 pontos / 2º, 18 pts / 3º, 16 pts / 4º, 14 pts / 5º, 12 pts / 6º, 10 pts / 7º, 8 pts / 8º, 6 pts / 9º, 4 pts / 10º, 3 pts / 11º, 2 pts / 12º, 1 pt.


 

Foto: Getty Images

Comentários