Toulon e Toulouse vencem os clássicos da rodada no Top 14

ARTIGO VÍDEOS – O Top 14 continua pegando fogo com apenas 4 pontos separando o 5º do 12º colocado. Na liderança o La Rochelle (1º) continua a surpreender não tendo dificuldades para bater em casa o frágil Bayonne (13º) seguido de perto pelo Clermont (3º) que foi superado fora de casa pelo poderoso Toulon (5º) e pelo Montpellier (3º) que atropelou em seus domínios o Brive (9º).  Na briga por uma vaga nas finais Castres (4º) e Bordeaux (6º) fizeram a lição de casa batendo respectivamente Racing (7º) e Lyon (12º) enquanto o Toulouse (10º) venceu, jogando em casa, o clássico nacional contra o Stade Français (11º). Na parte de baixo da tabela o Pau (8º) afundou ainda mais o Grenoble (14º) ao bater os alpinos em casa de virada.

 

La Rochelle lidera

A fase do pequeno La Rochelle continua a melhorar, com a equipe batendo o recém-promovido Bayonne em casa por 34 a 17, com direito a ponto bônus e invencibilidade em casa. Mais do que a vitória a equipe da costa atlântica vem jogando um rugby consistente e muito agradável de ver, anotando nessa partida quatro tries com o hooker Hikairo Forbes, o ponta Vincent Rattez, o segundo centro Pierre Aguillon e um penal try. Os bascos anotaram apenas no ultimo minuto com o abertura reserva Martin Laveau.

O La Rochelle deixa a costa e se dirige para a capital medir forças com o Stade Français enquanto o Bayonne volta para o país Basco enfrentar o Lyon, um adversário direto na luta contra o rebaixamento.

 

Toulouse sai vitorioso do clássico

No clássico que coloca de lados opostos a capital e a Occitânia, o Toulouse levou a melhor batendo em casa o Stade Français por 23 a 18. Os parisienses viram a situação se complicar aos 37’ do primeiro tempo, com um cartão vermelho para o oitavo Sérgio Parisse. Com mais espaço os donos da casa não tiveram dificuldades para aplicar sua nova filosofia de jogo, apostando nos offloads e na reciclagem da bola, anotando dois tries, com o ponta Alexis Palisson e o as Thierry Dusautoir. Mesmo em inferioridade o SF lutou muito anotando também dois tries, com o segunda linha Pascal Pape e o ponta Julien Aria, e garantindo o ponto bônus defensivo.

A vitória trás alívio para o Toulouse, que não vencia a três jogos, e mostra que as mudanças táticas estão fazendo efeito, a equipe agora recebe o Grenoble e tem uma boa oportunidade para dar mais um espetáculo. O Stade Français continua a não empolgar voltando para Paris enfrentar o La Rochelle.

 

Caiu o último invicto

Apostando na vontade e na garra o Toulon, jogando em casa, derrubou o último invicto do campeonato batendo o Clermont por 23 a 21. Alternando altos e baixos na temporada o Toulon conquistou seu primeiro resultado positivo em casa. Dominando a área de contato os donos da casa anotaram duas vezes, com o oitavo Charles Ollivon e o segunda linha Mamuka Gorgodze. O Clermont, porém não se rendeu em nenhum momento conquistando um ponto bônus ofensivo graças a dois tries do abertura Patrício Fernandez.

 

O Toulon tradicionalmente  começa devagar a temporada e mais uma vez parece aos poucos encontrar o ritmo, a equipe continua em casa para receber o Montpellier enquanto o Clermont recebe o Castres.

 

Castres vence primeiro grande desafio da temporada

Jogando em casa contra o atual campeão Racing o Castres mostrou sua força, batendo os parisienses 31 a 23, se aproximando dos líderes. A vitória dos donos da casa foi construída principalmente na superioridade do pack de forwards que dominou fisicamente o time da capital, contribuindo para a equipe anotar três tries, do segunda linha Rodrigo Capo Ortega, do fullback Geoffrey Pallis e do abertura Benjamin Urdapilleta contra apenas dois dos visitantes, do pilar Eddy Ben Arous e do segunda linha Leone Nakawara.  O Castes deixa sua casa para medir forças com o Clermont enquanto o Rancing, que ainda não empolgou, continua na estrada para enfrentar o Brive.

 

Montpellier vence quarta seguida

Coroando a boa faze o Montpellier não tomou conhecimento do Brive, vencendo em casa por 42 a 13, assumindo a terceira colocação. O nome da partida foi o ponta Nemani Nadolo que anotou três vezes, acompanhado pelo centro François Steyn e o hooker Charles Geli. O try solitário do Brive foi marcado pelo asa William Wheaton.  O Montpellier deixa sua casa, viajando para enfrentar o Toulon.  O Brive perde momento e vê os líderes se distanciarem tendo de vencer, em seus domínios, o combalido Racing.

 

Bordeaux se recupera com lavada

Depois de uma série ruim de resultados, e próximo da zona de rebaixamento, o time da terra dos vinhos precisava de um bom resultado, em casa, diante do Lyon, e quem foi ao estádio não se decepcionou com o time vencendo tranquilamente por 32 a 10. Em uma partida de apenas uma equipe os donos da casa entraram no in-goal quatro vezes, com um hat trick do ponta Adam Asheley Cooper acompanhado pelo asa Luke Braid, que anotou uma vez. O try de honra dos lobos foi marcado pelo fullback Romain Loursac.

 

A vitória restaura um pouco da confiança do Bordeaux, que viaja para enfrentar a Section Paloise. A derrota já era esperada pelo Lyon, que tem uma equipe claramente inferior, continuando na estrada para enfrentar o rival direto na luta contra o rebaixamento, o Bayonne.

 

Desastre em Grenoble

O poço parece não ter fundo para o Grenoble, derrotado em casa por 39 a 38 pelo Pau depois de terminar a primeira etapa com uma vantagem de 13 pontos no placar. Na partida mais louca da temporada os donos da casa sofreram um grande apagão na segunda etapa cedendo a virada em um penal no ultimo lance do jogo. Anotaram para os donos da casa o pilar Fauka Taumalolo e o centro Fabrice Estebanez  contra o fullback Charlie Malie, o oitavo James Coughlan e o centro Jale Vatubua.

 

A derrota é um duro golpe para o já frágil moral do Grenoble, que parece não ter forças para sair do buraco em que está. A equipe agora viaja para enfrentar o Toulouse. A Section Paloise volta para casa enfrentar o Bordeaux .

 

Segue calvário do Perpignan

Na segunda divisão, o Perpignan segue sofrendo e na zona de rebaixamento. Campeão francês em 2009, o clube catalão encontra-se agora na zona de rebaixamento da Pro D2, após perder mais uma. 19 x 13 agora para os novatos do Vannes. O Biarritz, por sua vez, cai contra o Colomiers em casa, 26 x 24. A liderança é do Aurillac, que derrotou o Narbonne por 27 x 7.



 

Top 14 logo novo

Top 14 – Campeonato Francês 2016-17

Castres 31 x 23 Racing

Bordeaux 32 x 10 Lyon

Grenoble 38 x 39 Pau

La Rochelle 34 x 17 Bayonne

Toulouse 23 x 18 Stade Français

Montpellier 42 x 13 Brive

Toulon 23 x 21 Clermont

 

ClubeCidadeJogosPontos
ClermontClermont-Ferrand1240
Union Bordeaux-BèglesBordeaux1234
La RochelleLa Rochelle1234
MontpellierMontpellier1232
ToulonToulon1231
CastresCastres1230
RacingParis1230
ToulouseToulouse1228
BriveBrive1227
Stade FrançaisParis1224
Lyon O. U.Lyon1223
PauPau1221
BayonneBayonne1216
GrenobleGrenoble1214

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;

– 1º e 2º lugares = classificação direta às Semifinais e à Champions Cup;
– 3º ao 6º lugares = classificação às Quartas de final e à Champions Cup;
– 13º e 14º lugares = Rebaixamento

 

prod2

Pro D2 – 2ª Divisão do Campeonato Francês 2016-17

Mont de Marsan 21 x 23 Agen

Oyonnax 35 x 20 Carcassonne

Bourgoin 35 x 13 Dax

Aurillac 27 x 07 Narbonne

Béziers 36 x 15 Albi

Angoulême 25 x 15 Montauban

Biarritz 24 x 26 Colomiers

Vannes 19 x 13 Perpignan

 

ClubeClubeJogosPontos
OyonnaxOyonnax1239
AgenAgen1236
ColomiersColomiers1235
MontaubanMontauban1234
AurillacAurillac1233
Mont-de-MarsanMont-de-Marsan1230
AngoulêmeSoyaux-Angoulême1228
CarcassonneCarcassonne1227
PerpignanPerpignan1227
NarbonneNarbonne1225
DaxDax1224
BiarritzBiarritz1224
VannesVannes1223
BéziersBéziers1220
AlbiAlbi1219
BourgoinBourgoin1213

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;
– 1º lugar: promoção ao Top 14
– 2º ao 5º lugares: mata-mata de promoção ao Top 14
– 15º e 16º lugares: rebaixamento


 

Escrito por: Diego Gutierrez

Comentários