ARTIGO COM VIDEO – Finalizando o giro de jogos internacionais do sábado, a Nova Zelândia se despediu de um grande ano com vitória sobre a França, que caiu de pé de forma muito honrada, 24 x 19, ao passo que o Uruguai voltará à América do Sul com três derrotas na Europa, agora contra a Romênia. Já a Suíça comemorou no Rugby Europe Trophy.

 

All Blacks de branco e Les Bleus com sangue azul

Sem vencer os All Blacks desde 2009, a França se preparou para o duelo em Paris com muita gana e o “novo” time de Guy Novès vendeu caro sua derrota, mostrando evolução com relação aos últimos meses. Jogando de branco, os All Blacks fecharam o ano vencendo, mas já não parecem mais o time imbatível que se via no Championship.

- Continua depois da publicidade -

 

O duelo começou com try de Israel Dagg aos 7′ para os kiwis, recebendo de Savea após chute cruzado de Barrett. Belo try de cartão de visitas, mas que não afetou o moral da França, que havia iniciado melhor as ações, com mais volume no campo ofensivo. Camille Lopez respondeu com grande jogada, mostrando-se mais desinibido com a 10 azul. Mas, foi Barrett quem mexeu de novo no marcador, com penal aos 17′.

 

Lopez e Machenaud seguiram dando trabalho aos neozelandeses e, enfim, a França foi premiada com 3 pontos aos 25′, em penal chutado por Machenaud. Os Bleus cresceram e garantiram domínio territorial no quarto final de jogo, com Machenaud chutando mais um penal antes do intervalo, deixando o placar em mirrados 10 x 06.

 

O segundo tempo começou com fortes esperanças para a torcida parisiense de que a virada era possível, mas os Bleus sofreram duro golpe no reinício, com a Nova Zelândia chegando a seu segundo try aos 43′, em passe interceptado nas 22 de defesa por Beauden Barrett, que correu mais de 80 metros até o in-goal. O jovem Serin entrou como novo scrum-half da França e logo chutou mais 3 pontos para os Bleus, reduzindo a diferença para 17 x 09. Porém, o momento era All Blacks e, aos 57′, Faumuina atropelou Serin para o terceiro try, dando a vantagem confortável aos visitantes.

 

Entretanto, foi justamente Serin quem brilhou logo depois. Aos 62′, o half inventou um magnífico offload para Picamoles correr para o try francês, dando vida nova ao jogo em 24 x 16. A França teve fôlego ainda para ir para cima e Serin chutou mais um penal para os azuis, aos 77′, deixando uma luz de esperança para os franceses. Mas, os pontos preciosos foram tardios e a Nova Zelândia deixou Paris com mais uma vitória. 24 x 19 contra um valente XV de France, que acumulou 530 metros ganhos, contra 400 dos Homens de Preto, apresentando excelentes 95% de efetividade nos tackles, como há muito não se via do lado francês em jogos desse nível.

 

Foi a 10ª vitória consecutiva da Nova Zelândia sobre a França. A cabeça dos All Blacks agora já está no desafio do tour dos British and Irish Lions em junho do ano que vem, quando voltarão a campo.

 

França vermelho19versus(12)24all blacks logo

França 19 x 24 Nova Zelândia, em Paris

Árbitro: Wayne Barnes (Inglaterra)

 

França

Try: Picamoles

Conversão: Serin (1)

Penais: Machenaud (2) e Serin (2)

15 Brice Dulin, 14 Noah Nakaitaci, 13Rémi Lamerat, 12 Wesley Fofana, 11 Virimi Vakatawa, 10 Camille Lopez, 9 Maxime Machenaud, 8 Louis Picamoles, 7 Kevin Gourdon, 6 Charles Ollivon, 5 Yoann Maestri, 4 Sébastian Vahaamahina, 3 Uini Atonio, 2 Guilhelm Guirado (c), 1 Xavier Chiocci;

Suplentes: 16 Camille Chat, 17 Cyril Baille, 18 Rabah Slimani, 19 Julien Le Devedec, 20 Damien Chouly, 21 Baptiste Serin, 22 Jean-Marc Doussain, 23 Gaë Fickou;

 

Nova Zelândia

Tries: Barrett, Dagg e Faumuina

Conversões: Barrett (3)

Penais: Barrett (1)

15 Israel Dagg, 14 Waisake Naholo, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Ryan Crotty, 11 Julian Savea, 10 Beauden Barrett, 9 TJ Perenara, 8 Kieran Read (c), 7 Matt Todd, 6 Jerome Kaino, 5 Samuel Whitelock, 4 Brodie Retallick, 3 Owen Franks, 2 Dane Coles, 1 Joe Moody;

Suplentes: 16 Codie Taylor, 17 Wyatt Crockett, 18 Charlie Faumuina, 19 Scott Barrett, 20 Ardie Savea, 21 Aaron Smith, 22 Aaron Cruden, 23 Rieko Ioane;

 

Teros fecham gira sem vitórias

A gira pela Europa não foi positiva para o Uruguai, que se despediu do Velho Continente com derrota para a Romênia por incontestáveis 36 x 10. Os Stejarii (Os Carvalhos) romenos fecharam o mês invictos com um triunfo de 5 tries, mostrando qualidade inclusive no jogo aberto, com o ponta Sheenan correndo para dois tentos.

 

Para o desafio em Bucareste, os Teros contaram com atletas baseados na Europa, como Agustín Ormaechea e Felipe Berchesi, mas não foi o bastante. Agora, o Uruguai pensa no Americas Rugby Championship.

 

romênia copy copy36versus(12)10uru novo copy copy

Romênia 36 x 10 Uruguai, em Bucareste

Árbitro: Ben Whitehouse (Gales)

 

Romênia

Tries: Shennan (2), van Heerden, Surugiu e Fercu

Conversões: Vlaicu (4)

Penais: Vlaicu (1)

1 Mihaita Lazar, 2 Andrei Radoi, 3 Alexandru Tarus, 4 Johann van Heerden, 5 Valentin Porpalan, 6 Viorel Lucaci, 7 Stelian Burcea (c), 8 Andrei Gorcioaia, 9 Florin Suriugu, 10 Florin Vlaicu, 11 Stephen Shennan, 12 Vladut Popa, 13 Jack Umaga, 14 Fonovai Tangimana, 15 Catalin Fercu;

Suplentes: 16 Eugen Captana, 17 Ionel Badiu, 18 Alex Gordas, 19 Ionut Muresan, 20 Christian Chirica, 21 Alexandru Tigla, 22 Paula Kinikininilau, 23 Ionut Dumitru;

 

Uruguai

Try: Lijtenstein

Conversões: Berchesi (1)

Penais: Berchesi (1)

1 Ignacio Secco, 2 Carlos Arboleya, 3 Mario Sagario (c), 4 Franco Lamanna, 5 Diego Ayala, 6 Joaquín Dell’Acqua, 7 Santiago Hernández, 8 Gonzalo Soto, 9 Agustín Ormaechea, 10 Felipe Berchesi, 11 Santiago Arata, 12 Nicolás Freitas, 13 Santiago Gibernau, 14 Mauro Daverio, 15 Manuel Blengio;

Suplentes: 16 Facundo Gattas, 17 Francisco Jiménez, 18 Mateo Sanguinetti, 19 Diego Magno, 20 Marcos Chamyan, 21 Guillermo Lijtenstein, 22 Juan Manuel Cat, 23 Andrés Rocco;

 

Suíça comemora primeira vitória no “Six Nations C”

Pelo Rugby Europe Trophy, a Suíça, recém promovida, festejou sua primeira vitória na nova divisão, superando em casa a Moldávia por 29 x 26, em jogo de 2 tries para os suíços e 3 para os moldavos, mas com mais penais do lado da casa. O Trophy, que vale como parte das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019, retorna agora somente em fevereiro.

 

rugby europe copyrwc 2019

Rugby Europe Trophy – 2ª divisão da Rugby Europe – Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Suíça 29 x 26 Moldávia, em Yverdon

 

SeleçãoJogosPontos
Portugal524
Holanda515
Suíça513
Polônia512
Moldávia56
Ucrânia50
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão - classificado à Repescagem de Promoção contra o último colocado do Rugby Europe Championship (1ª divisão) e classificado ao mata-mata da Repescagem Europeia das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019;
- Último colocado - Rebaixado à Conference 1 (3ª divisão);

 

Foto: All Blacks – Facebook