Metade do caminho para as mulheres! O Super sevens chega à sua terceira etapa nesse fim de semana, com jogos em Florianópolis e organização do Desterro, atual líder da competição, apenas dois pontos à frente do Charrua e São José, com as etapas de Porto Alegre, Curitiba e São José ainda a serem realizadas.

 

 

 

- Continua depois da publicidade -

 

Saiba como foi a 1a etapa, em São Gonçalo, RJ

Saiba como foi a 2a etapa, em Lagoa Santa, MG

 

 

Veja os grupos e jogos dessa etapa.

 

 

Grupo A: Niterói (RJ), Charrua (RS), São José (SP) e Desterro B (SC)
Charrua e São José dividem a segunda colocação na classificação geral, e devido as colocações na última etapa, dessa vez irão se enfrentar logo na fase de grupos, que ainda conta com o Niterói, vencedor da última etapa, o que o torna o grupo da morte da vez.

 

 

As rubro-negras saíram de uma péssima estreia em casa para faturar o título, e no caminho venceram o São José na hora decisiva. As joseenses fizeram melhor, tendo vencido o Charrua por duas vezes na estreia, que marcou o primeiro título da história do clube na competição. O Charrua tem a seu favor a regularidade, com uma 2a e 6a colocação. Serão jogos sem favoritos, apesar dos resultados positivos do São José. Completa o grupo a equipe B do Desterro. Com apenas 11 equipes na disputa (o Vitória não conseguiu comparecer à disputa), as anfitriãs entram com seu time B composto por veteranas, ainda assim com a experiência de jogar em uma das melhores equipes do país, o que se não lhe confere favoritismo, torna ainda mais difícil a definição do grupo.

 

 

Retrospecto no Super Sevens 2015
Charrua 05 X 24 São José – 1a etapa
Charrua 14 X 33 São José – 1a etapa – fase final
São José 14 X 07 Niterói – 2a etapa
São José 00 X 31 Niterói – 2a etapa – fase final

 

 

Grupo B: Desterro (SC), Curitiba (PR), SPAC (SP) e Centauros (RS)
As donas da casa e líderes da competição tem a torcida a seu favor para enfim deslanchar na competição. Depois de uma estreia modesta, veio o vice-campeonato na etapa de BH, caindo de forma dura contra o Niterói. Seu grande adversário pela primeira posição no grupo é o Curitiba, que já venceu as rubro-verdes esse ano no Super Sevens e na Liga Sul. Resta saber como as Touritas chegarão para a disputa, uma vez que uma série de lesões acometeu a equipe e resultou na promoção de novatas para a disputa do estadual. Agora os jogos terão um nível mais alto, e a pouca experiência pode pesar.

 

 

O SPAC, celeiro de grande s jogadoras e base da seleção, não vem bem até aqui. Mesmo contando com diversas jogadoras selecionáveis no plantel, a equipe não se recuperou da estreia ruim repetindo a 9a colocação. A renovação não tem se mostrado a altura do grupo super campeão liderado por Paula Ishibashi, Gabi Ávila entre outras, esse ano deve ser de transição para as SPACats. Completa o grupo o Centauros, representante do Rio Grande do Sul, que não deve fazer frente para as demais equipes do grupo.

 

 

Retrospecto no Super Sevens 2015
SPAC 7 X 21 Desterro – 1a etapa
Desterro 7 X 12 Curitiba – 1a etapa – fase final
Curitiba 12 X 05 SPAC – 2a etapa

 

 

Grupo C: Delta (PI), BH Rugby (MG), Band Saracens (SP) e Urutau (PR)
A equipe sensação do campeonato vem à terceira etapa como cabeça de chave pela primeira vez. Terá pela frente mais uma vez o BH Rugby, equipe que superou em duas oportunidades até aqui. Tendo participado das etapas anteriores, a equipe mais não deve mais ser uma novidade para suas adversárias e por isso pode ter mais dificuldade para triunfar mais uma vez, O bom conjunto de atletas do Piauí conta com jogadoras muito fortes e rápidas, combinação que as conduziu à condição de favoritas no grupo.

 

 

O BH Rugby por sua vez vem se recuperando na competição, estreando com uma modesta oitava colocação, e caindo diante do Delta justamente na disputa de 3o lugar da última etapa. É um grupo já experiente, e que pode vencer, assim como o Band Saracens. A repentina queda na etapa anterior não reflete o potencial das Bandetes, que já venceu as mineiras esse ano, e possui jogadoras muito experientes em seu grupo, que podem compensar uma eventual desvantagem física em relação ao Delta. O Urutau completa o grupo, sem contar com o desempenho dos anos anteriores. As paranaenses perderam seu status de segunda força do estado para Toledo e não devem alcançar vitórias na primeira fase.

 

 

Curiosidade: a atleta Amanda Macedônio, do Band Saracens, já passou por BH Rugby e Urutau. Se estiver no plantel desse fim de semana, terá a chance única de encarar suas ex-companheiras de equipe por duas vezes na mesma competição.

 

 

Retrospecto no Super Sevens 2015
Band Saracens 22 X 00 BH Rugby – 1a etapa – fase final
Delta 12 X 00 BH Rugby – 1a etapa – fase final
Delta 12 X 10 BH Rugby – 2a etapa – fase final

 

 

JOGOS
Sábado – 15/08
9h10 – Niterói X Desterro B
9h30 – Charrua X São José
9h50 – Desterro X Centauros
10h10 – Curitiba X SPAC
10h30 – Delta X Urutau
10h50 – BH Rugby X Band Saracens
11h30 – Niterói X São José
11h50 – Charrua X Desterro B
12h10 – Desterro X SPAC
12h30 – Curitiba X Centauros
12h50 – Delta X Band Saracens
13h10 – BH Rugby X Urutau
13h50 – Niterói X Charrua
14h10 – São José X Desterro B
14h30 – Desterro X Curitiba
14h50 – SPAC X Centauros
15h10 – Delta X BH Rugby
15h30 – Band Saracens X Urutau

 

 

Domingo – 16/08
FINAIS

 

 

 EquipePtsE1E2E3E4E5E6
N.Zelândia962016202020
Canadá821020161818
Austrália821814181616
Rússia58168101212
Fiji54121212144
Estados Unidos5221814810
10ºEspanha1532433
11ºBrasil1114222
+Tabela