Austrália é campeã da 3ª etapa da Série Mundial de Sevens Feminina

ARTIGO COM VÍDEOS – Quem irá parar a Austrália? Se no ano passado, a hegemonia no sevens feminino mundial foi da Nova Zelândia, neste ano quem manda é a Austrália. Neste fim de semana, Atlanta, nos Estados Unidos, recebeu a 3ª etapa da Série Mundial de Sevens Feminina da temporada 2015-16, e quem levou a melhor, mais uma vez, foi a Austrália, que conquistou nada menos que seu terceiro título da temporada, mantendo 100% de aproveitamento e praticamente selando seu título, já que restam somente 2 etapas (no Canadá, nos dias 16 e 17 deste mês, e na França, nos dias 28 e 29 de maio), com as australianas somando 14 pontos a mais que as neozelandesas, vice líderes.

 

O primeiro dia de jogos, a sexta-feira, não começou bem para a Austrália, que conheceu sua primeira derrota logo de cara, caindo por 22 x 7 contra a Inglaterra, com direito a 2 tries de Emily Scarratt. Mas, as aussies reagiram na sequência vencendo a Colômbia, convidada da etapa (por 34 x 0, com direito a 5 tries de Emma Tonegato) e Fiji (22 x 5). As inglesas também bateram fijianas e colombianas e terminaram no topo do Grupo A.

 

Já o Canadá, liderado por Jen Kish, emergiu vitorioso do difícil Grupo B, deixando França e Rússia para trás. No Grupo C, o primeiro lugar ficou com a seleção da casa. Estados Unidos e Nova Zelândia deixaram para trás Japão e Espanha e duelaram na partida final, que terminou com empolgante vitórias das americanas por 12 x 5, com Jessica Javelet fazendo o try decisivo, um dos mais bonitos da temporada.

 

O sábado arrancou sem surpresas nas quartas de final, com a Inglaterra passando pela Rússia e o Canadá derrotando Fiji. Na sequência, a Austrália se reergueu e despachou os EUA, com vitória impactante por 22 x 5, que teve Tonegato cravando 2 tries no primeiro tempo, enquanto Cherry e Du Toit fecharam a conta após o intervalo. E a Nova Zelândia triunfou contra a França, 24 x 7.

 

Nas semifinais, a Nova Zelândia fez um de seus melhores jogos, derrotando a Inglaterra por 24 x 19 em jogo que as kiwis exibiram toda a sua qualidade com a bola em mãos. Portia Woodman e Sarah Goss brilharam e as neozelandesas alcançaram sua primeira final na temporada. Depois, foi a vez da Austrália bater o Canadá, 26 x 14, novamente com Tonegato se destacando com 2 dos 4 tries amarelos.

 

As finais menores viram a Irlanda alcançar seu melhor resultado até aqui, faturando a Taça Bronze ao vencer Espanha e Japão, e a os Estados Unidos se despedindo da torcida com o título da Taça Prata, com vitória sobre a Rússia, que acabou não brilhando em Atlanta. Já o terceiro lugar coube à Inglaterra, que venceu o Canadá e ganhou o quarto lugar da classificação geral, superando a França.

 

Na grande decisão, finalmente as rivais Austrália e Nova Zelândia voltaram a se encarar e as aussies começaram implacáveis, fazendo 3 tries em sequência, com Caslick, Quirck e Cherry, antes das neozelandesas reduzirem antes do intervalo, com Winiata. Parecia tudo muito fácil para as líderes da temporada e Caslick anotou o quarto try australiano após Emilee Cherry roubar a bola no breakdown. 24 x 7. Mas, como sempre em Austrália x Nova Zelândia, a emoção não estava encerrada. As neozelandesas reagiram e com tries de Woodman e Winiata se aproximaram do marcador, mas já era tarde demais. Austrália campeã, 24 x 19.

 

As seleções femininas voltarão a campo no próximo final de semana, em Langford, no Canadá, e a Austrália poderá erguer o troféu da temporada matematicamente se nenhuma grande zebra der as caras.

 

SWS 2015-16 logo

Atlanta Sevens – 3ª etapa da Série Mundial de Sevens Feminina 2015-16 – em Atlanta, Estados Unidos

Grupo A: Austrália, Fiji, Inglaterra e Colômbia

Grupo B: Canadá, França, Rússia e Irlanda

Grupo C: Nova Zelândia, Estados Unidos, Espanha e Japão

 

Sexta-feira, dia 08 de abril

*das 13h30 às 21h10, hora de Brasília

Canadá 26 x 05 Rússia

França 22 x 00 Irlanda

Austrália 07 x 22 Inglaterra

Fiji 41 x 07 Colômbia

Nova Zelândia 38 x 05 Japão

Estados Unidos 24 x 00 Espanha

Canadá 29 x 05 Irlanda

França 22 x 07 Rússia

Austrália 34 x 00 Colômbia

Fiji 07 x 28 Inglaterra

Nova Zelândia 10 x 05 Espanha

Estados Unidos 33 x 12 Japão

Canadá 17 x 12 França

Rússia 10 x 07 Irlanda

Austrália 22 x 05 Fiji

Inglaterra 45 x 00 Colômbia

Nova Zelândia 05 x 12 Estados Unidos

Japão 15 x 07 Espanha

 

Classificação

Grupo A: 1 Inglaterra, 2 Austrália, 3 Fiji, 4 Colômbia

Grupo B: 1 Canadá, 2 França, 3 Rússia, 4 Irlanda

Grupo C: 1 Estados Unidos, 2 Nova Zelândia, 3 Japão, 4 Espanha

Sábado, dia 09 de abril

*das 13h30 às 21h30, hora de Brasília

Quartas de final

Inglaterra 19 x 12 Rússia

Canadá 29 x 00 Fiji

Estados Unidos 05 x 22 Austrália

França 07 x 24 Nova Zelândia

 

Semifinais Bronze

Japão 19 x 07 Colômbia

Espanha 05 x 17 Irlanda

 

Semifinais Prata

Rússia 24 x 12 França

Fiji 0 x 38 Estados Unidos

 

Semifinais Ouro

Inglaterra 19 x 24 Nova Zelândia

Canadá 14 x 26 Austrália

 

11º lugar

Colômbia 12 x 24 Espanha

 

Final Bronze

Japão 15 x 26 Irlanda

 

7º lugar

França 28 x 0 Fiji

 

Final Prata

Rússia 7 x 19 Estados Unidos

 

3º lugar

Inglaterra 26 x 14 Canadá

 

Final Ouro

Austrália 24 x 19 Nova Zelândia

 

Seleção Pontuação geral Etapa 5 (França) Etapa 4 (Canadá) Etapa 3 (Estados Unidos) Etapa 2 (Brasil) Etapa 1 (Emirados Árabes)
Austrália 94 18 16 20 20 20
Nova Zelândia 80 16 18 18 16 12
Canadá 74 20 12 14 18 10
Inglaterra 74 14 20 16 08 16
França 60 12 14 08 12 14
Rússia 42 04 06 10 04 18
Estados Unidos 46 10 08 12 14 02
Fiji 36 08 04 06 10 08
Espanha 26 06 10 02 02 06
Brasil* 12 00 03 00 06 03
Japão 12 01 01 03 03 04
Irlanda 11 03 02 04 01 01
Quênia* 02 02 00 00 00 00
Colômbia* 01 00 00 01 00 00
* seleções convidadas
Etapa Campeão
Etapa 1 (Emirados Árabes) Austrália
Etapa 2 (Brasil) Austrália
Etapa 3 (Estados Unidos) Austrália
Etapa 4 (Canadá) Inglaterra
Etapa 5 (França) Canadá

– Pontuação: 1º lugar, 20 pontos / 2º, 18 pts / 3º, 16 pts / 4º, 14 pts / 5º, 12 pts / 6º, 10 pts / 7º, 8 pts / 8º, 6 pts / 9º, 4 pts / 10º, 3 pts / 11º, 2 pts / 12º, 1 pt.

Comentários