Brasil conhece oponentes e Safari Sevens terá transmissão online ao vivo!

Nesse fim de semana, dias 3 e 4 de outubro, a seleção brasileira masculina de sevens disputará o tradicional Safari Sevens, em Nairóbi, no Quênia, e os grupos já foram definidos, com 16 seleções divididas em 4 grupos de 4 equipes cada.

 

O Brasil caiu em um desafiador, que conta com a seleção de desenvolvimento da Inglaterra, o Saxons, e a forte Espanha, que já foi seleção central da Série Mundial de Sevens (em 2013-14), contra quem o Brasil já jogou uma vez em torneios oficiais, em 2000, perdendo por 29 x 0. Os espanhois caíram nas semifinais do último torneio de Hong Kong e fecharam a temporada 2015 do Grand Prix europeu com o vice-campeonato. A Inglaterra, por sua vez, a seleção brasileira enfrentou duas vezes, mas ambas contra a equipe principal dos ingleses, em 2012 e 2014. Os Tupis  ainda terão pela frente a seleção da Zâmbia, em tese a mais fraca da chave. Trata-se de um grupo complicado, no qual, no papel, o Brasil é a terceira força, e uma classificação às quartas de final já seria um feito a se exaltar dos Tupis, que, treinados por Andrés Romagnoli, já mostraram muita evolução ao longo do trabalho e foram à África com um time renovado e promissor, com muitos atletas sendo testados e com nomes que foram titulares ao longo da última temporada dando espaço para outros atletas. O destaque é a volta de Diegão ao time, que dará muita força no contato físico, além da liderança de Martin Schaeffer, que já carrega bagagem de muitos bons torneios pelo Brasil. Drudi, Bergo, Rambo, Gabriel e Muller são outros quatro atletas com grande experiência pelo sevens e em ascensão no elenco, enquanto Laurent, Estrela, Beukes e Zé vem com a bagagem do XV.

 

Destaques no Grupo A para a primeira seleção de desenvolvimento do Quênia, o Shujaa, para o Western Province, da África do Sul, e para a Itália, que devem travar duelos equilibrados, com desvantagem para os italianos. No Grupo C, o combinado Samurai International vai também forte para a disputa, treinado por Mike Friday, ex técnico do Quênia, e munido de vários atletas da seleção principal queniana e de galeses, entre outros, assim como o Zimbábue, vice-campeão do Qualificatório de Hong Kong. No Grupo D, as forças são Portugal, única equipe da elite mundial em campo, e para o combinado australiano do Iconz.

 

Grupo A: Quênia Shujaa, Western Province, Itália e Burundi

Grupo B: Saxons, Espanha, Brasil e Zâmbia

Grupo C: Samurai International, Zimbábue, Quênia Morans e Uganda

Grupo D: Iconz, Portugal, Namíbia e Newcastle Wailers

 

Os jogos serão exibidos online em: http://www.zuku.co.ke/live

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 3

06h40 – Brasil x Espanha

09h10 – Brasil x Saxons

11h20 – Brasil x Zâmbia

 

Domingo, dia 4

Finais, das 4h30 às 13h00

Comentários