Oxford de azul marinho e Cambridge de azul claro. Foto: Varsity Match

ARTIGO COM VÍDEOS – A Inglaterra tem várias tradições. E uma delas é o Varsity Match, o jogo anual de rugby realizado desde 1872 entre as centenárias universidades de Oxford e Cambridge, disputado em Twickenham, o templo do rugby inglês em Londres.

No passado, esse jogo era muito antecipado, com dois times recheados de atletas das seleções inglesa, galesa, escocesa e irlandesa. Os tempos passaram e os atletas profissionais já não estão mais em peso no Varsity Match, mas ainda há grandes nomes.

Em 2018, o centro Dom Waldouck, de 31 anos, do Newcastle Falcons, campeão europeu com os Wasps e atleta da seleção de sevens da Inglaterra, capitaneou Oxford, levando sua experiência para o confronto. E o reforço surtiu efeito, com os Dark Blues sendo campeões, vencendo por 38 x 16, em partida apitada por Nigel Owens, considerado por muitos o melhor árbitro do mundo. 60º título para Oxford (contra 63 de Cambridge, campeã do ano passado).

Mas Cambridge também ergueu taça, vencendo a disputa feminina, em jogo mais equilibrado. 8 x 5 para as Light Blues. Foi o 12º título de Cambridge (contra 19 de Oxford).

Acompanhando este grande evento estiveram alunos da ONG UmRio, do Rio de Janeiro! Clique aqui para saber mais sobre a experiência.

O Brasil já foi representado no Varsity Match principal. Em 1961, atuou por Cambridge Collin Allan, nascido em Barretos, considerado à época um dos grandes jogadores do time azul celeste. Já em 2007, foi a vez de Juliano Fiori – hoje atleta da seleção brasileira de sevens – vestir a camisa de Cambridge. Seu primo, Robert Malengreau, do Niterói e fundador do projeto social UmRio, também jogou o Varsity Match, mas o jogo entre os times B, pelo lado de Oxford.

 

- Continua depois da publicidade -

The Varsity Match 2018

Masculino

Oxford 38 x 16 Cambridge

 

Feminino

Oxford 05 x 08 Cambridge