Final de gala no PRO12: quatro times, três líderes e um ponto de diferença

ARTIGO COM VÍDEOS – Um final de tirar o fôlego no PRO12. Restando apenas uma rodada para o encerramento da temporada regular, a Liga Ítalo-Celta tem três equipes empatadas na liderança, apenas um ponto acima do quarto colocado. E a briga se acirrou com os confrontos diretos desse fim de semana. Jogando em casa, o Ospreys assumiu a liderança, pelo saldo, ao bater o então líder Glasgow Warriors, ao passo que Ulster e Munster empataram no clássico irlandês em Belfast dando ao Munster os mesmos 70 pontos de Ospreys e Warriors e um ponto acima do Ulster, que ainda sonha com o primeiro lugar. Enquanto isso, a briga pelas últimas vagas se seguiu, com o Leinster assegurando sua vaga e a briga incendiando entre Scarlets, Connacht e Edinburgh.

 

No próximo final de semana, os semifinalistas voltam a campo para decidirem os confrontos do mata-mata e os mandos das partidas. Glasgow e Ulster se enfrentam em novo confronto direto, ao passo que o Ospreys enfrenta fora de casa o Connacht, que precisa da vitória para ir à Champions Cup. A vida mais fácil é do Munster, que recebe o eliminado Dragons.

 

Três líderes no PRO12 após confrontos diretos

Defendendo a liderança do PRO12, o Glasgow foi a Swansea e não resistiu ao Ospreys, deixando a ponta nas mãos do alvinegro galês. Diante de 11 mil pessoas – público que ainda decepciona pela importância da partida – Ospreys e Warriors foram ao intervalo de um jogo muito parelho em magro empate de 3 x 3. A emoção deu as caras apenas após o descanso, com os galeses trocando passes com maestria para a finalização de Ben John, após assistência de Matavesi. O golpe de misericórdia não tardou e, em bela jogada individual depois de lateral inteligente, Rhys Webb chapelou Matawalu e cravou o segundo try do Ospreys. Glasgow ainda reagiu com try de Fusaro, em maul após lateral, mas era tarde demais. Derrota escocesa por 21 x 10 e liderança galesa.

 

No clássico irlandês, Ulster e Munster fizeram um jogão na capital da Irlanda do Norte que acabou em empate de 23 x 23. Superior no pack, o Munster abriu 9 x 0 na primeira etapa com penais bem batidos por Ian Keatley, mas sofreu a virada antes mesmo do intervalo, com o Ulster somando um penal e um try nos três minutos derradeiros. O try saiu com o tempo regulamentar esgotada em arrancada sensacional de Tommy Bowe, após receber brilhante offload na ponta de Henderson. 10 x 9.

 

Mais dois penais de Paddy Jackson e três arremates precisos de Keatley levaram a partida no segundo tempo apertada até os minutos finais, com o Munster acima por 18 x 16. E, aos 76′, o Munster aproveitou seu homem a mais – após amarelo para o Ulster – e fez o try que parecia ser da vitória, com Keith Earls correndo pela ponta. Mas, a perda da conversão deixou os norte-irlandeses no páreo e, já com o tempo esgotado, Pienaar conduziu bem as fases do Ulster e a bola chegou até a ponta para Paul Marshall cravar o try que, com a conversão de Jackson, decretou o empate final.

 


 

Pela Champions Cup, Leinster vence e se garante, enquanto Scarlets e Connacht se aproximam

Na luta pelas últimas vagas na Champions Cup da próxima temporada, o Leinster fez o mínimo necessário para garantir seu lugar matematicamente. Os irlandeses receberam o fraco Benetton Treviso e, completamente desfocados, quase foram derrotados pelos italianos, mas venceram por pífios 10 x 0. O Leinster dominou o jogo inteiro e o Treviso mal atacou, mas os azuis foram incapazes de construir jogadas e venceram com um mísero try de Jamie Heaslip.

 

Já a briga pela sexta colocação, a última que concede vaga direta na Champions Cup, Scarlets e Connacht levaram a melhor e seguem ponto a ponto pela classificação. A vantagem é do time galês, que soma no momento quatro ponto a mais que o Connacht. O Scarlets fez sua parte e venceu o clássico galês contra o eliminado Cardiff Blues por 16 x 6, com o hooker Ken Owens fazendo o único try da partida para o time de Llanelli, aos 65′, finalizando maul.

 

O Connacht, por sua vez, não teve maiores problemas para vencer na Itália o Zebre: 40 x 10, com direito a seis tries e sétima colocação. A vitória deixou os irlandeses um ponto acima do oitavo colocado Edinburgh, que ainda está na briga pelo sétimo lugar, o qual garante vaga no playoff classificatório para a Champions Cup contra equipes da Premiership e do Top 14. Os escoceses escorregaram e foram derrotados fora de casa pelo eliminado Dragons, que deu seu troco da derrota na Challenge Cup. 19 x 5, em outro jogo de placar baixo e poucos espaços.

 

Na última rodada, o panorama é simples pelo sexto lugar. O Scarlets visita o Treviso e até mesmo um empate assegura matematicamente os vermelhos na Champions Cup. Caso o Scarlets perca, o Connacht precisará se superar e vencer em casa o líder Ospreys, além de ficar de olho na matemática dos pontos-bônus. Já o Edinburgh recebe o Leinster e torce contra o Connacht.

 

Em paralelo, o melhor italiano na competição garantirá sua classificação à Champions Cup. E a briga particular entre Treviso e Zebre segue, com o Treviso três pontos acima. Caso o Treviso perca para o Scarlets em casa, o Zebre passará a ter chances e precisará superar fora de casa o Cardiff Blues, que apenas cumpre tabela.

 




 

Eccellenza conhece suas semifinais Por Giorgio Vuerich

Com Rovigo, Calvisano e Mogliano ja qualificados para as semifinais, faltava ao Campeonato Italiano conhecer apenas o quarto classificado ao mata-mata. E ela ficou com os policiais do Fiamme Oro, que a obtiveram vencendo fora de casa o Mogliano em um jogo muito disputado. Os vênetos atacaram mais, mas cometeram muitos erros na transmissão da bola, anulando seus ataques. Enquanto isso, os romanos foram mais precisos no jogo com os chutes de Benetti e as boas jogadas da abertura Canna (contratado pelo Zebre para a próxima temporada). Foram quatro tries contra três e 38 x 21 o placar final para policiais, que no próximo fim de semana enfrentarão em Roma o Rovigo no jogo de ida da semifnal. Já o Mogliano vai duelar com o Calvisano na outra semifinal.

 

O Rovigo ganhou o primeiro lugar  eo direito de jogar a possível final em casa atropelando por 50 x 0 o rebaixado I Cavalieri Prato, que fechou a temporada sem vitórias  (e à beira da falência) e penalizado por um jogo irregular.

 

Com a vitória do Fiamme Oro, as esperanças de Viadana e San Donà de chegarem ao mata-mata acabaram. San Donà fez sua parte, venceu em Roma a Lazio por 33 x 20, enquanto no clássico lombardo Viadana e Calvisano empataram em 25 x 25 (com bônus ofensivo para o Viadana, que saiu de campo com 4 x 1 em tries). No último jogo, o Petrarca Padova venceu L’Aquila no Abruzzo por 28 x 14.

 

Enquanto o Eccellenza finaliza sua temporada regular, a Serie A, a segunda divisão italiana, deu a largada às suas semifinais. As equipes qualificadas foram: Lyons Piacenza (que, no ano passado, perdeu a final contra L’Aquila), Pro Recco (cidade de Recco, a 30 km de Gênova), CUS Verona (time do Vêneto)  e Colorno (a 25 km de Parma). Os times se enfrentam em jogos de ida e de volta nas semifinais, enquanto a final será em jogo único, para definir a equipe campeã e promovida ao Eccellenza. Na ida, o CUS Verona perdeu em casa por 22 x 32 para o Pro Recco, ao passo que o Lyons derrotou em Piacenza o Colorno por 27 x 3.
guinness pro12

 

Guinness PRO12 – Liga de Escócia, Gales, Irlanda e Itália

Dragons 19 x 5 Edinburgh, em Newport

Leinster 10 x 0 Benetton Treviso, em Dublin

Ospreys 21 x 10 Glasgow Warriors, em Swansea

Ulster 23 x 23 Munster, em Belfast

Zebre 10 x 40 Connacht, em Parma

Scarlets 16 x 6 Cardiff Blues, em Llanelli

 

Clube País Cidade Jogos Pontos
Glasgow Warriors Escócia Glasgow 22 75
Munster Irlanda Limerick e Cork 22 75
Ospreys Gales Swansea 22 74
Ulster Irlanda Belfast 22 69
Leinster Irlanda Dublin 22 62
Scarlets Gales Llanelli 22 57
Connacht Irlanda Galway 22 50
Edinburgh Escócia Edimburgo 22 48
Dragons Gales Newport 22 42
Cardiff Blues Gales Cardiff 22 35
Benetton Treviso Itália Treviso 22 19
Zebre Itália Parma 22 15

 

Eccellenza Logo

Campionato di Eccellenza – Campeonato Italiano

Lazio 20 x 33 San Donà, em Roma

Viadana 25 x 25 Calvisano, em Viadana

L’Aquila 14 x 28 Petrarca Padova, em L’Aquila

Rovigo 50 x 0 I Cavalieri Prato, em Rovigo

Mogliano 21 x 38 Fiamme Oro, em Mogliano

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Rovigo Rovigo 18 76
Calvisano Calvisano 18 72
Mogliano Mogliano 18 60
Fiamme Oro Roma 18 52
San Donà San Donà 18 50
Viadana Viadana 18 45
Petrarca Padova 18 43
Lazio Roma 18 32
L’Aquila L’Aquila 18 10
I Cavalieri Prato Prato 18 -3

 

Semifinais – ida (16/17 de maio)  e volta (23/24 de maio)

Fiamme Oro x Rovigo

Mogliano x Calvisano

 

Foto: Ulster x Munster. John Dickson / DICKSONDIGITAL

Comentários