Irlanda vence Gales no primeiro laboratório para o Mundial

ARTIGO ATUALIZADO – Gales e Irlanda entraram hoje em campo em Cardiff em partida de aquecimento para a Copa do Mundo e a vitória ficou com a equipe que entrou mais pronta para o jogo: a Irlanda, que usou vários atletas principais e chegou a abrir 25 x 0, para fechar o jogo em 35 x 21. Gales entrou em campo cheio de atletas em teste e apenas no fim, com a entrada de alguns atletas principais, esboçou uma reação.

 

Apesar de todos os atletas estarem voltando de férias, a partida começou elétrica, com Jamie Heaslip correndo para o primeiro try irlandês logo aos 9′, mostrando a melhor forma física dos verdes na retomada dos trabalhos. Muito superior nas formações, a Irlanda chegou a seu segundo try aos 22′, com Darren Cave, após scrum. Reddan seguiu ditando o ritmo do jogo a favor do Trevo e o terceiro try veio logo aos 29′, com Trimble passando por Walker e Keith Earls finalizando, em seu retorno ao time. 25 x 0. Foi apenas antes do intervalo que Gales despertou e Hibbard fez o try após lateral. Walker ainda teve a chance de cravar mais um try, mas largou a bola na hora de finalizar, em lance complicado, 25 x 7 no intervalo.

 

A situação de Gales degringolou no começo da segunda etapa, com Moriarty recebendo amarelo e Zebo finalizando na ponta o quarto try irlandês. A porta se abriu e Félix Jones fez o quinto try pouco depois, ao 53′. Muitas alterações nas duas equipes na sequência e o ritmo do jogo caiu, abrindo espaço para a reação galesa. Nos dez minutos finais, Tipuric e Cuthber descontaram com mais dois tries para os galeses, mas sem ser possível evitar a derrota em casa. 35 x 21, números finais.

 

gales copy copy21versus(16)35irlanda copy

Gales 21 x 35 Irlanda, em Cardiff – Amistoso

Árbitro: Glen Jackson (Nova Zelândia)

 

Gales

Tries: Hibbard, Tipuric, Cuthbert

Conversões: Anscombe (2) e Hook (1)

15 Hallam Amos, 14 Alex Cuthbert, 13 Tyler Morgan, 12 Scott Williams (c), 11 Eli Walker, 10 James Hook, 9 Mike Phillips, 8 Dan Baker, 7 Justin Tipuric, 6 Ross Moriarty, 5 Dominic Day, 4 Jake Ball, 3 Aaron Jarvis, 2 Richard Hibbard, 1 Nicky Smith.

Suplentes: 16 Rob Evans, 17 Kristian Dacey, 18 Scott Andrews, 19 James King, 20 Taulupe Faletau, 21 Lloyd Williams, 22 Gareth Anscombe, 23 Matthew Morgan.

 

Irlanda

Tries: Heaslip, Cave, Earls, Zebo e Jones

Conversões: Jackson (2)

Penais: Jackson (2)

15 Felix Jones, 14 Andrew Trimble, 13 Keith Earls, 12 Darren Cave, 11 Fergus McFadden, 10 Paddy Jackson, 9 Eoin Reddan, 8 Jamie Heaslip (c), 7 Tommy O’Donnell, 6 Jordi Murphy, 5 Donnacha Ryan, 4 Iain Henderson, 3 Mike Ross, 2 Richardt Strauss, 1 Jack McGrath.

Suplentes: 16 Rory Best, 17 Dave Kilcoyne, 18 Michael Bent, 19 Dan Tuohy, 20 Chris Henry, 21 Kieran Marmion, 22 Ian Madigan, 23 Simon Zebo

 

 

Namíbia assume a liderança da Copa da África

Jogando em casa, a Namíbia retomou sua preparação para a Copa do Mundo jogando diante do Quênia, pela Copa da África. A partida era a última dos quenianos na competição, e qualquer chance de título dependia de uma grande vitória em Windhoek, ao passo que a Namíbia fazia sua segunda partida, após vencer em junho a Tunísia. Jogando completa, a Namíbia não deu qualquer chance para o oponente, passando com tudo por isso do Quênia: 46 x 13. O resultado garantiu a liderança ao time de Phil Davies, que enfrenta em casa no próximo sábado o Zimbábue, pela partida final do torneio continental. Quem vencer será campeão.

 

namibia logo copy copy copy46versus(16)13quenia copy copy

Namíbia 46 x 13 Quênia, em Windhoek

 

Namíbia: 1. Jaco Engels, 2. Torsten van Jaarsveld, 3. AJ de Klerk, 4. Tjiuee Uanivi, 5. Janco Venter, 6. Jacques Burger (c), 7. Wian Conradie, 8. Leneve Damens, 9. Damien Stevens , 10. Theuns Kotzè, 11. Conrad Marais, 12. Darryl de la Harpe, 13. Heinrich Smit, 14. David Philander, 15. Chrysander Botha.

Suplentes: 16. DG. Wiese, 17. Johannes Coetzee, 18. Johnnie Redelinghuys, 19. Renaldo Bothma, 20. PJ van Lill, 21. Eugene Jantjies, 22. Johan Tromp.

 

Quênia: 1. Moses Amusala, 2. Samuel Warui, 3. Isaiah Nyariki, 4. Curtis Lilako, 5. Peter Karia, 6. Ronnie Mwenesi, 7. Oliver Mang’eni, 8. Wilson Kopondo, 9. Michael Okombe, 10. Brian Nyikuli (c), 11. Joshua Chisanga, 12. Lawrence Buyachi, 13. Edwin Achayo, 14. Robert Aringo, 15. Samuel Oliech

Suplentes: 16. Isaac Adimo, 17. Kelvin Omiyo, 18. Nicodemus Barasa, 19. Darwin Mukidza, 20. Jacob Ojee, 21. Vincent Mose, 22. Dennis Muhanji

 

Classificação: 1 Namíbia, 6 pontos, 2 Zimbábue, 6 pontos, 3 Quênia, 3 pontos, 4 Tunísia, 0 pontos.

 

Foto: RTE Sport

 

Comentários