Tem mais um Mundial de Rugby chegando! No próximo dia 27, daqui uma semana, será dado o pontapé inicial para a Copa do Mundo de Rugby League, o mais antigo Mundial de Rugby! Enquanto a Copa do Mundo de Rugby que você conhece, de 15 jogadores, foi lançada apenas em 1987, a Copa do Mundo de Rugby League, o rugby de 13 jogadores, começou em 1954!

Rugby League? Sim, trata-se de uma outra versão do rugby, jogada com regras diferentes e organizada por federações diferentes. Entre mitos e verdades, o que você sabe do League?

 

O que é o Rugby League?

- Continua depois da publicidade -

O Rugby League é uma modalidade diferente do Rugby Union, jogado com outras regras. Aliás, essas são as duas principais vertentes do rugby, já que o Sevens é parte do Rugby Union, pois é jogado com as mesmas regras (sendo uma variante dele). Se você tem aquele amigo que te pergunta “mas esse jogo é Union ou Sevens?” responda: é Union, porque sevens é Union! O termo “Union” é usado para diferenciar o rugby mais difundido do League.

Como no Union, o League é jogado em 2 tempos de 40 minutos. Mas, quais as principais diferenças do League para o Union?

  • O League é jogado por 2 times de 13 jogadores cada, com 4 reservas, sendo que um atleta que foi substituído poderá retornar a campo;
  • No League, o try vale 4 pontos, a conversão 2, o penal 2 e o drop goal (chamado também de field goal) 1 ponto;
  • Não é usado sistema de pontos bônus nas tabelas de classificação. A vitória vale 2 pontos, o empate 1 e a derrota 0;
  • Não existem rucks. Quando um atleta sofre o tackle, é seguro e vai ao chão o jogo é parado. O atleta com a bola é liberado, rola a bola com os pés para trás e o jogo é reiniciado. É o chamado “play the ball”;
  • Cada equipe tem direito a realizar 5 vezes o play the ball e, na sexta vez que um atleta é derruba, a posse da bola troca de equipe. É a chamada “Regra dos 6 tackles”. Com isso, é comum após o 5º tackle a equipe com a posse da bola chutá-la;
  • Se a equipe defensora tocar na bola entre um play the ball e outro a contagem de tackles é zerada. Quando uma equipe com a posse de bola comete um erro de manuseio e a bola troca de posse o primeiro tackle é considerado “tackle zero” e a contagem se inicia apenas após ele;
  • Não há lineouts. A reposição da bola que saiu pela lateral é feita a partir de um scrum. Penais chutados para a lateral são cobrados com free kick;
  • Na prática, os scrums não possuem disputas, pois a equipe que introduz a bola na formação pode introduzi-la diretamente no pé de sua segunda linha. Porém, a equipe sem a bola pode tentar empurrar a formação para roubar a bola (o que é raro de acontecer);
  • Não existe o mark. Com isso, chutes no campo ofensivo são frequentes;
  • Um chute dado atrás da linha de 40 metros do campo de defesa que saia pela lateral após a linha de 20 metros do campo ofensivo é chamado de “40/20” e premia a equipe chutadora com a manutenção da posse da bola e com a contagem de tackles zerada;
  • A numeração dos atletas no League muda. Os números mais altos são para os forwards e os números menos são para a linha. O fullback é o camisa 1 e o pilar o 13, por exemplo;

A entidade que governa o Rugby League no mundo é a Rugby League International Federation, a RLIF (www.rlif.com). Para acessar as Leis do Rugby League, em inglês, clique aqui.

Você sabia?

  • Vários nomes famosos do Rugby Union jogaram Rugby League. Um deles é o neozelandês Sonny Bill Williams, que jogou o Mundial de League em 2013 pela Nova Zelândia e o Mundial de Union em 2015, além dos Jogos Olímpicos em 2016. No League, Sonny Bill era segunda linha ou pilar (forward!) e no Union centro. Os forwards no League têm perfil para se arriscarem na linha do Union;
  • O Rugby League tem duas grandes ligas profissionais no mundo: a NRL, o Campeonato Australiano, que conta com 15 clubes australianos e 1 neozelandês; e a Super League, o Campeonto Inglês, que conta com 11 clubes ingleses e um francês. Ambos usam tetos salariais e lutam anualmente no Mundial de Clubes para saber quem é a melhor;
  • O jogador mais bem pago do Rugby League hoje é Cameron Smith, capitão da Austrália e do Melbourne Storm, atual campeão da NRL, que ganha 1 milhão de dólares australianos por ano (2,5 milhões de reais). Já Dan Carter, ídolo do Union neozelandês, ganha do Racing na França 1,67 milhão de euros por ano (6,2 milhões de reais);
  • O Rugby League não é restritivo quando às seleções nacionais. Um atleta pode jogar por um país em um ano e por outro país no ano seguinte livremente;

 

Mitos sobre o Rugby League

A ausência de Rugby League no Brasil faz muitos mitos aparecerem, que são fruto do desconhecimento da modalidade. Vamos a alguns:

  • O Rugby League é mais parecido com o futebol americano? Não! São muito poucas semelhanças reais com o futebol americano. Essa impressão vem do fato de que o jogo é “parado” a cada tackle e a posse de bola se alterna. Na verdade, o play the ball é uma forma de dar continuidade ao jogo, não havendo paralisação no cronômetro entre cada tackle. Trata-se de um jogo contínuo, apenas sem a disputa dos rucks. Todas as demais características do jogo o aproximam do Rugby Union e não do futebol americano;
  • O Rugby League não tem valores? O “espírito do rugby” também existe dentro do Rugby League e sempre foi pregado. O respeito à arbitragem e as torcidas misturadas são marcas do jogo também. Tal ideia sobre os valores vem do fato do rugby ao longo do século XX ter atrelado sua moral à proibição do profissionalismo. Isso não faz mais sentido desde 1995, quando o Union passou a permitir o pagamento aos jogadores;
  • É um jogo parado, sem tática e sem intensidade? Muito pelo contrário. O Rugby League possui mais tempo de bola em jogo que o Union e o fato de não ter rucks, laterais, mauls e scrums disputados apenas muda a forma com que as estratégias são usadas. Os jogadores do Rugby League correm mais e saltam mais que os atletas do Union e precisam de grande resistência pela sequência de choques físicos do jogo. Como não há rucks, o impacto que os jogadores colocam nos contatos é maior para tentarem quebrar as linhas de defesa;

 

Como ele nasceu?

  • O Rugby League nasceu em 1895 no Norte da Inglaterra, quando um grupo de clubes rompeu com a Rugby Football Union (a federação inglesa de rugby), formando a Northern Rugby Union, mais tarde conhecida como Rugby Football League;
  • O Rugby Union proibiu até o ano de 1995 (bem recente!) o pagamento de jogadores. Era proibido no mundo todo ser profissional! Mas no fim do século XIX já havia quem defendesse que os clubes remunerassem seus atletas por horas perdidas de trabalho;
  • O Rugby League se tornou o primeiro formato profissional do rugby e a liga passou a promover mudanças nas Leis do Rugby, criando uma modalidade distinta;
  • Apesar de profissional, o Rugby League não se difundiu pelo mundo. Além do Norte inglês, apenas a Austrália abraçou o League e lá ele se tornou o formato de rugby dominante. França e Nova Zelândia também abraçaram o League, mas sem ultrapassar a popularidade do Union;

 

O Mundial

  • A Copa do Mundo de Rugby League nasceu bem antes da de Union. A criação do Mundial de League se deu em 1954, contra 1987 para o Mundial de Union;
  • Nos seus seis primeiros torneios, a Copa do Mundo de Rugby League contava com somente 4 seleções – Grã-Bretanha, Austrália, Nova Zelândia e França;
  • Em 1975, experimentou-se dividir a Grã-Bretanha em Inglaterra e Gales, o que não durou. A competição voltou a ter 5 seleções em 1985 com a entrada da Papua Nova Guiné;
  • Somente a partir de 1995, com a divisão definitiva da Grã-Bretanha em Inglaterra, Gales, Escócia e Irlanda, e a abertura para novos países, a competição ganhou um formato realmente global;
  • O Mundial de League não era disputado de 4 em 4 anos e teve já várias periodicidades e formatos diferentes;
  • A partir de 2013 foi estabelecido que o Mundial será disputado de 4 em 4 anos, com a Oceania (Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné) sendo as sedes de 2017, a Inglaterra de 2021 e Estados Unidos e Canadá de 2025;
  • A Austrália é a potência dominante do League com 10 títulos. A Grã-Bretanha (Inglaterra) tem 3 títulos, mas venceu pela última vez o torneio em 1972, quando fazia frente aos australianos. No último anos, a Nova Zelândia cresceu e venceu seu primeiro e único título em 2008;

 

História da Copa do Mundo de Rugby League

Ano(s)Sede(s)CampeãoVice campeãoObservações
1954FrançaGrã BretanhaFrança4 países participantes, incluindo Austrália e Nova Zelândia
1957AustráliaAustráliaGrã BretanhaMesmos 4 participantes
1960InglaterraGrã BretanhaAustráliaMesmos 4 participantes
1968Austrália e Nova ZelândiaAustráliaFrançaMesmos 4 participantes
1970InglaterraAustráliaGrã BretanhaMesmos 4 participantes
1972FrançaGrã BretanhaAustráliaMesmos 4 participantes
1975Jogos em todos os paísesAustráliaInglaterra5 participantes, com a Grã Bretanha dividida em Inglaterra e Gales
1977Austrália e Nova ZelândiaAustráliaGrã Bretanha4 participantes, com a volta da Grã Bretanha
1985-1988Jogos em todos os paísesAustráliaNova Zelândia5 seleções, com a Papua Nova Guiné estreando. Formato de todos contra todos, turno e returno, com jogos ao longo de 4 anos
1989-1992Jogos em todos os paísesAustráliaGrã BretanhaMesmo formato e equipes de 85-88
1995InglaterraAustráliaInglaterra10 participantes, com a Grã Bretanha dividida em Inglaterra e Gales definitivamente. Estreias de Fiji, Samoa, Tonga e África do Sul
2000Inglaterra, Gales, Escócia, Irlanda e FrançaAustráliaNova Zelândia16 participantes. Estreias de Escócia, Irlanda, Ilhas Cook, Rússia e Líbano
2008AustráliaNova ZelândiaAustrália10 participantes. 1º título da Nova Zelândia
2013Inglaterra e GalesAustráliaNova Zelândia14 participantes. Estreias da Itália e dos Estados Unidos
2017Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné--14 participantes (mesmo formato de 2013). Novo ciclo de 4 anos instituído
Lista de campeõesTítulosVices
Austrália103
Grã Bretanha/Inglaterra35
Nova Zelânda13
França02

 

RLWC 2017

Copa do Mundo de Rugby League de 2017 – na Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné

DiaLocalTime PlacarXPlacarTimeGrupo/Fase
27/10/2017Melbourne (Austrália)AUSTRÁLIA18X04INGLATERRAGrupo A
28/10/2017Auckland (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA38X08SAMOAGrupo B
28/10/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ50X06GALESGrupo C
28/10/2017Townsville (Austrália)FIJI58X12ESTADOS UNIDOSGrupo D
29/10/2017Cairns (Austrália)IRLANDA36X12ITÁLIAGrupo C/Grupo D
29/10/2017Cairns (Austrália)ESCÓCIA04X50TONGAGrupo B
29/10/2017Canberra (Austrália)FRANÇA18X29LÍBANOGrupo A
03/11/2017Canberra (Austrália)AUSTRÁLIA52X06FRANÇAGrupo A
04/11/2017Sydney (Austrália)INGLATERRA29X10LÍBANOGrupo A
04/11/2017Christchurch (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA74X06ESCÓCIAGrupo B
04/11/2017Hamilton (Nova Zelândia)SAMOA18X32TONGAGrupo B
05/11/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ14X06IRLANDAGrupo C
05/11/2017Townsville (Austrália)ITÁLIA46X00ESTADOS UNIDOSGrupo D
05/11/2017Townsville (Austrália)FIJI72X06GALESGrupo C/Grupo D
10/11/2017Canberra (Austrália)FIJI38X10ITÁLIAGrupo D
11/11/2017Sydney (Austrália)AUSTRÁLIA34X00LÍBANOGrupo A
11/11/2017Cairns (Austrália)SAMOA14X14ESCÓCIAGrupo B
11/11/2017Hamilton (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA22X28TONGAGrupo B
12/11/2017Perth (Austrália)GALES06X34IRLANDAGrupo C
12/11/2017Perth (Austrália)INGLATERRA36X06FRANÇAGrupo A
12/11/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ64X00ESTADOS UNIDOSGrupo C/Grupo D
17/11/2017Darwin (Austrália)AUSTRÁLIA46X00SAMOAQuartas de final
18/11/2017Christchurch (Nova Zelândia)TONGA24X22LÍBANOQuartas de final
18/11/2017Wellington (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA02X04FIJIQuartas de final
19/11/2017Melbourne (Austrália)INGLATERRA36X06PAPUA NOVA GUINÉQuartas de final
24/11/2017Brisbane (Austrália)AUSTRÁLIA54X06FIJISemifinal
25/11/2017Auckland (Nova Zelândia)TONGAXINGLATERRASemifinal
02/12/2017Brisbane (Austrália)AUSTRÁLIAXVENCEDOR SEMI 2FINAL
SeleçãoJogosPontos
Grupo A
Austrália36
Inglaterra34
Líbano32
França30
Grupo B
Tonga36
Nova Zelândia34
Samoa31
Escócia31
Grupo C
Papua Nova Guiné36
Irlanda34
Gales30
Grupo D
Fiji36
Itália32
Estados Unidos30
- Avançam às quartas de final os 3 primeiros colocados do Grupo A e do Grupo B e apenas o primeiro colocado do Grupo C e do Grupo D;

- Vitória = 2 pontos;
- Empate = 1 pontos;
- Derrota = 0 ponto;

 

Foto: Austrália x Nova Zelândia, 2013 – Cameron Spencer/Getty Images AsiaPac

1 COMENTÁRIO