O ano de 2018 terá os Tupis e as Yaras jogando pela primeira vez onde os futebolistas há décadas temem: a altitude da Bolívia.

Em maio, serão realizados na cidade de Cochabamba os Jogos Sul-Americanos, a Olimpíada da América do Sul, que é organizada de quatro em quatro anos e que desde 2014 tem o rugby sevens entre seus esportes. O rugby sevens já teve suas datas e local de disputas confirmado: será de 12 a 14 de maio de 2018, no novo estádio de Sacaba (foto), cidade no subúrbio de Cochabamba, localizada a nada menos que 2.700 metros de altitude.

Não há detalhes sobre os participantes do rugby sevens dos Jogos Sul-Americanos ainda, mas, caso o Brasil seja confirmado, o desafio será novo, com as Yaras defendendo a medalha de ouro conquistada em 2014, em Santiago, e com os Tupis em busca de uma primeira medalha, após acabarem em quarto na edição no Chile.

A Bolívia, por sua vez, deverá fazer sua estreia em competições oficias de rugby, sendo hoje o único país sul-americano que não é filiado à Sudamérica Rugby (excetuando as Guianas, alinhadas normalmente com o Caribe). O rugby boliviano conta há alguns anos com competições de XV e sevens, masculinas e femininas, mas vem esbarrando na legislação do país, que vem impedindo a filiação da associação de rugby ao Comitê Olímpico local pelo fato do rugby não estar presente em todo o país. Ainda resta saber se até maio tal situação terá uma solução e a Bolívia poderá ingressar nos torneios da bola oval.