ARTIGO ATUALIZADO – O Sudamérica Rugby Sevens, o Circuito Sul-Americano de Rugby Sevens Masculino, larga nesse fim de semana, abrindo o ano de 2019! O palco do primeiro torneio é Punta del Este, no Uruguai, que receberá as 6 melhores seleções da América do Sul e mais 6 equipes convidadas, para elevar a qualidade das disputas.

O Brasil estará em Punta e em jogo está a classificação ao Hong Kong Sevens, o torneio da 2ª divisão mundial, que será jogado em abril valendo promoção à Série Mundial de Sevens 2019-20, o circuito da 1ª divisão mundial.

O torneio de Punta terá transmissão de todos os jogos de seleções ao vivo pela pelo Scrum.com argentino.

 

- Continua depois da publicidade -

Como funciona o Circuito Sul-Americano?

  • O Circuito Sul-Americano é formato por 2 torneios: Punta del Este (no Uruguai, nos dias 5 e 6 de janeiro, e Viña del Mar (no Chile), nos dias 12 e 13 de janeiro. A somatória dos dois torneios definirá a classificação final do circuito;
  • Cada torneio conta com 12 seleções divididas em 3 grupos com 4 times cada. Os 2 primeiros colocados de cada grupo e os 2 melhores 3ºs colocados avançarão às quartas de final;
    • São 6 seleções sul-americanas: Argentina, Brasil, Uruguai, Chile, Paraguai e Colômbia;
    • São 6 convidadas: África do Sul, Canadá, Estados Unidos, Rússia, Alemanha e Portugal;
    • A pontuação para cada etapa é a seguintes: 1º colocado = 22 pontos; 2º = 19 pts; 3º = 17 pts; 4º = 15 pts; 5º = 12 pts; 6º = 10 pts; 7º = 8 pts; 8º = 7 pts; 9º = 5 pts; 10º = 3 pts; 11º = 2 pts; 12º = 1 pt;
  • Os jogos serão no Campus Maldonado, palco histórico do torneio de Punta del Este que completa 30 anos de história;

 

Por que o Circuito é tão importante?

  • Haverá uma disputa paralela no Circuito entre Brasil, Uruguai, Chile, Paraguai e Colômbia. Os 2 melhores desses países se garantirão na edição 2019 do Hong Kong Sevens (a 2ª divisão mundial);
  • Já o melhor entre esses 5 países garantirá vaga como convidado nos torneios de Las Vegas e Vancouver da Série Mundial de Sevens (a 1ª divisão mundial), a serem jogados em março;

 

Quem são os favoritos na busca pelas vagas em Hong Kong?

  • Brasil, Uruguai e Chile prometem grandes disputas entre si… caso se enfrentem! Os 3 países brigarão ponto a ponto na classificação pelas vagas para Hong Kong, mas não se enfrentarão no sábado de Punta;
  • O Uruguai ficou acima de Chile e Brasil no circuito de 2018, mas foi derrotado em Punta pelo Brasil (17 x 12) e pelo Chile (17 x 14). A reviravolta uruguaia se deu em Viña, ao vencer o Brasil (14 x 07) nas quartas de final e celebrar o tropeço chileno na mesma fase. Com um elenco bastante modificado para 2019, os uruguaios não têm o favoritismo do passado;
  • O Chile aparece como a força maior entre os concorrentes a Hong Kong, após ser semifinalista no Hong Kong Sevens (caindo contra a Alemanha, que será sua oponente em Punta 2019) e foi mais longe que os uruguaios na Copa do Mundo de Sevens (acabando em 17º lugar). Contra o Brasil, o Chile venceu o único duelo de 2018 (26 x 12, em Viña). E para 2019 os chilenos seguirão com um elenco forte, com a base do time de 2018, o que sugere algum favoritismo para a equipe;
  • O Brasil terminou acima de Uruguai ou Chile no Sul-Americano pela última vez em 2013. Para 2019, o Brasil não teve nenhum torneio preparatório para o circuito, ao contrário de Uruguai e Chile, que jogaram o excelente Seven de La República na Argentina em dezembro. Com isso, os Tupis se valerão da força de um elenco que conta com 2 atletas olímpicos (Stefano e Rambo) e de outros 10 atletas com experiência na seleção brasileira de rugby XV, incluindo destaques como Zé, Buda e Robert;
  • Paraguai e Colômbia correm por fora, mas não podem ser deixados de lado, uma vez que os paraguaios acabam de estruturar um sistema de alto rendimento e os colombianos já venceram inclusive o Brasil em 2017;

 

E as demais seleções?

  • Entre as demais seleções, a Argentina é sem dúvida a mais forte, levando para Punta seu time principal da Série Mundial de Sevens. A África do Sul é a segunda força, com um time de desenvolvimento que conta com 3 atletas que já jogaram pela seleção principal;
  • Canadá e Estados Unidos também levaram times de desenvolvimento, com alguns nomes experientes. Argentina, África do Sul, Canadá e EUA são países da Série Mundial de Sevens;
  • Já Rússia, Alemanha e Portugal não são seleções da elite mundial, mas russos e alemães disputarão o Hong Kong Sevens em abril e, com isso, levaram ao Uruguai seus times principais, para se prepararem. Portugal, por sua vez, tem história e tenta se remontar pensando no Grand Prix Europeu de junho;

 

O grupo dos Tupis

  • Com isso, o Grupo C, a chave do Brasil, tem um favorito absoluto, a Argentina, enquanto Brasil, Canadá e Portugal deverão fazer duros duelos pela classificação às quartas de final;
  • O Brasil derrotou apenas uma vez na história, no famoso jogo de 2011 em Bento Gonçalves (7 x 0). Mas o time argentinos não era o principal;
  • Contra o Canadá, os Tupis conseguiram vitórias em 2015 (26 x 07, em Viña del Mar) e 2016 (22 x 05, em Mar del Plata), quando o time canadense era igualmente o elenco de desenvolvimento. O último duelo com o Canadá foi em 2017, em Punta, com vitória canadense por 14 x 12. Contra Portugal, os Tupis jamais venceram, tendo o último confronto acontecido em 2016 (com vitória lusa por 24 x 05);

 

Seven Punta 2019 – 1ª etapa do Circuito Sul-Americano de Sevens Masculino

Grupo A: Estados Unidos, Alemanha, Chile e Paraguai

Grupo B: África do Sul, Rússia, Uruguai e Colômbia

Grupo C: Argentina, Portugal, Canadá e Brasil

 

Seleção Brasileira: André “Buda” Arruda (Desterro), Ariel Rodrigues (Jacareí), Daniel “Maranhão” Lima (Poli), Douglas Rauth (Curitiba), Gustavo “Rambo” Albuquerque (Curitiba), Lucas Muller (Poli), Lucas Drudi (Jacareí), Lucas “Zé” Tranquez (Poli), Matheus Claudio (Jacareí), Matheus Cruz (Jacareí), Robert Tenório (Pasteur) e Stefano Giantorno (São José);

 

*Horários de Brasília

Sábado, dia 05 de janeiro

17h25 – Chile x Alemanha

17h47 – Estados Unidos x Paraguai

18h09 – Canadá x Portugal

18h31 – Argentina x Brasil

18h53 – Uruguai x Colômbia

19h15 – África do Sul x Rússia

 

19h37 – Chile x Paraguai

19h59 – Estados Unidos x Alemanha

20h21 – Canadá x Brasil

20h43 – Argentina x Portugal

21h05 – Rússia x Uruguai

21h27 – África do Sul x Colômbia

 

21h49 – Alemanha x Paraguai

22h11 – Portugal x Brasil

22h33 – Estados Unidos x Chile

22h55 – Rússia x Colômbia

23h17 – Argentina x Canadá

23h39 – África do Sul x Uruguai

 

Domingo, dia 06 de janeiro

16h00 – Semifinal de Honra – Pior 3º colocado x 4º Grupo A

16h22 – Semifinal de Honra – 4º Grupo B x 4º Grupo C

 

17h24 – Quartas de final – 1º C x 2º A

17h46 – Quartas de final – 1º B x Melhor 3º colocado

18h08 – Quartas de final – 2º B x 2º C

18h30 – Quartas de final – 1º A x 2º melhor 3º colocado

18h52 – Decisão de 11º lugar

19h14 – Final de Honra (Decisão de 9º lugar)

 

20h56 – Semifinal Bronze – Perdedores das Quartas 1 e 2

21h18 – Semifinal Bronze – Perdedores das Quartas 3 e 4

21h40 – Semifinal Ouro – Vencedores das Quartas 1 e 2

22h02 – Semifinal Ouro – Vencedores das Quartas 3 e 4

22h24 – Decisão de 7º lugar

23h06 – Final Bronze (Decisão de 5º lugar)

23h28 – Final Prata (Decisão de 3º lugar)

23h50 – FINAL Ouro (Decisão de título)