ARTIGO ATUALIZADO – Olha só a lista dos 20 jogos internacionais deste fim de semana! Tem muito jogão no sábado, com direito ao Brasil entrando em campo pela primeira vez na história de seu XV na Europa para duelar pela terceira vez com a Alemanha. Entre as seleções de elite, a África do Sul encara a Itália, a Inglaterra recebe Fiji, Gales enfrenta o Japão, a Argentina visita a Escócia, Austrália e França medem forças e Nova Zelândia e Irlanda se enfrentam novamente.

 

As seleções estão sendo escaladas, veja os detalhes.

 

- Continua depois da publicidade -

Segunda jornada dos titãs

Entre as seleções do Top 15 do mundo, o sábado larga com Geórgia e Samoa fazendo um duelo de packs fortes e de times que começaram com derrota o mês.

 

Depois, será a vez de outras duas seleções que não estão nada bem se enfrentarem: África do Sul e Itália. Os Azzurri sofreram contra os All Blacks e têm a grande chance contra uma combalida seleção sul-africana. Conor O’Shea trocou quatro nomes, com as entradas de Venditti na ponta, Minto na terceira linha e Gega e Panico na primeira linha. Já Alister Coetzee fez três mudanças com relação ao time que foi dominado pela Inglaterra. O torcedor dos Boks comemorará o retorno do ponta Bryan Habana e a ele se somam o terceira linha Nizaam Carr, que foi bem contra os Barbarians, e Pieter-Steph du Toit, que ocupa a segunda linha no lugar de Etzebeth, cortado por concussão.

 

Irlanda e Nova Zelândia voltarão a se enfrentar, desta vez em Dublin, com o jogo no início do mês em Chicago, quando a Irlanda conquistou sua primeira vitória na história sobre os All Blacks, ainda fresca na memória. Os All Blacks descansaram boa parte dos titulares contra a Itália e vai renovado para a capital irlandesa. Aaron Smith seguirá com a 9 ao lado do 10 (e agora melhor do mundo) Barrett, enquanto Fekitoa e Lienert-Brown farão uma aguardada dupla de centros. A Irlanda, por sua parte, terá apenas uma mudança com relação ao time que venceu o Canadá: a aguardada volta do asa Sean O’Brien.

 

Outro duelo de titãs opõe Austrália e França em Paris. Os dois times conseguiram importantes vitórias no sábado passado, deixando de lado as temporadas cheias de críticas que viveram. Os Bleus, de novo, terão uma dupla de 9 e 10 diferente do jogo anterior, com Jean-Marc Doussain de abertura ao lado de Machenaud. Serão dois fijianos nas pontas, com Nakaitaci e Vakatawa, enquanto Lamerat seguirá de centro junto de Fofana. No pack,  Cyril Baille volta a ter uma oportunidade com a camisa 1, enquanto a dupla de asa será Kévin Gourdon e Charles Ollivon, tendo Picamoles de oitavo. Maestri voltará a segunda linha para jogar com Vahaamahina. Os Wallabies, por sua vez, aproveitaram o jogo de Paris para fazerem muitas trocas, já que a partida contra a França não vale para o Grand Slam. Com isso, Michael Cheika basicamente colocará os reservas em campo na maioria das posições. Pocock, no entanto, segue no time, jogando na terceira linha com Fardy e McMahon, sedentos por mostrarem que podem ser titulares, enquanto Will Genia e Quade Cooper voltará a ser a dupla de scrum-half e abertura. Chance para o velho dueto.

 

A Escócia receberá a Argentina em outra partida quente, com quatro mudanças com relação ao time que quase venceu os Wallabies. O asa Magnus Bradbury debutará pelo Cardo, fazendo uma terceira linha nova com Hamish Watson e John Barclay. Na linha, a novidade é a volta de Tommy Seymour. Os Pumas, por sua vez, irão inalterados a Edimburgo, buscando um rendimento melhor do que o visto em Cardiff na semana passada, quando perderam para Gales.

 

Gales receberá o Japão, em jogo perigoso, sobretudo pelo fraco desempenho recente dos galeses. O técnico Rob Howley fez nada menos que 10 trocas no time que venceu os Pumas e, entre as novidades, está o retorno de Sam Warburton, enquanto Gareth Anscombe e Lloyd Williams farão a dupla de abertura e scrum-half. Os japoneses irão fortes a Cardiff, buscando a primeira vitória contra Gales desde 2013, quando venceram em Tóquio os galeses, que estavam desfalcados por conta dos British and Irish Lions.

 

Ainda tem a Inglaterra recebendo Fiji, mas os elencos dos dois ainda não foram revelados. Em breve atualizaremos o artigo com mais escalações.

 

Sul-Americanos e norte-americanos em ação

A histórica gira brasileira pela Europa começa no sábado e a prévia de Brasil e Alemanha será publicada em breve. Entre os demais sul-americanos, o Uruguai enfrenta a Espanha, em duelo de dois times que perderam na largada dos amistosos e que prometem um embate parelho. O Chile, por sua vez, recebe sua segunda partida diante da Coreia do Sul, ao passo que Paraguai e Colômbia se encaram em Assunção em jogo decisivo valendo um lugar no Sul-Americano de 2017.

 

Canadá e Estados Unidos também irão a campo. O Canadá visitará a Romênia em busca de dar o troco sobre os romenos da derrota na última Copa do Mundo, ao passo que os Estados Unidos, que perderam para a Romênia no sábado passado, medirão forças em busca da reabilitação encarando Tonga, no País Basco, solo neutro.

 

Feminino também joga

O Rugby XV feminino terá três partidas nesse fim de semana, começando com o jogo isolado de sexta, entre Escócia e Espanha, que se encaram pelo jogo de ida da decisão da última vaga europeia na Copa do Mundo Feminina de 2017. Depois, no sábado, tem dois clássicos, com o maior clássico mundial entre Inglaterra e Nova Zelândia rolando em Londres e com a Irlanda, sede da Copa do Mundo do ano que vem, recebendo o vice campeão mundial Canadá.

 

Sexta-feira, dia 18 de novembro

escocia logoversus(12)espanha(3)

17h30 – Escócia x Espanha, em Glasgow – Feminino – Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2017

Histórico: 19 jogos, 13 vitórias da Escócia, 5 vitórias da Espanha e 1 empate. Último jogo: Espanha 10 x 34 Escócia, em 2015 (amistoso);

 

Sábado, dia 19 de novembro

Zimbábueversus(12)png

04h00 – Zimbábue x Papua Nova Guiné, em Hong Kong – Cup of Nations

Histórico: jamais se enfrentaram

 

hong kong rfu logoversus(12)russia copy copy copy copy copy

07h00 – Hong Kong x Rússia, em Hong Kong – Cup of Nations

Histórico:  2 jogos e 2 vitórias da Rússia. Último jogo: Hong Kong 29 x 37 Rússia, em 2014 (Cup of Nations);

 

georgia copy copy copy copyversus(12)samoa copy

09h00 – Geórgia x Samoa, em Tbilisi

Árbitro: Alexandre Ruiz (França)

 

Geórgia: 15 Merab Kvirikashvili, 14 Tamaz Mtchedlidze, 13 Giorgi Koshadze, 12 Merab Sharikadze, 11 Alexander Todua, 10 Lasha Malaghuradze, 9 Vasil Lobzhanidze, 8 Beka Bitsadze, 7 Mamuka Gorgodze, 6 Vito Kolelishvili, 5 Kote Mikautadze, 4 Giorgi Nemsadze, 3 Levan Chilachava, 2 Jaba Bregvadze, 1 Mikheil Nariashvili;

Suplentes: 16 Badri Alkhazashvili, 17 Karlen Asieshvili, 18 Dudu Kubriashvili, 19 Shalva Sutiashvili, 20 Giorgi Tkhilaishvili, 21 Giorgi Begadze, 22 Revaz Jinchvelashvili, 23 Giorgi Aptsiauri;

 

Samoa: 1 Logovi’i Munipola, 2 Manu Leiataua, 3 Anthony Perenise, 4 Jeff Lepa, 5 Teofilo Paulo, 6 Jack Lam, 7 Greg Foe, 8 – Alafoti Faosiliva, 9 Kahn Fotuali’i, 10  Patrick Fa’apale, 11 David Lemi, 12 Rey Lee-Lo, 13 George Pisi, 14 Paul Perez, 15 Albert Nikoro

Suplentes: 16 Elia Elia, 17 Hisa Sasagi, 18 Nephi Leatigaga, 19 Mamea-Lemalu, 20 Talaga Alofito, 21 Oneone Faafou, 22 Pele Cowley, 23 Dangelo Leuila;

 

Histórico: 2 jogos, 1 vitória da Geórgia e 1 vitória de Samoa. Último jogo: Geórgia 16 x 15 Samoa, em 2013 (amistoso);

 

inglaterra novoversus(12)black ferns

10h00 – Inglaterra x Nova Zelândia, em Londres – Feminino

Histórico: 24 jogos, 16 vitórias da Nova Zelândia, 7 vitórias da Inglaterra e 1 empate. Último jogo: Nova Zelândia 26 x 07 Inglaterra, em 2015 (Women’s Super Series);

 

irlanda copyversus(12)canada copy copy

12h00 – Irlanda x Canadá, em Dublin – Feminino

Histórico: 2 jogos, 1 vitória da Irlanda e 1 vitória do Canadá. Último jogo: Irlanda 15 x 08 Canadá, em 2006 (amistoso);

 

italia copy copyversus(12)springboks logo

12h00 – Itália x África do Sul, em Florença

Árbitro: George Clancy (Irlanda)

 

Itália: 15 Edoardo Padovani, 14 Giulio Bisegni, 13 Tommaso Benvenuti, 12 Luke McLean, 11 Giovanbattista Venditti, 10 Carlo Canna, 9 Giorgio Bronzini, 8 Sergio Parisse (c), 7 Simone Favaro, 6 Francesco Minto, 5 Andries van Schalkwyk, 4 Marco Fuser, 3 Lorenzo Cittadini, 2 Ornel Gega, 1 Sami Panico;

Suplentes: 16 Tommaso D’Apice, 17 Nicola Quaglio, 18 Simone Ferrari, 19 George Fabio Biagi, 20 Abraham Steyn, 21 Edoardo Gori, 22 Tommaso Allan, 23 Tommaso Boni;

 

África do Sul: 5 Willie le Roux, 14 Ruan Combrinck, 13 Francois Venter, 12 Damian de Allende, 11 Bryan Habana, 10 Pat Lambie, 9 Rudy Paige, 8 Warren Whiteley, 7 Willem Alberts, 6 Nizaam Carr, 5 Lood de Jager, 4 Pieter-Steph du Toit, 3 Vincent Koch, 2 Adriaan Strauss, 1 Tendai Mtawarira;

Suplentes: 16 Bongi Mbonambi, 17 Steven Kitshoff, 18 Trevor Nyakane, 19 Franco Mostert, 20 Teboho Mohoje, 21 Faf de Klerk, 22 Elton Jantjies, 23 Johan Goosen;

 

Histórico: 12 jogos e 12 vitórias da África do Sul. Último jogo: Itália 06 x 22 África do Sul, em 2014 (amistoso);

 

alemanha logo aguiaversus(12)tupi logo

12h00 – Alemanha x Brasil, em Heidelberg

Árbitro: Iñigo Atorrasagasti (Espanha)

 

Alemanha: 1 Julius Nostadt, 2 Dasch Barber, 3 Samy Füchsel, 4 Eric Marks, 5 Michael Poppmeier, 6 Jaco Otto, 7 Adrien Theisinger, 8 Jarrid Els, 9 Tim Menzel, 10 Raynor Parkinson , 11 Marvin Dieckmann, 12 Carlos Soteras-Merz, 13 Marcel Coetzee, 14 Steffen Liebig, 15 Harris Aounallah;

Suplentes: 16 Dale Garner, 17 Jörn Schröder, 18 Chris Howells, 19 Timo Vollenkemper, 20 Sebastian Ferreira, 21 Daniel Koch, 22 Oliver Paine, 23 Clemens von Grumbkow;

 

Brasil: 1 Jonatas “Chabal” Paulo (Band Saracens), Yan Rossetti (CUBA – Argentina), 3 Caique Silva (Niterói), 4 Gabriel Paganini (Band Saracens), 5 Lucas “Bruxinho” Piero (Desterro), 6 Cléber “Gelado” Dias (SPAC/Wallys), 7 João Luiz “Ige” da Ros (Desterro), 8 Nick Smith (SPAC) (c), 9 Beukes Cremer (Poli), 10 Guilherme Coghetto (Desterro), 11 Stefano Giantorno (Niterói), 12 Moisés Duque (São José), 13 Felipe Sancery (São José), 14 Mateus Estrela (Niterói), 15 Daniel Sancery (São José);

Suplentes: 16 Daniel “Nativo” Danielewickz (Desterro), 17 Alexandre “Texugo” Figueiredo (Desterro), 18 Wilton “Nelson” Rebolo (São José), 19 Joabe de Souza (Band Saracens), 20 Matheus “Matias” Daniel (Jacareí), 21 Bruno Garcia (Jacareí), 22 Luan Smanio (Desterro), 23 Robert Tenório (Pasteur);

 

 

Histórico: 2 jogos e 2 vitórias da Alemanha. Último jogo: Brasil 07 x 31 Alemanha, em 2015 (amistoso);

 

suiçaversus(12)portugal rugby logo

12h00 – Suíça x Portugal, Yverdon – Rugby Europe Trophy

Árbitro: Emanuele Tomo (Itália)

 

Histórico: 4 jogos e 4 vitórias de Portugal. Último jogo: Portugal 32 x 00 Suíça, em 1993 (Troféu da FIRA);

 

holanda logoversus(12)moldavia rugby

12h00 – Holanda x Moldávia, em Amsterdã – Rugby Europe Trophy

Árbitro: Lloyd Linton (Escócia)

 

Histórico: 8 jogos, 5 vitórias da Moldávia e 3 vitórias da Holanda. Último jogo: Moldávia 22 x 13 Holanda, em 2016 (Europeu de Nações);

 

inglaterra novoversus(12)fiji copy

12h30 – Inglaterra x Fiji, em Londres

Árbitro: Marius Mitrea (Itália)

 

Inglaterra: 15 Alex Goode, 14 Semesa Rokoduguni, 13 Jonathan Joseph, 12 Owen Farrell, 11 Elliot Daly, 10 George Ford, 9 Ben Youngs, 8 Billy Vunipola, 7 Teimana Harrison, 6 Chris Robshaw, 5 Courtney Lawes, 4 Joe Launchbury, 3 Dan Cole, 2 Dylan Hartley, 1 Mako Vunipola;

Suplentes: 16 Jamie George, 17 Joe Marler, 18 Kyle Sinckler, 19 Charlie Ewels, 20 Nathan Hughes, 21 Danny Care, 22 Ben Te’o, 23 Henry Slade;

 

Fiji: 15 Metuisela Talebula, 14 Benito Masilevu, 13 Asaeli Tikoirotuma, 12 Albert Vulivuli, 11 Nemani Nadolo, 10 Josh Matavesi, 9 Seru Vularika, 8 Akapusi Qera, 7 Peceli Yato, 6 Dominiko Waqaniburotu, 5 Leone Nakarawa, 4 Api Ratuniyawara, 3 Manasa Saulo, 2 Sunia Koto, 1 Campese Ma’afu;

Suplentes: 16 Tuapati Talemaitoga, 17 Peni Ravai, 18 Leeroy Atalifo, 19 Nemia Soqeta, 20 Naulia Dawai, 21 Eremasi Radrodro, 22 Nikola Matawalu, 23 Kini Murimurivalu;

 

Histórico: 6 jogos e 6 vitórias da Inglaterra. Último jogo: Inglaterra 35 x 11 Fiji, em 2015 (Copa do Mundo);

 

galesversus(12)japão logo novo copiar

12h30 – Gales x Japão, em Cardiff

Árbitro: Marius van der Westhuizen (África do Sul)

 

Gales: 15 Liam Williams, 14 Leigh Halfpenny, 13 Jonathan Davies, 12 Jamie Roberts, 11 Alex Cuthbert, 10 Gareth Anscombe, 9 Lloyd Williams, 8 James King, 7 Sam Warburton(c), 6 Dan Lydiate, 5 Alun Wyn Jones, 4 Cory Hill, 3 Samson Lee, 2 Scott Baldwin, 1 Nicky Smith;

Suplentes: 16 Kristian Dacey, 17 Rhys Gill, 18 Scott Andrews, 19 Jake Ball, 20 Ross Moriarty, 21 Gareth Davies, 22 Sam Davies, 23 Keelan Giles;

 

Japão: 15 Kotaro Matsushima, 14 Akihito Yamada, 13 Timothy Lafaele, 12 Harumichi Tatekawa, 11 Kenki Fukuoka, 10 Yu Tamura, 9 Fumiaki Tanaka, 8 Amanaki Lelei Mafi, 7 Shunsuke Nunomaki, 6 Malgene Ilaua, 5 Samuela Anise, 4 Kyosuke Kajikawa, 3 Kensuke Hatakeyama, 2 Shota Horie (c), 1 Satoshi Nakatani;

Suplentes: 16 Takeshi Hino, 17 Koki Yamamoto, 18 Heiichiro Ito, 19 Uwe Helu, 20 Shuhei Matsuhashi, 21 Yuhimaru Mimura, 22 Keisuke Uchida, 23 Amanaki Lotoahea;

 

Histórico: 9 jogos, 8 vitórias de Gales e 1 vitória do Japão. Último jogo: Japão 23 x 08 Gales, em 2013 (amistoso, com Gales sem seus atleta do British and Irish Lions);

 

espanha(3)versus(12)uru novo copy copy

13h00 – Espanha x Uruguai, em Málaga

Árbitro: Federico Anselmi (Argentina)

 

Histórico: 7 jogos, 4 vitórias do Uruguai e 3 vitórias da Espanha. Último jogo: Uruguai 16 x 15 Espanha, em 2013 (amistoso);

 

tonga copyversus(12)estados unidos

14h00 – Tonga x Estados Unidos, em San Sebastián (Espanha)

Árbitro: Nick Briant (Nova Zelândia)

 

Tonga: 1 Tevita Mailau 2 Paul Ngauamo 3 Siua Halanukonuka 4 Steve Mafi 5 Joe Tu’ineau 6 Daniel Faleafa 7 Jack Ram 8 Tevita Koloamatangi 9 Tane Takulua 10 Kali Hala 11 Fetu’u Vainikolo 12 Latiume Fosita 13 Siale Piutau (c) 14 Nafi Tuitavake 15 Telusa Veainu

Suplentes: 16 Elvis Taione 17 Paea Fa’anunu 18 Sila Puafisi 19 Valentino Mapapalangi 20 Kotoni Ale 21 Tomasi Palu 22 Tevita Taufu’i 23 Tevita Halaifonua

 

Estados Unidos: 15 Madison Hughes, 14 Blaine Scully (c), 13 Thretton Palamo, 12 Marcel Brache, 11 Martin Iosefo, 10 Will Holder, 9 Nate Augspurger, 8 Andrew Durutalo, 7 Tony Lamborn, 6 Samu Manoa, 5 Nick Civetta, 4 Cameron Dolan, 3 Chris Baumann, 2 James Hilterbrand, 1 Joe Taufete’e;

Suplentes: 16 Pat Blair, 17 Angus MacLellan, 18 Dino Waldren, 19 Al McFarland, 20 Langilangi Haupeakui, 21 Mike Te’o, 22 JP Eloff, 23 Bryce Campbell;

 

Histórico: 8 jogos, 7 vitórias de Tonga e 1 vitória dos Estados Unidos. Último jogo: Estados Unidos 19 x 33 Tonga, em 2015 (Copa das Nações do Pacífico);

 

romênia copy copyversus(12)canada copy copy

14h00 – Romênia x Canadá, em Bucareste

Árbitro: Shuhei Kubo (Japão)

 

Histórico:6 jogos, 4 vitórias da Romênia e 2 vitórias do Canadá. Último jogo: Canadá 15 x 17 Romênia, em 2015 (Copa do Mundo);

 

escocia logoversus(12)UAR_copy_copy.jpg

15h00 – Escócia x Argentina, em Edimbugo – ESPN AO VIVO

Árbitro: Ben O’Keefe (Nova Zelândia)

 

Escócia: 15 Stuart Hogg, 14 Sean Maitland, 13 Huw Jones, 12 Alex Dunbar, 11 Tommy Seymour, 10 Finn Russell, 9 Greig Laidlaw (c) 8 John Barclay, 7 Hamish Watson, 6 Magnus Bradbury, 5 Jonny Gray, 4 Grant Gilchrist, 3 Zander Fagerson, 2 Fraser Brown, 1 Allan Dell;

Suplentes: 16 Ross Ford, 17 Alex Allan, 18 Moray Low, 19 Tim Swinson, 20 Ryan Wilson, 21 Ali Price, 22 Pete Horne, 23 Tim Visser;

 

Argentina: 15 Joaquin Tuculet, 14 Matías Moroni, 13 Matías Orlando, 12 Juan Martín Hernández, 11 Santiago Cordero, 10 Nicolás Sánchez, 9 Martín Landajo, 8 Facundo Isa, 7 Javier Ortega Desio, 6 Pablo Matera, 5 Matías Alemanno, 4 Guido Petti, 3 Ramiro Herrera, 2 Agustín Creevy (c), 1 Lucas Noguera;

Suplentes: 16 Julian Montoya, 17 Santiago Garcia Botta, 18 Enrique Pieretto, 19 Leonardo Senatore, 20 Juan Manuel Leguizamón, 21 Tomás Cubelli, 22 Jerónimo de la Fuente, 23 Juan Pablo Estellés;

 

Histórico: 15 jogos, 9 vitórias da Argentina e 6 vitórias da Escócia. Último jogo: Escócia 41 x 31 Argentina, em 2014 (amistoso);

 

irlanda copyversus(12)all blacks logo

15h30 – Irlanda x Nova Zelândia, em Dublin

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul)

 

Irlanda: 15 Rob Kearney, 14 Andrew Trimble, 13 Jared Payne, 12 Robbie Henshaw, 11 Simon Zebo, 10 Johnny Sexton, 9 Conor Murray, 8 Jamie Heaslip, 7 Sean O’Brien, 6 CJ Stander, 5 Devin Toner, 4 Donnacha Ryan, 3 Tadhg Furlong, 2 Rory Best, 1 Jack McGrath;

Suplentes: 16 Sean Cronin, 17 Cian Healy, 18 Finlay Bealham, 19 Iain Henderson, 20 Josh van der Flier, 21 Kieran Marmion, 22 Paddy Jackson, 23 Garry Ringrose;

 

Nova Zelândia: 15 Ben Smith, 14 Israel Dagg, 13 Malakai Fekitoa, 12 Anton Lienert-Brown, 11 Julian Savea, 10 Beauden Barrett, 9 Aaron Smith, 8 Kieran Read (c), 7 Sam Cane, 6 Liam Squire, 5 Samuel Whitelock, 4 Brodie Retallick, 3 Owen Franks, 2 Dane Coles, 1 Joe Moody;

Suplentes: 16 Codie Taylor, 17 Wyatt Crockett, 18 Charlie Faumuina, 19 Scott Barrett, 20 Ardie Savea, 21 TJ Perenara, 22 Aaron Cruden, 23 Waisake Naholo;

 

Histórico: 29 jogos, 27 vitórias da Nova Zelândia, 1 vitória da Irlanda e 1 empate. Último jogo: Irlanda 40 x 29 Nova Zelândia, em 2016 (amistoso);

 

urp paraguai logoversus(12)colombia

17h00 – Paraguai x Colômbia, em Assunção – Repescagem para o Sul-Americano de 2017

Histórico: 5 jogos e 5 vitórias do Paraguai. Último jogo: Paraguai 25 x 15 Colômbia, em 2013 (Sul-Americano B);

 

França vermelhoversus(12)Wallabies copy

18h00 – França x Austrália, em Paris – TV5 Monde AO VIVO

Árbitro: Glen Jackson (Nova Zelândia)

 

França: 15 Scott Spedding, 14 Noa Nakaitaci, 13 Rémi Lamerat, 12 Wesley Fofana, 11 Virimi Vakatawa, 10 Jean-Marc Doussain, 9 Maxime Machenaud, 8 Louis Picamoles, 7 Kévin Gourdon, 6 Charles Ollivon, 5 Yoann Maestri, 4 Sébastian Vahaamahina, 3 Uini Atonio, 2 Guilhelm Guirado (c), 1  Cyril Baille;

Suplentes: 16 Camille Chat, 17 Xavier Chiocci, 18 Rabah Slimani, 19 Julien Le Devedec, 20 Damien Chouly, 21 Baptiste Serin, 22 Camille Lopez, 23 Gaël Fickou;

 

Austrália: 15 Luke Morahan, 14 Sefanaia Naivalu, 13 Tevita Kuridrani, 12 Kyle Godwin, 11 Henry Speight, 10 Quade Cooper, 9 Will Genia, 8 Sean McMahon, 7 David Pocock (c), 6 Scott Fardy, 5 Rob Simmons, 4 Kane Douglas, 3 Allan Alaalatoa, 2 Tolu Latu, 1 James Slipper;

Suplentes: 16 Stephen Moore, 17 Scott Sio, 18 Tom Robertson, 19 Will Skelton, 20 Dean Mumm, 21 Lopeti Timani, 22 Nick Phipps, 23 Bernard Foley, 24 Taqele Naiyaravoro (um ficará fora);

 

Histórico: 46 jogos, 26 vitórias da Austrália, 18 vitórias da França e 2 empates. Último jogo: França 29 x 26 Austrália, em 2014 (amistoso);

 

chile logo novoversus(12)coreia logo

19h00 – Chile x Coreia do Sul, em Santiago

Histórico: 1 jogo e 1 vitória do Chile. Chile 30 x 12 Coreia do Sul, em 2016 (amistoso);

 

*Horários de Brasília

 

Foto: Cristiano Andujar