ARTIGO COM VÍDEO – Favoritismo irlandês. Franceses em crise, desfigurados, em início de trabalho e com apostas complicadas. Tudo isso envolvia o pré jogo para França e Irlanda, em Paris. E a mensagem que ficou é que o trabalho do novo técnicos dos Bleus, Jacques Brunel, é promissor, tendo consertado os problemas defensivos da França, com um desempenho de 95% de precisão nos tackles. Mas a França pouco atacou e no fim o que prevaleceu foi o brilhante Jonny Sexton, que salvou a Irlanda do tropeço e garantiu uma emocionante vitória por 15 x 13 para o Trevo. A Irlanda não fez try, mas cumpriu sua missão.

O jogo começou bem combatido, com Sexton inaugurando o marcador com penal para os irlandeses aos 3′. O jovem abertura Jalibert, da França, de 19 anos, mostrou bons momentos no comando do ataque francês, em partida que se mantinha equilibrada em posse de bola, e mais disputada nas formações, com a Irlanda forte no lateral. Aos 22′, o Trevo mexeu no placar com novo penal chutado por Sexton, mas a França respondeu antes do intervalo com Machenaud certeiro. Aos 39′, no entanto, Sexton fez o 9 x 3 com novo penal verde.

O segundo tempo começou com mais pressão da Irlanda, que passava a controlar o território, a ponto de acumular mais de 70% de domínio e posse de bola. Sexton guardou mais 3 pontos aos 47′, abrindo boa frente para os visitantes, mas Machenaud responderia aos 54′ deixando a França a menos de um try convertido de distância. Sexton e Belleau erraram penais, um de cada lado, e o jogo foi aos instantes finais em aberto.

A falta de efetividade irlandesa, diante de uma parede ofensiva francesa, cobrou seu preço. Aos 72′, Teddy Thomas achou o corredor e disparou para um brilhante try que levantou o Stade de France, cravando a incrível – e quase impensável – virada dos Bleus.

- Continua depois da publicidade -

Porém, a Irlanda do técnico Joe Schmidt é clínica. Os verdes mantiveram a posse de bola por incríveis mais de 40 fases – com a França se defendendo bem, sem ceder penal e sem deixar a Irlanda se aproximar do in-goal. Mas os verdes já tinham passado o meio campo e, com o tempo esgotado, Jonny Sexton fez mágica e desferiu o drop goal de uma enebriante vitória da Irlanda. 15 x 13.

No próximo sábado, a Irlanda receberá a Itália, enquanto a França visitará a Escócia no domingo.

 

13versus copiar15irlanda copy

França 13 x 15 Irlanda, em Paris

Árbitro: Nigel Owens (Gales)

França

Try: Thomas

Conversões: Belleau (1)

Penais: Machenaud (2)

15 Geoffrey Palis, 14 Teddy Thomas, 13 Rémi Lamerat, 12 Henry Chavancy, 11 Virimi Vakatawa, 10 Matthieu Jalibert, 9 Maxime Machenaud, 8 Kevin Gourdon, 7 Yacouba Camara, 6 Wenceslas Lauret, 5 Sébastien Vahaamahina, 4 Arthur Iturria, 3 Rabah Slimani, 2 Guilhem Guirado (c), 1 Jefferson Poirot;

Suplentes: 16 Adrien Pelissié, 17 Dany Priso, 18 Cedate Gomes Sa, 19 Paul Gabrillagues, 20 Marco Tauleigne, 21 Antoine Dupont, 22 Anthony Belleau, 23 Benjamin Fall;

Irlanda

Penais: Sexton (4)

Drop goal: Sexton (1)

15 Rob Kearney, 14 Keith Earls, 13 Robbie Henshaw, 12 Bundee Aki, 11 Jacob Stockdale, 10 Johnny Sexton, 9 Conor Murray, 8 CJ Stander, 7 Josh van der Flier, 6 Peter O’Mahony, 5 James Ryan, 4 Iain Henderson, 3 Tadhg Furlong, 2 Rory Best, 1 Cian Healy;

Suplentes: 16 Sean Cronin, 17 Jack McGrath, 18 John Ryan, 19 Devin Toner, 20 Dan Leavy, 21 Luke McGrath, 22 Joey Carbery, 23 Fergus McFadden;

 

SeleçãoJogosPontos
Irlanda314
Inglaterra39
Escócia38
Gales36
França36
Itália30
- Grand Slam = 3 pontos;
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

Foto: INPHO/Six Nations