Páscoa de decisão na Challenge Cup, a segunda copa interclubes mais importante da Europa! As quartas de final tiveram lugar entre sexta e domingo e festejaram classificação dois clubes ingleses, Gloucester e Exeter Chiefs, que duelaram nas semifinais, uma equipe galesa, o Newport Gwent Dragons, e uma equipe escocesa, o Edinburgh, que se enfrentarão na outra semifinal. O Gloucester garantiu sua vaga com vitória suada sobre os irlandeses do Connacht, 14 x 7, ao passo que o Exeter Chiefs triunfou no dérbi inglês contra o Newcastle Falcons, 48 x 13. Já o Dragons emergiu vitorioso do clássico galês contra seu arquirrival Cardiff Blues, ao passo que o Edinburgh foi o único a vencer fora de casa, derrotando os ingleses do London Irish, 23 x 18. Dos semifinalistas, apenas o Gloucester, com um título em 2006, já levantou a taça da Challenge Cup.

As semifinais acontecem nos dias 17 e 18 de abril.

 

Ingleses de um lado

- Continua depois da publicidade -

No primeiro jogo das quartas de final da Challenge Cup, o Gloucester se impôs sobre o Connacht. Os Cherry and Whites fizeram um ótimo primeiro tempo, abrindo 14 x 0 com dois tries, pelas mãos de Sharples, aos 20′, e Meakes, aos 30′. Contudo, o time do West Country assistiu aos irlandeses crescerem no segundo tempo e, com um penal try aos 65′, a partida ficou por completo em aberto. O Connacht pressionou até o fim em busca do empate, mas o Gloucester se defendeu heroicamente e garantiu a classificação. 14 x 7, números finais. Destaque inusitado para a ausência de penais em boa posição de chute. Apenas o Gloucester tentou os 3 pontos uma vez, mas Laidlaw não foi feliz.

O Exeter Chiefs, por sua vez, teve muito mais facilidade para derrotar o fraco Newcastle Falcons. 48 x 13 foi o placar no Sandy Park, com os Chiefs atropelando. Na primeira etapa, a defesa do Falcons ainda fez o possível para resistir, cedeu apenas dois tries, sendo um do asa Dave Ewers e um penal try, para levar a peleja ao intervalo em 17 x 6. Na segunda etapa, o Newcastle se desmontou e o Exeter correu para mais quatro tries, com o oitavo Waldrom, o fullback McGuigan, o centro Sam Hill e o segunda linha Dean Mumm.

Sem ambições na Premiership inglesa, o Gloucester se foca agora de corpo e alma na busca por seu segundo título internacional, ao passo que o Exeter Chiefs terá que dividir sua atenção com o campeonato nacional, pois segue muito bem lutando por um lugar nas semifinais. O titulo da Challenge Cup seria o mais importante da história do Exeter, o que significa que a equipe de Devon não priorizará a Premiership em detrimento da Challenge Cup.

 

Celtas do outro lado

O clássico galês que rolou no sábado da Challenge Cup não poupou os torcedores de emoção. Jogando em Newport, os Dragons sabiam que essa era uma grande oportunidade para devolverem alguma alegria ao seu sofrido torcedor, que há muito vê os Dragons como o mais fraco dos quatro times regionais de Gales. Diante de seu arquirrival Cardiff Blues, a chance era de ouro, mas foram os azuis que largaram na frente, com dois tries no primeiro tempo, de Liam Williams e Gareth Anscombe. Contudo, decepcionante é a palavra que define o Blues. O Dragons reagiu ainda na primeira etapa com try de Amos e, no segundo tempo, virou o placar com um começo de segundo tempo dominante. Cudd, aos 45′, e um penal try, aos 50′, que ainda levou ao cartão amarelo de Lloyd Williams, puseram o time de Newport em vantagem. Aos 67′, Prydie chutou um penal crucial, mas o Cardiff se insurgiu no fim, conseguiu seu try aos 74′, com Navidi, e garantiu um final emocionante. Os vermelhos resistiram nos minutos derradeiros e asseguraram o 25 x 21.

O desafio do Dragons para chegar à final inédita será em Murrayfield diante do Edinburgh. O time escocês busca o primeiro título internacional de clubes para seu país, mas divide suas atenções com a fase final do PRO12, uma vez que está na briga direta por um lugar na Champions Cup – ao contrário do Dragons, que quase não tem chances de se classificar à principal copa europeia. O Edinburgh visitou os ingleses do London Irish, que jogavam suas últimas fichas na temporada na Challenge Cup, pois já não brigam por mais nada na Premiership. O resultado provou a fragilidade do London Irish, incapaz de se impor. O Edinburgh largou na frente com um try logo aos 10′, com o pilar sul-africano Nel. Três penais de Hildalgo-Clyne mantiveram a frente para os escoceses, mas os Exiles reagiram antes do intervalo, com penal de Geraghty e try do asa Conor Gilsenan. No segundo tempo, os ingleses viraram o placar para 18 x 16, graças a mais um penal de Geraghty e ao try não convertido do scrum-half Scott Steele, aos 52′, mas a reação parou por aí. McKenzie, aos 59′, jogou um banho de água fria nos donos da casa com o segundo try do Edinburgh e os escoceses fecharam uma forte defesa para garantir a vitória no exterior. 23 x 18.

 

Russos próximos de debutarem na Challenge Cup

Nesse feriado, além das quartas de final da Challenge Cup e da Champions Cup, a Europa também assistiu à rodada decisiva do Torneio Qualificatório Europeu, que envolve clubes da Itália (Eccellenza), Rússia, Portugal, Espanha e Romênia, valendo duas vagas na Challenge Cup 2015-16. No Grupo A, Calvisano não tomou conhecimento do El Salvador, da Espanha, fez 62 x 12 fora de casa e terminou a primeira fase com 100% de aproveitamento. Já o Yenisey, da Rússia, fez história e derrotou o Mogliano, da Itália, por 19 x 15, garantindo sua classificação à decisão de uma das vagas. Por ser uma equipe da Sibéria, da cidade de Krasnoyarsk, o Yenisei foi obrigado a mandar seu jogo em Sochi, a 5.000 km de distância de sua cidade, para facilitar a viagem dos italianos.

Na decisão das duas vagas na próxima Challenge Cup, o Calvisano fará duas partidas contra o seu compatriota Rovigo, e quem vencer estará no torneio europeu. Já o Yenisey enfrentará o Bucareste, a seleção do Campeonato Romeno (por opção da Federação Romena da Rugby, que não destinou uma vaga a seu clube campeão). Russos e romenos também jogarão duas vezes e o vencedor estará na Challenge Cup 2015-16, sendo que, novamente, o Yenisey não poderá jogar na Sibéria, tendo marcado sua partida em casa para Krasnodar, a cerca de 4.700 km de Krasnoyarsk.

 

Biarritz volta ao Top 5 da Pro D2

Na França, o Biarritz ganhou um belo ovo de Páscoa na Pro D2, a segunda divisão franceses, que chegou à sua 26ª rodada no feriadão. O time basco voltou à zona de classificação ao mata-mata com um atropelo sobre o Bourgoin, 40 x 0, jogando o oponente para a zona do rebaixamento. A liderança da Pro D2 segue folgada nas mãos do Pau, que derrotou o Mont-de-Marsan, 30 x 15, e abriu 16 pontos de frente sobre o vice-líder Perpignan, que perdeu no clássico do Mediterrâneo contra o desesperado Narbonne, 31 x 21. A vitória deu ao Pau a classificação matemática no mínimo ao mata-mata final, mas o título é questão de tempo e poderá ser assegurado até mesmo na próxima rodada. O Narbonne, por sua vez, deixou a zona da degola, empurrado o Bourgoin para o penúltimo lugar. Em outro jogo crucial contra o rebaixamento, o Dax atropelou o lanterna Massy, 37 x 10.

 

Na Itália, o Prato está cada vez mais perto do rebaixamentoPor Giorgio Vuerich

O Campeonato Italiano não contou com rodada no feriado da Páscoa, mas uma notícia dura abateu o I Cavalieri Prato. O clube, lanterna do Eccellenza, foi penalizado com a perda de 4 pontos (e tem agora -4 pontos na classificação) pelo Giudice Sportivo, o tribunal federal que monitora a realização correta de disputas esportivas. Os toscanos escalaram um jogador suspenso durante a partida contra a Lazio, Giuseppe Datola, no dia 22 de março, durante o jogo contra o Petrarca Padova. O atleta estava suspenso por um quarto cartão amarelo na temporada, que, pelo regulamento, leva a suspensão de um jogo, o qual deveria ter sido cumprido no dia 29 de março contra a Lazio. O juiz confirmou o resultado obtido no campo, 52 x 5 para os romanos, e penalizou por 4 pontos o time toscano, além de aplicar uma multa de 100 euros. Agora, só um milagre salva o Prato.

 

challenge cup eprc copy copy

Rugby Challenge Cup – Copa Desafio Europeu

Quartas de final

Gloucester (Inglaterra) 14 x 07 Connacht (Irlanda), em Gloucester

Dragons (Gales) 25 x 21 Cardiff Blues (Gales), em Newport

Exeter Chiefs (Inglaterra) 48 x 13 Newcastle Falcons (Inglaterra), em Exeter

London Irish (Inglaterra) 18 x 23 Edinburgh (Escócia), em Reading

 

Semifinais

Horários de Brasília

Dia 17 de abril

GloucesterversusExeter Chiefs

15h45 – Gloucester x Exeter, em Gloucester

 

Dia 18 de maio

EdinburghversusDragons

15h45 – Edinburgh x Dragons, em Edimburgo

 

epcr

Torneio Qualificatório Europeu – Torneio Qualificatório para a Challenge Cup 2015-16

El Salvador (Espanha) 12 x 62 Calvisano (Itália), em Valladolid

Enisei (Rússia) 19 x 15 Mogliano (Itália), em Sochi

Torneio Qualificatório Europeu 2015    
  Grupo 1      
Posição Equipe País Jogos Pontos
Calvisano Itália 2 10
Viadana Itália 2 5
El Salvador Espanha 2 0
  Grupo 2      
Posição Equipe País Jogos Pontos
Yenisey  Rússia 2 8
Mogliano Itália 2 6
CDUL Portugal 2 0
Vitória = 4 pontos; Empate = 2 pontos; Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
Perder por 7 pontos ou menos = 1 ponto extra    
Verde = classificação às semifinais contra Rovigo (Itália) e Bucareste (Romênia)

 

Finais do Qualificatório

Dias 18 de abril (ida) e 2 de maio (volta)

Rovigo (Itália) x Calvisano (Itália)

Bucareste (Romênia) x Yenisey (Rússia)

 

Pro D2 novo 2012

Pro D2 – 2ª Divisão do Campeonato Francês

Pau 30 x 15 Mont-de-Marsan, em Pau

Montauban 23 x 33 Agen, em Montauban

Carcassonne 23 x 14 Béziers, em Carcassonne

Colomiers 15 x 11 Aurillac, em Colomiers

Dax 37 x 10 Massy, em Dax

Narbonne 31 x 21 Perpignan, em Narbonne

Biarritz 40 x 0 Bourgoin, em Biarritz