Às 11: 45 deste sábado, debaixo de um sol escaldante e com bastante vento, foi dado o kick-off para Niterói x Tornados de Indaiatuba, na cidade de Cabo Frio, valendo a vaga para ambos na próxima fase da Taça Tupi. Na partida de ida, no interior paulista, vitória fluminense por 31 x 19, ganhando vantagem de 12 pontos para o jogo de volta.

 

No início do jogo, o Tornados optou por jogar mais com os forwards, onde levaram ampla vantagem e após muita pressão e pick and go o Tornados abriu o placar aos 15 minutos do primeiro, Niterói 0 x 7 Tornados. Seguindo o jogo, o Tornados conseguiu ampla vantagem com os fowards principalmente nos scrums. No último lance antes da pausa para hidratação, o Niterói cedeu um penal no meio do campo e o Tornados não desperdiçou. Niterói 0 x 10 Tornados.

 

- Continua depois da publicidade -

Após a pausa, o Niterói conseguiu equilibrar as forças com seu pack de fowards, e com isso chegaram ao primeiro try do time no jogo, com conversão. Niterói 7 x 10 Tornados. Logo em seguida, após pressão na saída de bola, o Niterói consegue seu segundo try e assume a liderança do placar ao acertar a conversão. Niterói 14 x 10 Tornados, e fim do primeiro tempo.

 

Logo assim que o jogo recomeça o Tornados cede um penal do meio de campo e o Niterói opta por chutar para os postes, mesmo com muito vento, e converte, Niterói 17 x 10 Tornados. No reinício o Tornados pressiona a saída de bola do Niterói, consegue recuperar a bola com os fowards e após alguns pick and goes, abre a bola até a ponta e chega ao try, e como estava ventando muito, não foi convertido, Niterói 17 x 15 Tornados. Novamente, no último lance antes da pausa para hidratação, o segundo centro do Niterói consegue infiltrar na forte defesa do Tornados e consegue mais um try convertido, Niterói 24 x 15 Tornados.

 

Após a pausa para hidratação o abertura do Tornados foi expulso após dar um tackle pilão, e com isso os paulistas ficaram com um a menos até o fim do jogo; e com esse penal, o Niterói opta por chutar para a lateral e consegue um lineout na linha dos 5 metros, e após ganhar o line, eles forçam um pick and go para segurar os fowards e abrem para os backs, onde novamente o segundo centro consegue infiltrar na linha e anotar mais um try que foi convertido, Niterói 31 x 15 Tornados. Logo após o recomeço do jogo o Niterói tem um atleta punido com cartão amarelo por ter dado um tackle alto, aproveitando a igualdade numérica, o Tornados consegue mais um try, porém, com o vento muito forte não é convertido, Niterói 31 x 20 Tornados.

 

Em um final de jogo emocionante, o Tornados consegue mais um try após muita pressão com seu pack de fowards em um scrum à metros do in-goal, por sinal muito bem defendido pelo bravo time do Niterói, mas após alguns pick and goes, os paulistas abrem a bola até o outro lado do campo e conseguem mais um try convertido, Niterói 31 x 27 Tornados. Em um jogo pra lá de duro o Niterói saiu vencedor novamente, dessa vez por 31-27 e estão classificados para a fase de grupos da Tupi.

 

 

O Niterói, maior campeão nacional entre os participantes, se junta ao BH Rugby, Poli, Wallys, Maringá, San Diego, Charrua e Serra, que garantiram suas classificações à fase de grupos, além de Rio Branco, Guanabara, Londrina e BC Rugby, que já estavam classificados anteriormente.

 

 

Placar final: Niterói (14) 31 x 27 (10) Tornados

 

Niterói

Tries: Estrela (3) e Franco

Conversões: David Grael (4)

Penais: David Grael (1)

 

Tornados

Tries: Tesouro (2), Sandrinho e Penna

Conversões: Gatti (2)

Penais: Gatti (1)

 

Escrito por: Pedro Castanho

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Foi um jogasso, pena que a arbitragem foi muito confusa. No meu entendimento os criterios nao foram aplicados de maneira igual para ambos os times em varias situacoes, incluse no lance da expulsao.
    Mas enfim, Niteroi venceu as duas partidas e merece seguir em frente. Porem o sentimento de todos no terceiro tempo era de que esse jogo nao deveria ter sido na primeira fase, pois um bom time sairia logo cedo enquanto outros estavam dando WO por ai, etc etc…
    Mas sempre muito bom jogar uma partida como essa, quando o resultado vira um fator secundario, e a diversao compensa todo o sacrificio que eh jogar Rugby no Brasil, e tambem a viagem longa de 11 horas.