ARTIGO COM VÍDEO – Em Dublin, a segunda rodada do Six Nations começou com uma tranquila vitória da Irlanda sobre a Itália por 56 x 19, em um jogo de domínio absoluto dos irlandeses que conseguiram o ponto bônus já no primeiro tempo, apagando qualquer dúvida que o duelo com a França tenha deixado. Já a Itália viveu um dia bem abaixo de seu desempenho do jogo passado contra a Inglaterra, mas teve uma reta final de partida promissora que quase resultou em bônus ofensivo.

Foram 4 tries em cerca de 75% de posse para o Trevo na primeira etapa. O primeiro try nasceu aos 11′ com Robbie Henshaw, enquanto o segundo foi ao 13′, em rápida ação de mãos de Conan com Murray em espaço curto, com o scrum-half disparando para o in-goal, contra uma defesa italiana que errava muitos tackles.

O pack irlandês continuou produzindo também e, aos 21′, Murray tirou do ruck e entrou de primeira bola para Bundee Aki romper a defesa dos Azzurri. E o 28 x 00 saiu aos 35′ com Keith Earls, recebendo de Aki.

O segundo tempo começou com mais try irlandês, com Henshaw interceptando passe para correr ao in-goal (e lesionando-se no lance). Rory Best ainda cravou mais um try para os verdes, mas a Itália ainda teve seu lampejo, com Castello abrindo o espaço em boa ação de mãos e servindo Allan para o try. A resposta, porém, foi rápida, com Stockdale fechando outra boa troca de passes do Trevo, aos 60′.

- Continua depois da publicidade -

Com o jogo já definido, a Itália não tinha nada a perder e se soltou. Minozzi arrancou em contra ataque, serviu Parisse na ponta, que entregou para Gori fazer o segundo try azul. Stockdale ainda marcou seu segundo try, com outra interceptação de passe da linha italiana. Contudo, os Azzurri ainda foram para cima, marcaram aos 75′ o terceiro try, com Benvenuti invertendo a linha com passe longo, com a bola encontrando Minozzi para o try. Os azuis ainda tiveram uma grande chance de try com Bellini correndo meio campo, mas ficando sem fôlego para a finalização. 56 x 19, e fim de papo.

No próximo fim de semana não haverá Six Nations. A Itália voltará a campo no dia 23 de fevereiro para visitar a França, enquanto a Irlanda receberá Gales no dia 24.

irlanda copy56versus copiar19

Irlanda 56 x 19 Itália, em Dublin

Árbitro: Romain Poite (França)

Irlanda

Tries: Henshaw (2), Stockdale (2), Murray, Aki, Earls e Best

Conversões: Sexton (5) e Carbery (3)

15 Rob Kearney, 14 Keith Earls, 13 Robbie Henshaw, 12 Bundee Aki, 11 Jacob Stockdale, 10 Johnny Sexton, 9 Conor Murray, 8 Jack Conan, 7 Dan Leavy, 6 Peter O’Mahony, 5 Devin Toner, 4 Iain Henderson, 3 Tadhg Furlong, 2 Rory Best (c), 1 Jack McGrath;

Suplentes: 16 Sean Cronin, 17 Cian Healy, 18 Andrew Porter, 19 Quinn Roux, 20 CJ Stander, 21 Kieran Marmion, 22 Joey Carbery, 23 Jordan Larmour;

Itália

Tries: Allan, Gori e Minozzi

Conversões: Allan (2)

15 Matteo Minozzi, 14 Tommaso Benvenuti, 13 Tommaso Boni, 12 Tommaso Castello, 11 Mattia Bellini, 10 Tommaso Allan, 9 Marcello Violi, 8 Sergio Parisse, 7 Braam Steyn, 6 Sebastien Negri, 5 Dean Budd, 4 Alessandro Zanni, 3 Simone Ferrari, 2 Luca Bigi, 1 Nicola Quaglio;

Suplentes: 16 Leonardo Ghiraldini, 17 Andrea Lovotti, 18 Tiziano Pasquali, 19 Federico Ruzza, 20 Maxime Mata Mbanda, 21 Edoardo Gori, 22 Carlo Canna, 23 Jayden Hayward;

SeleçãoJogosPontos
Irlanda523
Gales515
Escócia513
França511
Inglaterra510
Itália51
- Grand Slam = 3 pontos;
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

Foto: Inpho