Racing vence final épica do Top 14 com recorde mundial de público em Barcelona

ARTIGO COM VÍDEO – Nesta sexta-feira, Barcelona, na Espanha, recebeu pela primeira vez na história a grande final do Top 14, o Campeonato Francês. O Camp Nou bateu o recorde mundial de público da história do rugby de clubes, 99.124 torcedores, que testemunharam o Racing quebrar seu jejum de título e faturar o Bouclier de Brennus (a taça de campeão francês) pela quinta vez em sua história, a primeira desde 1990.  29 x 21 emocionantes sobre o Toulon naquele que é o duelo dos clubes mais ricos da liga.

 

O primeiro tempo foi muito equilibrado, com as duas defesas trabalhando bem, forçando o adversário a errar e se aproveitando destes erros. Nem Toulon e nem Racing 92 conseguiam entrar nos 22 de cada lado. Tanto é que isso delimitou de onde foram executados os penais. E foram vários! Halfpenny abriu o placar ao primeiro minuto. A resposta azul-e-branca foi rápida. Dan Carter empata também por um penal no primeiro ataque da equipe da capital. Aos 17 minutos, Maxime Machenaud, scrum-half do Racing 92, foi expulso por tackle perigoso. Na sequência, o Toulon abre vantagem com dois penais (9×3), mas continua cometendo erros na defesa, o que permitiu a mais um cobrança de penalidade bem sucedida de Dan Carter, 9 a 6.

 

Aos 28’, em linda jogada, bola recuperada no line, Fernandez-Lobbe passa a bola de costas para Gogordze que avança bons metros e com apoio de Tuisova, que valeu o try do georgiano e ampliou a vantagem do Toulon para 14 a 6.

 

As duas defesas trabalharam muito bem nestes 40 minutos iniciais. O Toulon manteve mais a posse de bola (66% a 34%), mas não conseguiu potencializar as chances. Os erros se mantiveram e permitiram um penal bem executado pelo Racing 92, 14 a 9. Quase no fim do tempo regulamentar, uma obstrução infantil de Gogordze. Assinalado o penal, Dan Carter converteu. Ligeira vantagem do Toulon 14 a 12 e fim da primeira parte.

 

O segundo tempo foi um outro jogo. O Racing voltou com uma proposta mais ofensiva, de mais intensidade do jogo. Nem deu tempo para perceber como viria o Toulon, que se mostrou irreconhecível.

 

Um scrum muito bom do Racing 92 forçou o erro do Toulon e, consequentemente, marcado o penal. Goosen de 53m, aos 7 minutos converte e o Racing 92 fica à frente do placar pela primeira vez, por um ponto 14 x 15.

 

Dois minutos mais tarde, o pliar Xavier Chiocchi, do Toulon, levou cartão amarelo depois de haver entrado errado no ruck (o Árbitro já tinha chamado a atenção dele no lance anterior). Na sequência penal e mais uma vez Goosen, que amplia o placar 14 a 18. Aos 17’, mais um penal para o Racing, com Dan Carter: 14 x 21 para o Racing.

 

O Toulon estava irreconhecível!

 

Aos 20 minutos, bola recuperada em ruck no campo de defesa por Dan Carter, que passa de Imhoff para Goosen, para Rokocoko, o ponta corre 60 metros, usa os pés, um chute curto e escapa da marcação para o try. Racing 92, com um a menos, à frente 14 a 26! Que grande jogo!

 

Entretanto, 10 minutos mais tarde aos 30, depois de muitas fases, e bom jogo de continuidade, com calma e mantendo a posse, o Toulon colocou fogo no jogo. Valeu a habilidade de Habana e o apoio de Mermoz, para o try do Toulon, que diminui a diferença 19 x 26. Conversão de Halfpenny, 21 a 26.

 

Toulon tomava com isso outra atitude e partiu para o jogo, procurando usar mais a linha, que ainda não tinha aparecido nessa segunda parte.

 

E os dez últimos minutos foram muito emocionantes, talvez os mais intensos do Top 14 nesta temporada. O Toulon conseguiu manter a bola nos 22 do Racing, com muitas inversões de posse. No entanto, muitos erros dos dois lados, e o Toulon não conseguiu transformar a sua posse de bola em try.

 

O Racing se valeu dos erros, recuperou a bola e a levou para o ataque. Através de mais uma cobrança de penal, Dan Carter coloca mais três pontos e fecha o jogo em 29 a 21.

 

Entre os campeões, destaque para Ben Arous que foi um gigante. E como não citar o campeoníssimo Dan Carter, com um pé calibradíssimo, garantindo a maioria dos pontos do Racing 92 nesta final. Agora no currículo dele consta o título de campeão do Top14.

 

Racing 92, com um a menos por 60 minutos, campeão do TOP14 temporada 2015/2016. É o sétimo campeão diferente em 8 anos no torneio.

 

Top 14 logo novo

Top 14 2015-16 – Campeonato Francês

Final

Racing29versus(14)21Toulon copy

Racing 29 x 21 Toulon, em Barcelona (Espanha)

Árbitro: Sr Mathieu Raynal



 
Toulon

Tries: Gorgodze, Mermoz

Conversões: Halfpenny

Penais: Halfpenny (3)

Cartão Amaerlo: Chiocci

15 Leigh Halfpenny, 14 Josua Tuisova, 13 Mathieu Bastareaud, 12 Maxime Mermoz, 11 Bryan Habana, 10 Matt Giteau, 9 Jonathan Pélissié, 8 Steffon Armitage, 7 Juan Martín Fernández Lobbe, 6 Mamuka Gorgodze, 5 Konstantin Mikautadze, 4 Samu Manoa, 3 Levan Chilachava, 2 Guilhem Guirado (c), 1 Xavier Chiocci

 

Suplentes: 16 Jean Charles Orioli, 17 Florian Fresia, 18 Romain Taofiféuna, 19 Virgile Bruni, 20 Théo Belan, 21 Delon Armitage, 22 Frédéric Michalak, 23 Manusa Saulo
 
 

Racing 92

Try: Rokocoko

Penais: Machenaud (1), Carter (5), Goosen (2)

Cartão Vermelho: Machenaud

15 Brice Dulin, 14 Joe Rokocoko, 13 Johan Goosen, 12 Henry Chavancy, 11 Juan Imhoff, 10 Dan Carter, 9 Maxime Machenaud, 8 Chris Masoe, 7 Yannick Nyanga, 6 Wenceslas Lauret, 5 Manuel Carizza, 4 Bernard le Roux, 3 Benjamin Tameifuna, 2 Dimitri Szarzewski (c), 1 Eddy Ben Arous

Suplentes: 16 Camille Chat, Khatchik Vartanov, 18 Juandré Kruger, 19 Antoine Claassen, 20 Xavier Chauveau, 21 Marc Andreu, 22 Albert Vulivuli, 23 Luc Ducalcon.

 
Lista de campeões franceses desde 1995-96 (Era Profissional)

1 – Toulouse – 7 títulos

2 – Stade Français – 6 títulos

3 – Biarritz – 3 títulos

4 – Castres – 1 título

Clermont – 1 título

Perpignan – 1 título

Racing – 1 título

Toulon – 1 título

 

Lista de maiores campeões franceses (desde 1892)

1 – Toulouse – 19 títulos

2 – Stade Français – 14 títulos

3 – Béziers – 11 títulos

4 – Union Bordeaux-Bègles – 9 títulos (7 títulos do Stade Bordelais e 2 títulos do Bègles)

5 – Agen – 8 títulos

Lourdes – 8 títulos

7 – Perpignan – 7 títulos

8 – Racing – 6 títulos

9 – Biarritz – 5 títulos

10 – Castres – 4 títulos

Toulon – 4 títulos

12 – Bayonne – 3 títulos

Pau – 3 títulos

14 – Lyon – 2 títulos

Narbonne – 2 títulos

Tarbes – 2 títulos

17 – Clermont – 1 título

Grenoble – 1 título

Montauban – 1 título

Mont de Marsan – 1 título

Carmaux – 1 título

La Voulte – 1 título

Quillan – 1 título

Vienne – 1 título

Olympique Paris – 1 título*

Lyon FC – 1 título*

  • *extintos

 

Escrito por: Virgílio Neto

Comentários