Top 14: Racing perde clássico parisiense e vê vaga no mata-mata ameaçada

O Top 14 francês completou sua 24º rodada e, com apenas dois jogos faltando para cada equipe, tudo está em aberto na competição. O Toulon (1º) não perdeu o gás depois do título europeu e não teve dificuldades para bater em casa o Castres (12º), que continua ameaçado pelo rebaixamento, enquanto o Clermont (2º) não se abateu e atropelou nos Alpes o Grenoble (11º), que continua na descendente. O Toulouse (3º), por sua vez, segue na cola dos ponteiros por um lugar direto na semifinal e nesta semana atropelou o Brive (10º), que segue em uma posição frágil.

 

Já o clássico de Paris foi melhor para o Stade Français (4º), que venceu com um homem a menos e colocou em xeque o Racing Métro (6º). No retrovisor do Racing Métro está o Bordeaux (8º) e Montpellier (7º), que se aproximaram depois de vitórias em casa sobre Oyonnax (5º) e Bayonne (13º). Na parte de baixo o La Rochelle (9º) empatou e praticamente rebaixou o Lyon (14º)

 

Toulon continua genial

Não parece haver limites para o rugby do Toulon. Depois de vencer sua terceira copa europeia seguida, a equipe da Riviera recebeu o Castres e mostrou que pretende buscar o binacional também com uma boa vitória por 31 a 24. A partida foi de alto nível e contou com um total de oito tries. Os donos da casa entraram no in-goal com o pilar Xavier Chiocci, o asa Steffon Armitage, o ponta Josua Tuisova (duas vezes) e o fullback Leigh Halfpenny, enquanto os visitantes responderam com o ponta Romain Martial, o centro Romain Cabannes e o scrum-half Rory Kockott. Na partida, a baixa do Toulon foi Michalak que, lesionado, está de fora do restante da temporada.

 

O Toulon continua imbatível e, na próxima rodada, viaja para repetir a final europeia contra o Clermont, em um jogo que pode definir o primeiro colocado. O Castres continua a perigo, empatado em número de pontos com o 13º Bayonne e, na próxima rodada, recebe o Brive precisando desesperadamente de uma vitória.

 

Stade Français vence o clássico parisiense

A Cidade Luz parou para ver o clássico mais antigo da França quando o Racing Métro recebeu o Stade Français, que seu deu melhor vencendo por 28 a 19. E, como frequentemente acontece em jogos entre rivais regionais, não faltaram polêmicas e desentendimentos. A maior delas envolvendo o oitavo do SF, o italiano Sergio Parisse, expulso aos 19’ do primeiro tempo depois de uma disputa de bola no ar que muitos consideraram normal. No jogo propriamente dito não faltou vontade por parte dos jogadores, apesar do rugby ter ficado muitas vezes em segundo plano.

 

As equipes empataram em tries com os donos da casa entrando no in-goal como scrum-half Maxime Machenaud e os visitantes responderam ponta Jeremy Sinzelle. O diferencial foi a vontade dos jogadores de rosa que superaram a desvantagem de jogar com um homem a menos por mais de uma hora e contaram com a pontaria perfeita do abertura sul-africano Morné Steyn, que parece finalmente a vontade em Paris.

 

O resultado pode ter sido desastroso para o Racing Métro, que corre o risco de ficar de fora das finais, além de ter de lidar com o moral baixo depois de perder para o rival com um jogador a menos desde o inicio do jogo. Os alvicelestes precisam vencer o La Rochelle em Paris na próxima jornada, sob o risco de deixarem a zona de classificação. O Stade Français, por sua vez, segue de olho na semifinal direta, cresce no momento certo e recebe o Montpellier.

 

Toulouse reencontra seu rugby

Os maiores campeões franceses parecem ter encontrado novamente a fórmula do sucesso, depois de alguns anos de campeonatos pífios e muitas críticas em relação ao estilo de jogo. Os occitanos de Guy Novês agora descansam na terceira posição, com a melhor campanha do segundo turno, e uma vitória monumental em casa sobre o Brive por 62 a 19. O Toulouse fez jus a fama de uma equipe ofensiva e anotou nove tries, com o hooker Corey Flynn, o abertura Toby Flood, o ponta Yoann Huget (três vezes), o fullback Maxime Medard, o primeira linha Schalk Ferreira e o terceira linha Louis Picamoles. O try de honra do Brive foi feito pelo segunda linha Arnaud Mela.

 

O Toulouse faz um grande segundo turno e sonha com a segunda colocação e um ticket direto para as semifinais. Para isso precisa contar com um tropeço do Clermont e vencer os seus jogos, sendo que o próximo será como visitantes contra o Grenoble. O Brive completa uma sequência de jogos ruins e fica a apenas um ponto da zona de rebaixamento. Os alvinegros agora têm um jogo de vida ou morte contra o também ameaçado Castres, fora de casa, na fortaleza de Pierre-Antoine.

 

Bordeaux ganha vida nova

A terra dos vinhos viu seu time vencer uma pequena final, ao bater o Oyonnax por 26 a 23, e continuar na disputa por uma vaga nas finas do Top 14. Em uma partida onde a vontade superou a técnica os donos da casa entraram no in-goal com o ponta Blair Connor e o asa reserva Marco Tauleigne, enquanto os visitantes responderam com o fullback Florian Denos.

 

A vitória coloca o Bordeaux a três pontos da zona de classificação. O Union agora recebe o frágil Bayonne, desperado na luta contra a Pro D2, e tem uma grande chance de somar pontos fundamentais. O Oyonnax perdeu a chance de dar um passo a mais rumo às finais e vê os adversários chegando. O pequeno notável recebe o virtualmente rebaixado Lyon na próxima rodada.

 

Clermont não se abala com decepção europeia

Depois de perder a Champions Cup para o Toulon muitos se perguntaram se o time amarelo teria fôlego para continuar na luta pelo Top 14. O Clermont deu a resposta em campo, batendo nos Alpes o Grenoble por 37 a 17. Os visitantes, em um partida de apenas uma equipe, marcaram com o pilar Thomas Domingo, o ponta Noa Nakaitaci, o centro Wesley Fofana (duas vezes) e o fullback Nick Abendanon. Os alpinos colocaram a bola no chão com o segunda linha Hendrik Roodt e o pilar reserva Albertus Buckle.

 

O Grenoble faz um péssimo fim de campeonato e passa de uma equipe lutando por uma vaga nas finais para um time a apenas um ponto da zona de rebaixamento. No próximo fim de semana o FCG tem a dura missão de bater o Toulouse em casa na próxima rodada. Já o Clermont recebe o seu algoz europeu e pode assumir a primeira colocação.

 

Montpellier afunda Bayonne

O time do lendário técnico Jake White bateu em casa os bascos por 33 a 16 em uma excelente partida. Os donos da casa marcaram com o hooker Charles Geli, o oitavo Akapusi Qera e o centro Robert Ebersohn. Os bascos responderam com o asa Lisiate Faaoso mas não foi suficiente. O resultado trouxe alívio para o Montpellier, que se beneficiou das derrotas de Racing Metro e Oyonnax para continuar na briga por uma vaga nas finais. Já o Bayonne segue na zona de rebaixamento, mas pelo menos não viu sua diferença para o Castres aumentar, com ambos permanecendo igualados em pontos.

 

Os azuis do Languedoc viajam para a capital francesa com a dura missão de baterem o Stade Français na penúltima rodada, ao passo que o Bayonne precisará vencer fora de casa um empolgado Bordeaux para chegar à rodada derradeira com o nó no pescoço mais frouxo.

 

La Rochelle se garante na divisão de elite

As duas equipes promovidas ao Top 14 no ano passado se encontraram na segunda maior cidade francesa e terminaram com um empate em 16 a 16, que significou coisas muito diferentes para as equipes. Cada lado fez um try cada: os donos da casa com o hooker Damien Fitzpatrick e os visitantes com o centro Levani Botia.

 

Para o Lyon, o placar praticamente sacramentou o rebaixamento, deixando dez pontos abaixo de Bayonne e Castres com dois jogos para o encerramento. Com isso, os Lobos precisam agora de duas vitória com ponto-bônus e uma improvável combinação de resultados para se safarem. O Lyon viaja na penúltima rodada para enfrentar o Oyonnax em dérbi regional.

 

Já a situação do La Rochelle não podia ser mais diferente, pois com o empate a equipe aurinegra se distância da zona de rebaixamento e praticamente garante sua permanência na primeira divisão, objetivo inicial do time do pequeno porto atlântico. A cidade estará em festa na próxima rodada para assistir ao embate com o Racing Métro.

 

Perpignan segue sonhando com o Top 14, mas Biarritz ficará mais um ano na Pro D2

Nesse domingo, a Pro D2, a segunda divisão francesa, teve encerrada sua temporada regular com a definição dos confrontos do mata-mata final, que vale a segunda e última vaga de promoção ao Top 14 (a primeira vaga na elite já é do campeão antecipado Pau). No começo da temporada, os dois gigantes rebaixados do Top 14, Perpignan (campeão francês sete vezes, a última em 2009, e vice-campeão europeu em 2003) e Biarritz (campeão francês cinco vezes, a última em 2006, e vice-campeão europeu em 2006 e 2010), entraram como os favoritos à promoção, mas a força do campeonato se provou, primeiro com o Pau alcançando a taça e, agora, com a eliminação do Biarritz. Os bascos jogaram suas últimas fichas atuando fora de casa contra o rebaixado Dax e deram vexame, perdendo por 29 x 28, o que os derrubou para o decepcionante sétimo lugar.

 

A derrota do Biarritz beneficiou o Albi, que triunfou justamente contra o Pau, 34 x 27, carimbando a faixa de campeão dos verdes para assumir a quinta posição. O Biarritz também ajudou o Agen, que foi superado em casa pelo Perpignan por 26 x 23, mas ainda assim se classificou no quarto lugar. O Perpignan provou a força de sua camisa e se levantou após a decepção da última rodada, quando perdeu em casa para o Albi, e avançou com louvor ao mata-mata. Os catalães terminaram com o terceiro lugar e terão o mando de jogo justamente diante do Agen. Já o Albi enfrentará fora de casa o segundo colocado Mont-de-Marsan, que, apesar de perder para o Béziers, 22 x 21, já tinha assegurada a sua vaga.

 

A grande final será em campo neutro, em Toulouse, no dia 24 de maio.

 

Top 14 logo novo

Top 14 – Campeonato Francês

Toulon 37 x 21 Castres, em Toulon

Bordeaux 26 x 23 Oyonnax, em Bordeaux

Lyon 16 x 16 La Rochelle, em Lyon

Montpellier 36 x 16 Bayonne, em Montpellier

Toulouse 67 x 19 Brive, em Toulouse

Grenoble 17 x 37 Clermont, em Grenoble

Racing Métro 19 x 28 Stade Français, em Paris

 

ClubeCidadeJogosPontos
ToulonToulon2676
ClermontClermont-Ferrand2675
ToulouseToulouse2670
Stade FrançaisParis2670
Racing MétroParis2665
OyonnaxOyonnax2662
Union Bordeaux-BèglesBordeaux2661
MontpellierMontpellier2655
La RochelleLa Rochelle2654
GrenobleGrenoble2653
BriveBrive2653
CastresCastres2652
BayonneBayonne2652
LyonLyon2641

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;
– 1º e 2º lugares = classificação direta às Semifinais e à Champions Cup;
– 3º ao 6º lugares = classificação às Quartas de final e à Champions Cup;
– 7º lugar = classificação à fase preliminar da Champions Cup;
– 13º e 14º lugares = Rebaixamento

 

Pro D2 novo 2012

Pro D2 – 2ª Divisão do Campeonato Francês

 

Agen 23 x 26 Perpignan, em Agen

Albi 34 x 27 Pau, em Albi

Aurillac 54 x 21 Bourgoin, em Aurillac

Béziers 22 x 21 Mont-de-Marsan, em Béziers

Carcassonne 40 x 25 Colomiers, em Carcassonne

Dax 29 x 28 Biarritz, em Dax

Montauban 52 x 36 Massy, em Montauban

Tarbes 44 x 30 Narbonne, em Tarbes

 

ClubeJogosPontos
Pau3094
Mont-de-Marsan3083
Perpignan3082
Agen3081
Albi3080
Aurillac3077
Biarritz3077
Colomiers3069
Carcassonne3066
Montauban3064
Béziers3063
Tarbes3062
Bourgoin3052
Narbonne3050
Dax3047
Massy3041

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;
– 1º lugar: promoção ao Top 14
– 2º ao 5º lugares: mata-mata de promoção ao Top 14
– 15º e 16º lugares: rebaixamento

 

Mata-mata – dia 17 de maio

Perpignan x Agen, em Perpignan

Mont-de-Marsan x Albi, em Mont-de-Marsan

 

Escrito por: Diego Gutierrez

Foto: Racing Métro x Stade Français, www.racingmetro92.com

Comentários