Rodolfo Bazzeto / FOTOJUMP

ARTIGO COM VÍDEO – Neste sábado, os Tupis entraram em campo pela quarta rodada do Americas Rugby Championship, em partida no Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, contra os Estados Unidos, que buscavam manter a invencibilidade e a liderança da competição. O resultado foi o esperado, com as Águias vencendo bem por 43 x 16, diante de 1.061 torcedores no Vale do Paraíba.

Os norte-americanos foram superiores do começo ao fim. O primeiro try nasceu com o fullback Mike Te’o logo aos 5′, rompendo na ponta após as fases. O Brasil fez sua parte logo na sequência com penal bem chutado por Josh, para reduzir o marcador para 5 x 3.

Mas, aos 11′, os EUA caíram para o segundo try, com o pilar Moungaloa, na base do contato dos forwards. A superioridade dos visitantes era clara e, aos 19′, saiu o terceiro try com Campbell, no jogo curto. Josh teve a chance na sequência de reduzir, mas o penal não entrou. E, aos 27′, o objetivo dos norte-americanos se concretizou, com o asa Germishuys marcou o try do bônus no maul.

Antes do intervalo, no entanto, o Brasil teve seu momento, com a linha de passes funcionando. Zé quebrou a linha de vantagem, entregou para Stefano que disparou e serviu Moisés para o try. No intervalo, Brasil 10 x 26 EUA.

- Continua depois da publicidade -

Os Tupis flertaram com o segundo try na volta dos vestiários. Ariel quase apanhou chute de Laurent para o in-goal, mas os EUA se safaram. E a superioridade norte-americana voltou com Stefano recebendo cartão amarelo. As Águias tiveram um try anulado pelo TMO e, mesmo com um a menos, o Brasil soube reduzir com penal bem chutado por Josh, em lance de amarelo para Civetta, dos EUA, que deixou os dois times iguais numericamente.

Nessas condições, o Brasil voltou a arrancar penal com Josh perfeito, abrindo a janela de esperança para os Tupis, que perdiam por somente 26 x 16 com 15 minutos para o fim. Porém, a indisciplina custou caro ao Brasil no fim do jogo. Diegão recebeu um cartão amarelo que saiu barato (poderia ter sido vermelho) e os visitantes cruzaram para mais um try, com Lamborn, no pick and go.

A situação se complicou ainda mais na sequência para os Tupis com Jardel recebendo amarelo que deixou o time com 13 atletas em campo. Lesike, voando após offload de Te’o, e Germishuys, em contra golpe, puniram o Brasil com mais 2 tries, selando a vitória das Águias por 45 x 16.

“Queríamos ter surpreendido os Estados Unidos, como fizemos há dois anos, mas sofremos muito com a disciplina. Os cartões amarelos pesaram e com isso não conseguimos fazer nosso jogo”, disse Yan Rosetti, capitão dos Tupis. “Acabamos tendo dificuldade também com a força física deles, mas agora é pensar na Argentina, para fazermos uma partida melhor”, complementou.

O Brasil voltará a campo no próximo sábado, de novo em São José, contra a Argentina XV, no último jogo da competição. Já os EUA jogarão em Montevidéu contra o Uruguai na partida que valerá o título.


16versus copiar45

Brasil 16 x 45 Estados Unidos, em São José dos Campos

Árbitro: Francisco González (Uruguai) / Assistentes: Cauã Ricardo (Brasil) e Murilo Bragotto (Brasil) / TMO: Xavier Vouga (Brasil)

Brasil

Try: Moisés

Conversão: Josh (1)

Penais: Josh (3)

15 Lucas “Zé” Tranquez, 14 Stefano Giantorno, 13 Felipe Sancery, 12 Moisés Duque, 11 Robert Tenorio, 10 Josh Reeves, 9 Laurent Bouda-Couhet, 8 André “Buda” Arruda, 7 Matheus Claudio, 6 Arthur Bergo, 5 Cleber “Gelado” Dias, 4 Lucas “Bruxinho” Piero, 3 Jardel Vettorato, 2 Yan Rosetti (c) (sem clube), 1 Michel “Vanzinha” Olimpio;

Suplentes: 16 Angelo Marcucci, 17 Lucas Abud, 18 Matheus “Blade” Rocha, 19 Diegão Lopez, 20 Michael “Ilha” Moraes, 21 Daniel “Maranhão” Lima, 22 Ariel Rodrigues, 23 De Wet Van Niekerk;

Estados Unidos

Tries: Germishuys (2), Te’o, Moungaloa, Campbell, Lamborn e Lasike

Conversões: Magie (3) e Cima (2)

15 Mike Te’o, 14 Nate Augspurger (c), 13 Dylan Audsley, 12 Bryce Campbell, 11 Josh Whippy, 10 Will Magie, 9 Shaun Davies, 8 Cam Dolan, 7 Hanco Germishuys, 6 Psalm Wooching, 5 Nick Civetta, 4 Ben Landry, 3 Chris Baumann, 2 Dylan Fawsitt, 1 Huluholo Moungaloa;

Suplentes: 16 Peter Malcolm, 17 Anthony Purpura, 18 Angus Maclellan, 19 Matt Jensen, 20 Tony Lamborn, 21 Ruben de Haas, 22 Ben Cima, 23 Paul Lasike;

EquipeApelidoPJVED4+-7PPPCSP
Estados UnidosEagles2455004019768129
ArgentinaArgentina XV2154014116969100
UruguaiTeros1453022016815711
CanadáCanucks115202301321293
BrasilTupis451030063159-96
ChileCóndores150050171218-147
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

Foto: Rodolfo Bazzeto / FOTOJUMP