Foto: Luiz Pires/Fotojump

A praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, mais uma vez foi palco para o Desafio Internacional de Beach Rugby, apresentado pelo Bradesco, realizado neste sábado (15). E a Argentina foi quem levou a melhor, tanto entre os homens, repetindo o feito de 2017, como entre as mulheres, que se sagraram campeão pela primeira vez na história. Tupis e Yaras da praia ficaram em segundo lugar, nos dois triangulares, com o Uruguai em terceiro.

“É claro que a gente sempre vem para vencer, mas também é muito importante desenvolver novos talentos. Nosso trabalho é de longo prazo e a renovação está em andamento. Tivemos momentos bem difíceis, onde elas puderam mostrar seu valor”, disse o técnico da Seleção Feminina, Reuben Samuel.

“Em cinco anos de torneio houve uma evolução no conceito que temos para essa disputa. Nos últimos dois anos, que comandei o time, tentei usar alguns critérios, como jogadores do sistema de alto rendimento que não jogaram tantos minutos na temporada, quais queremos dar experiência internacional, que a gente vê alguma projeção maior, além dos meninos do desenvolvimento. A gente fica satisfeito então com as pequenas vitórias dentro de campo, o esforço contra a Argentina e a vitória contra o Uruguai”, reforçou Fernando Portugal, técnico da Seleção Masculina.

Sob sol forte e sensação térmica de 40 graus, a arena de beach rugby recebeu um público animado e a bateria do Bradesco. E os primeiros jogos do dia levantaram a torcida, com o Brasil encarando o Uruguai. No masculino, vitória apertada dos uruguaios por 7 a 6. Já no feminino as Yaras levaram sem dificuldades, vencendo por 11 a 3.

- Continua depois da publicidade -

Na sequência o Brasil encarou a Argentina e foi superado, tanto no masculino, quanto no feminino. Enquanto os Tupis foram caíram por 7 a 2, com dois tries de Estrela, as Yaras fizeram jogo foi bastante equilibrado, com as argentinas levando a melhor por 7 a 5, com 4 tries de Bianca.

Nos confrontos entre os adversários, duas vitórias dos argentinos sobre os uruguaios: 9 a 4 no masculino e 7 a 3 no feminino.

Na segunda rodada do triangular, os brasileiros cresceram e devolveram o placar contra o Uruguai, anotando 7 a 6, com mais dois tries de Estrela. Já as Yaras tiveram mais dificuldades, mas ganharam das uruguaias por 6 a 3, com Rafa Zanellato se destacando.

Diante dos argentinos, os Tupis novamente mostraram muita garra e fizeram jogo duro. A vitória foi dos argentinos, por 7 a 5, mas os brasileiros em nenhum momento baixaram a cabeça, chegando a marcar dois tries com um atleta a menos. Já as Yaras começaram bem contra as argentinas, mas levaram a virada e caíram por 6 a 3.

Com mais duas vitórias sobre dos sobre os uruguaios, ambos os torneios tiveram a Argentina em primeiro lugar, o Brasil em segundo e o Uruguai em terceiro. O Desafio Internacional de Beach Rugby encerra a temporada 2018 do rugby brasileiro.

 

14h00 – Brasil 6 x 7 Uruguai – Masculino

14h12 – Brasil 11 x 3 Uruguai – Feminino

14h50 – Uruguai 4 x 9 Argentina – Masculino

15h05 – Uruguai 3 x 7 Argentina – Feminino

16h00 – Brasil 2 x 7 Argentina – Masculino

16h15 – Brasil 5 x 7 Argentina – Feminino

16h34 – Brasil 7 x 6 Uruguai – Masculino

16h46 – Brasil 6 x 3 Uruguai – Feminino

17h03 – Uruguai 3 x 6 Argentina – Masculino

17h15 – Uruguai 0 x 9 Argentina – Feminino

17h30 – Brasil 5 x 7 Argentina – Masculino

17h42 – Brasil 3 x 6 Argentina – Feminino

 

Brasil

Feminino: Bianca Silva (Leoas), Milena “Mille” Mariano (São José), Leila Silva (Leoas), Rafaela Zanellato (Curitiba), Isadora Lopes (Melina), Silvana Oliveira (Leoas), Giovanna “Gicosa” Olio (SPAC) e Thalia “Mulan” Costa (Delta);

Masculino: Rafael “Raj” Spago (SPAC), Kauã Guimarães (Templários), Devon Muller (Band Saracens), Gabriel Paganini (Band Saracens), Endy Willian Pinheiro (Curitiba), Pedro Bengaló (Poli), Cleber “Gelado” Dias (Poli) e Rafael “Loirão” Góes (Jacareí);

 

Lista de campeões do Desafio Internacional de Beach Rugby do Rio

AnoCampeão MasculinoCampeão Feminino
2014ArgentinaBrasil
2015ArgentinaBrasil
2016UruguaiBrasil
2017ArgentinaBrasil
2018ArgentinaArgentina

Texto: Luis Garcia/In Press Media Guide