Liderança dividida no PRO12 entre Leinster e Connacht

ARTIGO COM VÍDEOS – Faltam apenas 2 rodadas para o encerramento da temporada regular do PRO12, a Liga Ítalo-Celta. Na antepenúltima rodada, os irlandeses do Leinster e do Connacht fizeram sua parte, conquistaram vitórias cruciais e se mantiveram juntos na liderança, com vantagem para o Leinster no saldo. Na cola de ambos vem o Glasgow Warriors, que também triunfou, enquanto o Scarlets deixou o G4 após ser atropelado pelo Ulster. Enquanto isso, na luta pelo sexto lugar, que dará vaga na Champions Cup europeia, Cardiff Blues e Ospreys também venceram e seguem vivos.

 

Connacht e Leinster ponto a ponto pelo primeiro lugar

O grande destaque da rodada ficou por conta do clássico irlandês entre Connacht e Munster, emblemático sobre a nova situação do rugby na Ilha Esmeralda. O “pequeno notável” Connacht teve uma vitória digna de campeão sobre o gigante rival, 35 x 14, empurrando o Munster perigosamente para longe da zona de classificação. O primeiro tempo foi do mais alto nível, com os verdes abrindo 20 x 14. Quem largou com tudo foi o Munster, com 2 tries em sequência: o primeiro em arrancada de Zebo e o sequência em maul finalizado por Sherry. Mas, os vermelhos foram reduzidos a 14 homens com amarelo para Cronin e o Connacht virou o placar com tries do nigeriano Niyi Adeolokun, aos 35′, e um penal try em scrum, que ainda resultou em mais um amarelo para o Munster, para Holland. O inferno seguiu para os visitantes que viram o Connacht liquidar da fatura no segundo tempo, com mais um try de Adeolokun e o try final de Finlay Bealham, assegurando ainda o bônus.

 

Já em Dublin, o Leinster também fez sua parte, vencendo os escoceses do Edinburgh por 30 x 23. O primeiro tempo foi morno, com apenas 6 x 3 para os donos da casa. Mas, o segundo tempo foi alucinante. Logo no começo, o scrum-half Luke McGrath correu para o primeiro try irlandês, logo respondido na mesma moeda por Tom Brown. Logo depois, Van der Flier adicionou novo try para o Leinster, roubando a bola em indecisão da saída escocesa. E o placar foi ampliado com Fergus McFadden correndo na ponta. Os escoceses ainda reagiram e Mike Allen interceptou passe para fazer o segundo try rubronegro. Porém, Fergus McFadden teve novamente espaço para correr e cravou o quarto try azul. No fim, ainda houve tempo para o Edinburgh conquistar um precioso try com Sean Kennedy, que lhe deu o bônus defensivo, importante na luta pela vaga na Champions Cup.

 

 

Glasgow e Ulster atropelam no G4

Em Llanelli, o que parecia ser uma grande temporada para os Scarlets se transformou em pesadelo. Os vermelhos galeses receberam os escoceses do Glasgow Warriors, em jogo crucial para ambos na luta pelo G4, e terminou com uma desastrosa derrota do time da casa por 46 x 10, que colocou os Warriors a somente 2 pontos dos líderes e tirou os Scarlets da zona de classificação, com apenas 2 rodadas restando para o fim. Logo aos 6′, um lindo try foi marcado por Finn Russell, chapelando a defesa vermelha nas 22. A superioridade escocesa era evidente e o segundo try demorou, mas saiu, aos 24′, com Russell mergulhando na ponta para seu segundo. Liam Williams ainda descontou para os galeses rompendo a defesa escocesa pelo meio na passada, mas Lee Jones arrancou pela ponta após bela jogada de Pyrgos para dar o terceiro try de Glasgos antes do intervalo. No segundo tempo, os Scarlets desmontaram e os Warriors brilharam com seu jogo sempre aberto. Pyrgos, Bennett, Seymour e Jones novamente cruzaram o in-goal para os azuis, fechando o placar.

 
A derrota dos Scarlet beneficiou o Ulster, que fez sua parte e assumiu o quarto lugar ao vencer o Zebre fora de casa por 47 x 17. Jared Payne fez nada menos que 3 tries, hat-trick, enquanto Tommy Bowe, voltando ao time, anotou mais 2 tries. Pienaar e Gilroy também cruzaram o in-goal para os norte-irlandeses.

 


 

Cardiff e Ospreys de vez na briga pela Champions Cup
No clássico galês da rodada, a alegria foi do Cardiff Blues, que conquistou uma crucial vitória sobre o já eliminado Dragons por 28 x 8. Foram 3 tries para o time da capital, com Turnbull, Gareth Anscombe e Reynold Lee-Lo cruzando o in-goal. Cardiff, no entanto, falhou em obter o bônus ofensivo, e está no momento 1 ponto abaixo de Edinburgh e Munster, sexto e sétimo colocados, respectivamente.

 
Apenas 3 pontos abaixo dos Blues estão os Ospreys, que reagiram na classificação com fácil vitória sobre o lanterna Benetton Treviso por 47 x 10, em jogo de 7 tries para os galeses.

 

 

Reta final
A reta final do PRO12 reserva ainda grandes emoções. Na Liga Ítalo-Celta, os 4 primeiros colocados avançarão às semifinais, sendo que os dois primeiros colocados terão o mando de jogo na próxima fase. Além disso, os sete melhores da liga garantem vaga na Champions Cup europeia, enquanto o oitavo colocado ganha uma chance na Pré Champions Cup, um mata-mata conta os sétimos colocados do Top 14 francês e da Premiership inglesa. Todavia, o PRO12 tem a regra de que cada um dos quatro países representados – Irlanda, Gales, Escócia e Itália – têm direito a no mínimo uma equipe na Champions Cup. E, por conta da péssima campanha dos dois times italianos, a briga no PRO12 virou, na prática, uma luta pelos seis primeiros lugares.

 
Na próxima rodada, no fim de semana que vem, o Connacht tem vida tranquila visitando o Treviso, ao passo que o Leinster vai visitar o Ulster em duro clássico irlandês. Glasgow segue sonhando com o primeiro lugar e visita o Zebre, ao passo que o Munster recebe o Edinburgh em duelo de vida ou morte para ambos. Já em Gales, outro duelo de tudo ou nada acontece com o clássico entre Blues e Ospreys, em Cardiff, ao passo que o Scarlets busca voltar ao G4 recebendo o Dragons.

 

Na Itália, Piacenza praticamente rebaixa L’Aquila

No Eccellenza italiano, o destaque da rodada foi a derrota do L’Aquila para o Lyons Piacenza na luta contra o rebaixamento. Enquanto isso, Calvisano e Rovigo seguem ponto a ponto pela liderança.

 

guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Leinster 30 x 23 Edinburgh

Ospreys 47 x 10 Treviso

Scarlets 10 x 46 Glasgow Warriors

Zebre 17 x 47 Ulster

Connacht 35 x 14 Munster

Cardiff Blues 28 x 8 Dragons

 

Clube País Cidade Jogos Pontos
Leinster Irlanda Dublin 22 73
Connacht Irlanda Galway 22 73
Glasgow Warriors Escócia Glasgow 22 72
Ulster Irlanda Belfast 22 69
Scarlets Gales Llanelli 22 63
Munster Irlanda Limerick/Cork 22 63
Cardiff Blues Gales Cardiff 22 56
Ospreys Gales Swansea 22 55
Edinburgh Escócia Edimburgo 22 54
Dragons Gales Newport 22 26
Zebre Itália Parma 22 24
Benetton Treviso Itália Treviso 22 20

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

eccellenza

Campionato di Eccellenza – Campeonato Italiano

Piacenza 18 x 12 L’Aquila

Rovigo 20 x 17 Fiamme Oro

Calvisano 23 x 05 Mogliano

San Donà 18 x 35 Viadana

Lazio 13 x 30 Petrarca Padova

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Rovigo Rovigo 18 75
Calvisano Calvisano 18 72
Petrarca Padova 18 58
Mogliano Mogliano 18 56
Viadana Viadana 18 43
San Donà San Donà 18 43
Fiamme Oro Roma 18 40
Lazio Roma 18 25
Lyons Piacenza 18 14
L’Aquila L’Aquila 18 09

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais;
– 10º lugar – Rebaixamento

 

Foto: Connacht x Munster ©INPHO/James Crombie

Comentários