ARTIGO COM VÍDEOS – A 13ª rodada da Premiership inglesa, a última antes de mais uma pausa para os jogos da Copa Europeia, reservou ao torcedor da Terra da Rainha dois confrontos entre os cinco melhores do certame, apimentando a briga dentro do G4. Quem festejou foi o Wasps, que abriu 2 pontos na liderança da competição, mas o Saracens também saiu no lucro, evitando uma derrota que parecia certa contra o Exeter Chiefs.

 

A 14ª rodada será apenas no dia 14 de fevereiro, sem os atletas que estiverem servindo as seleções nacionais no Six Nations.

 

- Continua depois da publicidade -

Saracens tropeça e Wasps é líder

Nas disputas da parte de cima da Premiership, o Saracens teve pela frente em Londres o ascendente Exeter Chiefs, ambos cientes da importância da vitória.

 

A partida começou pegada e logo aos 10′ o lance capital aconteceu, com o pilar Barrington recebendo cartão vermelho por tackle imprudente, já mostrando que as novas leis sobre o contato com a cabeça são mesmo para valer. O cartão mudou a cena do jogo e os Chiefs aproveitaram a vantagem para abrirem 10 x 00 nos cinco minutos seguintes, com penal de Steenson e try de Nowell apanhando na ponta chute de Steenson. Pouco depois Armond teve a chance do segundo try dos visitantes, mas Rhodes salvou os Sarries. Sem Farrell, a 10 dos Sarries foi de Lozowski, que logo mostrou competência reduzindo com dois penais (e ainda arriscando sem sucesso um drop).

 

Exeter simplesmente foi incapaz de aproveitar a vantagem numérica ao longo do jogo e foi punido na segunda etapa. Steenson acertou apenas um de dois penais para os Chiefs e, aos 73′, os Saracens puniram os visitantes com um maul perfeito finalizado por Lamositele, deixando o placar em 13 x 13. Steenson ainda tentou um último drop goal, mas o placar final foi de 13 x 13, com sabor de vitória para os londrinos.

 

O empate beneficiou o Wasps, que recebeu em Coventry o Leicester Tigers, quinto colocado, em outro clássico nacional, e não titubeou, abocanhando a liderança graças à vitória por 22 x 16. As Vespas começaram o jogo aferroando, com dois tries em 10 minutos, com Chris Wade e Tommy Taylor. Os Tigers ficaram inchados e viram o terceiro try dos donos da casa sair em velocidade aos 27′, com Dan Robson. Owen Williams reduziu antes do intervalo com penal, levando o duelo em 19 x 03 para o vestiário.

 

Na segunda etapa, os Tigers cresceram e puniram os Wasps por reduzirem a marcha. A reação foi fulminante, com Betham fazendo o try aos 50′ e Burns reduzindo com penal a diferença para apenas 3 pontos, 19 x 16. Porém, o balde de água fria no Leicester foi lançado aos 65′ com cartão amarelo para Dane Cole. Gopperth não perdoou e chutou penal que se provou decisivo para os Wasps.

 


 

Bath vacila, Northampton reage

O Bath se beneficiou da derrota dos Tigers, mas não se ajudou. O quarto colocado foi ao extremo norte e perdeu para o competente Newcastle Falcons por 24 x 22. Os Falcons começaram bem com try de Goneva logo aos 2′, enquanto Goerge Ford desperdiçou penais preciosos para o Bath. Porém, o abertura colocou os visitantes na frente com try aos 43′. O momento virou a favor do Bath que cruzou o in-goal mais duas vezes com Rokoduguni, porém no apagar das luzes o Newcastle crescer e virou o placar para o delírio da torcida, com dois tries nos 10 minutos finais, com Mark Wilson e Ben Harris.

 

Eram quatro derrotas nos últimos seis jogos pela liga nacional na conta do Northamptom Saints e o time das East Midlands recebia o lanterna Bristol, em pleno momento de reação na liga. O resultado foi um grande jogo no Franklin’s Gardens que acabou com vitória dos Saints por 32 x 26, com Bristol coletando precioso bônus. Picamoles e Haywood cravaram os tries dos Saints no primeiro tempo, enquanto Eadie deixou o do Bristol para levar a disputa ao intervalo em 14 x 13. No começo da segunda etapa, Picamoles rompeu a defesa e Tom Wood fez o terceiro do Northampton, mas a resposta foi brilhante, com um lindo try de Woodward para o Bristol, em contra ataque belíssimo. Entretanto, os visitantes erraram no reinício e Hanrahan guardou o quarto try dos Saints no minuto seguinte. O jogo seguiu em aberto até o fim e os donos da casa garantiram a vitória com um penal de Myler e um drop goal de Mallinder no finzinho.

 


 

Sale e Worcester cada vez mais preocupados

Assim como Northampton, Harlequins e Gloucester também embolaram a briga pelo G4 (vagas nas semifinais) e G6 (vagas na Champions Cup) com importante vitórias sobre Sale Sharks e Worcester Warriors, que já olham para o crescimento do Bristol com muita preocupação na luta contra o rebaixamento.

 

Os Quins receberam os Sharks em Londres e venceram por sofridos 29 x 26. Com muitas lesões assolando o elenco, os Quins se valeram dos pés certeiros de Tim Swiel, com o abertura ainda fazendo um dos dois tries do time. Porém, Danny Solomona, o neozelandês ex Rugby League dos Sharks esteve com tudo, guardou dois tries para seu time e a virada não veio por falta de tempo.

 

Já o Gloucester atropelou o rival Worcester no dérbi do Oeste aplicando insaciáveis 55 x 19. Um atropelo de 7 tries a favor dos Cherry and Whites, que seguem vivos na luta por um lugar ao sol.

 


 

AvivaPremiershipLogo

Aviva Premiership – Campeonato Inglês

Wasps 22 x 16 Leicester Tigers

Saracens 13 x 13 Exeter Chiefs

Northampton Saints 32 x 26 Bristol

Harlequins 29 x 26 Sale Sharks

Gloucester 55 x 19 Worcester Warriors

Newcastle Falcons 24 x 22 Bath

 

ClubeCidadeJogosPontos
WaspsCoventry2284
Exeter ChiefsExeter2284
SaracensLondres2277
Leicester TigersLeicester2266
BathBath2259
HarlequinsLondres2252
Northampton SaintsNorthampton2252
Newcastle FalconsNewcastle2249
GloucesterGloucester2246
Sale SharksSalford (Manchester)2244
Worcester WarriorsWorcester2233
BristolBristol2220
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;
- 1º a 4º lugares = classificação às Semifinais e à Champions Cup;
- 5º e 6º lugares = classificação à Champions Cup;
- 7º lugar = classificação à Repescagem para a Champions Cup;
- 12º lugar = rebaixamento

 

Foto: Premiership Rugby – Exeter x Saracens